A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

REVISÃO DE LITERATURA Prof. Rafael Celestino. REVISÃO DA BIBLIOGRAFIA Toda pesquisa supõe 2 tipos de revisão de literatura: aquela que o pesquisador necessita.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "REVISÃO DE LITERATURA Prof. Rafael Celestino. REVISÃO DA BIBLIOGRAFIA Toda pesquisa supõe 2 tipos de revisão de literatura: aquela que o pesquisador necessita."— Transcrição da apresentação:

1 REVISÃO DE LITERATURA Prof. Rafael Celestino

2 REVISÃO DA BIBLIOGRAFIA Toda pesquisa supõe 2 tipos de revisão de literatura: aquela que o pesquisador necessita para o seu próprio consumo, isto é, para ter clareza sobre as principais questões teórico- metodológicas pertinentes ao tema escolhido, e aquela que vai, efetivamente, integrar o relatório do estudo; A revisão da bibliografia deve estar a serviço do problema de pesquisa;

3 REVISÃO DA BIBLIOGRAFIA A produção do conhecimento não é um empreendimento isolado.É uma construção coletiva da comunidade científica, um processo continuado de busca, no qual cada nova investigação se insere, complementando ou contestando contribuições anteriores dadas ao tema;

4 REVISÃO DA BIBLIOGRAFIA A formulação de um problema de pesquisa exige que o pesquisador se situe nesse processo, analisando criticamente o estado atual do conhecimento em sua área de interesse, comparando e contrastando abordagens teórico- metodológicas utilizadas, avaliando o peso e a confiabilidade dos resultados, de modo a identificar pontos de consenso, controvérsias, regiões de sombra e lacunas que precisam ser esclarecidas;

5 REVISÃO DA BIBLIOGRAFIA Esta análise ajuda o pesquisador a definir melhor seu objeto de estudo, selecionar procedimentos e instrumentos ou, ao contrário, evitá-los quando estes tenham se mostrado pouco eficientes na busca do conhecimento pretendido; A familiarização com a literatura já produzida evita o dissabor de descobrir mais tarde, que a roda já tinha sido inventada. Assim, uma primeira revisão da literatura, extensiva, ainda que sem grande aprofundamentos, deve orientar a elaboração do projeto;

6 REVISÃO DA BIBLIOGRAFIA Isto permite definir de forma mais precisa o objetivo de seu estudo, e, por sua vez, selecionar melhor a literatura relevante para o encaminhamento da questão, em um processo gradual de focalização; É recomendável começar pelos artigos mais recentes e, a partir destes, ir identificando outros citados nas bibliografias. Caso haja revisões recentes sobre o tema é conveniente começar com elas, e posteriormente, identificar os artigos de maior impacto no entendimento do problema estudado;

7 REVISÃO DA BIBLIOGRAFIA Nesse processo de garimpagem, abstracts e catálogos de teses, bibliografias selecionadas são úteis na identificação de estudos para revisão. Atualmente um grande número de redes de informações, bases de dados, bibliotecas e centros de pesquisa podem ser acessados on-line ; O estado da arte serve fundamentalmente para situar o pesquisador, dando-lhe um panorama geral da área e lhe permitindo identificar as pesquisas mais relevantes para a questão dos seu interesse;

8 REVISÃO DA BIBLIOGRAFIA Ela deve de preferência examinar os próprios artigos, isto é, deve basear-se em fontes primárias, e não em citação de terceiros; Se uma certa quantidade de leitura é necessária, não significa que o leitor da pesquisa tenha que acompanhá-lo nesta longa e penosa caminhada; A visão abrangente deve servir justamente para capacitá-lo a selecionar os estudos mais relevantes para a construção do problema a ser investigado;

9 REVISÃO DA BIBLIOGRAFIA A identificação das questões mais relevantes dá organicidade à revisão, evitando a descrição monótona estudo por estudo. Em torno de cada questão são apontadas áreas de consenso, indicando os autores que defendem a referida posição ou estudos que fornecem evidência da posição apresentada; É a familiaridade com o estado de conhecimento da área que torna o pesquisador capaz de problematizar o tema e indicar a contribuição que o estudo pode trazer para a expansão do conhecimento;

