A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

BIOSSEGURANÇA. -Definição: -Definição: É o conjunto de normas e procedimentos voltadas para prevenção, minimização ou eliminação de riscos inerentes às.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "BIOSSEGURANÇA. -Definição: -Definição: É o conjunto de normas e procedimentos voltadas para prevenção, minimização ou eliminação de riscos inerentes às."— Transcrição da apresentação:

1 BIOSSEGURANÇA

2 -Definição: -Definição: É o conjunto de normas e procedimentos voltadas para prevenção, minimização ou eliminação de riscos inerentes às atividades de pesquisa, produção, ensino, desenvolvimento tecnológico e prestação de serviços, objetivando a integridade do bem- estar físico, mental e social do homem e do meio-ambiente (Mandu- 1998). BIOSSEGURANÇA RISCOS BIOLÓGICOS RISCOS BIOLÓGICOS

3 BIOSSEGURANÇA RISCOS BIOLÓGICOS - Histórico: Bernardo Ramazzini originou o estudo de riscos biológicos aos profissionais de saúde Surgimento de medidas preventivas para infecções, devido a alta taxa de mortalidade pós-amputação de pacientes internados Florence Nightingale formou procedimentos profiláticos para infecções hospitalares, como limpeza dos hospitais e higiene dos pacientes Louis Pasteur a teoria da geração espontanea Louis Pasteur a teoria da geração espontanea Joseph Lister tratou ferimentos cirurgicos com fenol Joseph Lister tratou ferimentos cirurgicos com fenol Robert Koch descreveu o postulado de Koch Robert Koch descreveu o postulado de Koch Formação das primeiras diretrizes de Biossegurança, elaboradas pelo Center for Diseases Control (CDC) e National Institute of Health (NIH) Incorporação dessas diretrizes pela comunidade científica brasileira Divulgação da primeira legislação de Biossegurança brasileira.

4 OCUPAÇÃOTRANSMISSÃO OCUPACIONAL DOCUMENTADA POSSÍVEL TRANSMISSÃO OCUPACIONAL Dentistas e auxiliares-7 Embalsamador e auxiliares-3 Pessoal de emergência médica-10 Atendente de saúde112 Manutenção e limpeza17 Téc. de laboratório, clínico16 Téc. de radiologia3- Enfermeiros2128 Médicos não cirurgiões611 Médicos,cirurgiões-11 Terapeuta respiratório12 Técnicos em diálise12 Técnicos cirúrgicos21 Técnicos/terapeutas-5 Outras ocupações de saúde-1 Total52111 BIOSSEGURANÇA RISCOS BIOLÓGICOS

5 CID 2001; 33 (SUPPL 2): S84-93

6 BIOSSEGURANÇA RISCOS BIOLÓGICOS CID 2002; 34:

7 BIOSSEGURANÇA RISCOS BIOLÓGICOS PACIENTES CRÍTICOS [IMUNOCOMPROMETIDOS] SÍNDROME DA IMUNODEFICIÊNCIA ADQÜIRIDA NEOPLASIAS - TUMORES E CÂNCERES HEMATOLÓGICOS (***) TRANSPLANTES DE ÓRGÃOS SÓLIDOS E MÉDULA ÓSSEA (***) (***) TRANSPLANTADOS DE MEDULA ÓSSEA [Processo de Base + Tratamento]

8 BIOSSEGURANÇA RISCOS BIOLÓGICOS BIOSSEGURANÇA RISCOS BIOLÓGICOS Classificação de agentes biológicos por grupo de risco: (OMS-1993) Classificação de agentes biológicos por grupo de risco: (OMS-1993) Grupo 1 de risco: Grupo 1 de risco: Nível de Biossegurança 1 Risco individual e comunitário ausente ou muito baixo. Ex.: Laboratórios de ensino. Lactobacillus acidophilus, Bacillus cereus,... Lactobacillus acidophilus, Bacillus cereus,...

9

10 BIOSSEGURANÇA RISCOS BIOLÓGICOS Grupo 2 de risco: Grupo 2 de risco: Nível de Biossegurança 2 Risco individual moderado e comunitário baixo. Ex.: Postos de saúde e hospitais. Staphylococcus aureus, Plasmodium sp., Ascaris sp., Candida albicans, Rotavírus,...

11

12 BIOSSEGURANÇA RISCOS BIOLÓGICOS Grupo 3 de risco: Grupo 3 de risco: Nível de Biossegurança 3 Risco individual elevado e comunitário baixo. Ex.: Laboratórios especializados. Mycobacterium tuberculosis, Yersinia pestis, Príons,... Mycobacterium tuberculosis, Yersinia pestis, Príons,...

