A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ana Paula Carvalho Orichio

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ana Paula Carvalho Orichio"— Transcrição da apresentação:

1 Ana Paula Carvalho Orichio
EVOLUÇÃO HISTÓRICA DA ENFERMAGEM BRASILEIRA E INTERNACIONAL ORIGEM DA PROFISSÃO DE ENFERMAGEM Primeira Aula Ana Paula Carvalho Orichio

2 O domínio da História como obtenção e manutenção do poder
Esta disciplina é utilizada como instrumento para a formação da nascente identidade profissional, para o desenvolvimento de um compromisso perene com a profissão, bem como de busca de uma melhor inserção da enfermagem na sociedade (BARREIRA et al., 1997). É além disso um espaço de doutrinação sobre a mística da enfermagem, suas origens remotas e a contribuição de diversas sociedades para sua evolução. A memória como fenômeno individual corresponde as possibilidades de atualização de certas impressões ou informações passadas, mediante funções neuropsíquicas complexas, que atuam seletivamente, segundo estímulos externos e motivações internas. A faculdade de memorizar e decorar é fundamental para o processo ensino aprendizagem, para o desenvolvimento da personalidade, para a vida de relação e para a integração da pessoa na sociedade. Sua importância pode ser melhor avaliada pelos dramáticos efeitos de sua perda, a amnésia. Amnésia – esquecimento. Anamnésis – recordação.

3 Os estudos de história permitem rever os vestígios do passado remoto e recente, evitando-se uma perda da memória coletiva. A memória coletiva, além de uma conquista, é também um instrumento e um objeto de poder. Estando relacionada a formação da identidade social, da solidariedade grupal e da consciência crítica, ela é objeto de manipulação por parte das pessoas e dos grupos que detêm o poder de emprestar visibilidade e prestígio a certos acontecimentos, pessoas, etc. Os estudos históricos interessam sobremaneira a enfermagem, pois a construção de uma memória coletiva é o que possibilita a tomada de consciência daquilo que somos realmente, enquanto produto histórico, o desenvolvimento da auto-estima coletiva e a tarefa de reconstrução da identidade profissional.

4 As origens da Enfermagem: Mãe como primeira enfermeira
A análise da condição feminina é, pois um elemento central na explicação da trajetória da enfermagem, a partir de uma visão de relações de gênero como formas particulares de relações de poder, ao largo das posições políticas. A atividade de cuidar ou “tomar conta” de pessoas, se confunde com o trabalho da mãe no cuidado e na nutrição dos filhos e de outras pessoas dependentes, como idosos, feridos e doentes. As primeiras práticas de saúde, associadas ao trabalho feminino, estariam a serviço da sobrevivência. A proteção materna instintiva foi a primeira forma de manifestação do ser humano no cuidado de seus semelhantes.

5 Nexos entre a história da Enfermagem e a história do Cuidar
Definição de cuidar segundo Françoise Collière: “Cuidar é um ato que tem como fim primeiro permitir que a vida continue a desenvolver-se e, assim, lutar contra a morte – morte do indivíduo, morte do grupo, morte da espécie”.


Carregar ppt "Ana Paula Carvalho Orichio"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google