10 TIPOS DE REVISÃO A SEREM EVITADOS Summa: pesquisadores inexperientes sucumbem ao fascínio da idéia de esgotar o assunto. É o tipo de revisão que o autor acha necessário apresentar o resumo de toda a produção científica; Arqueológico: os estudos sobre a educação no Brasil, a revisão começa pelos jesuítas, mesmo que o problema seja a informática educativa; Patchwork: se caracteriza por uma colagem de conceitos, pesquisas, afirmações dos autores, sem nenhum fio condutor. Estudos e pesquisas são arrolados sem qualquer elaboração comparativa ou crítica;

11 TIPOS DE REVISÃO A SEREM EVITADOS Suspense: a dificuldade é saber aonde o autor quer chegar, qual a ligação dos fatos expostos com o tema do estudo. Em alguns casos, para alívio do leitos, o mistério se esclarece nas páginas finais. Em outros, como nos romances policiais, o autor não consegue convencer; Rococó: caracterizado pelo excesso de curvas caprichosas e pela profusão de elementos decorativos. Certos trabalhos acadêmicos usam elementos decorativos para atribuir elegância a dados irrelevantes;

12 TIPOS DE REVISÃO A SEREM EVITADOS Caderno B : procura tratar assuntos complexos, de modo ligeiro, sem aprofundamentos cansativos; Off the records: refere-se aos casos em que o autor confere anonimato a suas fontes. Isto é feito através de expressões como sabe-se. vários estudos, muitos autores, impedindo o leitor de avaliar a consistência das informações apresentadas;

13 L EITURA DO MATERIAL De posse do material bibliográfico tido como suficiente passa-se a sua leitura. A leitura que se faz na pesquisa bibliográfica deve servir aos seguintes objetivos: Identificar as informações e os dados constantes no material impresso; Estabelecer relações entre as informações e os dados obtidos com o problema proposto; Analisar a consistência das informações e dados apresentados pelos autores;

14 L EITURA DO MATERIAL Leitura exploratória : tem por objetivo verificar em que medida a obra consultada interessa à pesquisa. É feita mediante o exame da folha de rosto, resumo, introdução, conclusões. É possível ter uma visão global da obra, bem como avaliar sua utilidade à pesquisa; Leitura seletiva : após a leitura exploratória procede-se a seleção, ou seja, determinação do material que de fato interessa à pesquisa. É necessário ter em mente os objetivos da pesquisa de forma a evitar a leitura de textos que não contribuam para solução do problema proposto

15 L EITURA DO MATERIAL É mais profunda que a exploratória, mas não é definitiva podendo ser retomada; Leitura analítica : é feita com base nos textos selecionados. Embora possa ocorrer a adição de novos textos ou supressão de outros, é feita como se fosse definitiva. Sua finalidade é ordenar e sumariar as informações contidas nas fontes, de modo a possibilitar respostas ao problema de pesquisa. É uma leitura crítica, desenvolvida com objetividade;

16 L EITURA DO MATERIAL É necessário penetrar profundamente nas intenções do autor, porém sem a tentativa de julgá-las: a) Leitura integral da obra ou texto selecionado b) Identificação das idéias-chaves; c) Hierarquização das idéias; d) Sintetização das idéias. Leitura interpretativa : última etapa do processo de leitura das fontes bibliográficas, tem por objetivo relacionar o que o autor afirma com o problema para o qual se propõe solução;

17 L EITURA DO MATERIAL Na leitura interpretativa, procura-se conferir significado mais amplo aos resultados obtidos com a leitura analítica; É necessário que a interpretação se faça pela ligação dos dados com conhecimentos significativos, originados de pesquisas empíricas ou teorias comprovadas.

18 T OMADA DE APONTAMENTOS Não é conveniente iniciar a tomada de notas já com a primeira leitura. Isso geralmente ocorre a partir da leitura analítica; Para que a tomada de notas seja eficiente, deve ser realizada levando-se em consideração o problema da pesquisa, verificando se aquilo realmente representa algum tipo de solução ao problema, no sentido de evitar notas em demasia; Identificar a importância da obra em relação aos objetivos; Devem ser anotadas as idéias principais e os dados importantes;

19 T OMADA DE APONTAMENTOS As anotações devem ser feitas preferencialmente em frases próprias, pois indica que entendeu o que o autor disse.


Carregar ppt "REVISÃO DE LITERATURA Prof. Rafael Celestino. REVISÃO DA BIBLIOGRAFIA Toda pesquisa supõe 2 tipos de revisão de literatura: aquela que o pesquisador necessita."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google