13

14 BIOSSEGURANÇA RISCOS BIOLÓGICOS Grupo 4 de risco: Grupo 4 de risco: Nível de Biossegurança 4 Risco individual e comunitário elevados. Ex.: Institutos de pesquisas viróticas. Varíola caprina, Vírus da febre aftosa, Vírus Ebola,...

15

16 BIOSSEGURANÇA RISCOS BIOLÓGICOS BIOSSEGURANÇA RISCOS BIOLÓGICOS - Capacidade patogênica do agente: Entre os agentes patogênicos veiculados pelos produtos biológicos, como o sangue, o vírus da HEPATITE B é o mais infectante dentre as infecções ocupacionais (Monge- 1997).Entre os agentes patogênicos veiculados pelos produtos biológicos, como o sangue, o vírus da HEPATITE B é o mais infectante dentre as infecções ocupacionais (Monge- 1997). Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), nos acidentes com instrumentos pérfuro-cortantes, estima-se que:Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), nos acidentes com instrumentos pérfuro-cortantes, estima-se que: 20% dos acidentados são infectados pelo HBV; 20% dos acidentados são infectados pelo HBV; 10% dos acidentados são infectados pelo HCV; 10% dos acidentados são infectados pelo HCV; 0,5% dos acidentados são infectados pelo HIV. 0,5% dos acidentados são infectados pelo HIV.

17 BIOSSEGURANÇA RISCOS BIOLÓGICOS Estima-se a ocorrência de 1000 casos de exposições percutâneas a material biológico por dia nos hospitais. 1. FATORES QUE FAVORECEM A EXPOSIÇÃO: 1.1. Atividades realizadas pelo profissional; 1.2. Setores de atuação; 1.3. Resposta imunológica do profissional; 1.4. Tipo de exposição ocorrida.

18 BIOSSEGURANÇA RISCOS BIOLÓGICOS VIA RESPIRATÓRIA (perdigotos) VIA DIGESTÓRIA (fecal-oral) VIA CIRCULATÓRIA (sanguíneo parenteral) POR CONTATO (pele) Adenovírus Clostridium sp.* Arenavírus- Lassa Dermatófitos Bordotella pertusis CryptosporidiumHIVHPV Meningococo Helicobacter pylori HBVHerpesvírus Mycobacterium sp. Salmonella spp. HCV- Vírus influenza Shigella spp. Vírus Ebola - Varicela-zosterHAV-- VIAS DE TRANSMISSÃO PRINCIPAIS DE IHs

19 BIOSSEGURANÇA RISCOS BIOLÓGICOS GRUPO PROFISSIONAL INFECÇÕES Da área de laboratório de A.C. e setor de radiologia Hepatite B, Doença meningocócica, Tuberculose e dermatomicoses. Da área de Anatomia-patológica Antraz, Doença de Creutzfeld-Jakob, febre tifóide, Hepatite B, tétano, tuberculose e AIDS. Cirurgiões-dentistas Caxumba, Hepatite B e C, Herpes e tuberculose. Anestesiologistas Hepatite B e C Da área de lavanderia Escabiose, febre Q, hepatite A,B e C, salmonelose e tuberculose. Gestantes Citomegalovirose, rubéola, varicela INFECÇÕES OCUPACIONAIS. EM AGENTES DA SAÚDE

20 BIOSSEGURANÇA RISCOS BIOLÓGICOS HEPATITE B: HEPATITE B: Estima-se 350 milhões de portadores crônicos; Estima-se 350 milhões de portadores crônicos; Assume uma taxa anual de 60 casos para Assume uma taxa anual de 60 casos para profissionais de saúde; - Conscientização dos profissionais; - Treinamento para prevenção de exposição; - Disponibilidade da vacina(cuja eficácia é de 90% a 95%).

21 BIOSSEGURANÇA RISCOS BIOLÓGICOS - JUSTIFICATIVA: - Conscientização dos profissionais; - Treinamento para prevenção de exposição; - Disponibilidade da vacina(cuja eficácia é de 90% a 95%).

22 BIOSSEGURANÇA RISCOS BIOLÓGICOS DOENÇA CASOS POR ANO Infecção por HBV Manifestação Clínica Hospitalizados435 Portadores do HBV 652 Doença crônica pelo HBV 163 Morte fulminante 11 Morte por cirrose 148 Morte por Ca de fígado 35 Total de mortes 194

23 BIOSSEGURANÇA RISCOS BIOLÓGICOS HEPATITE C: HEPATITE C: milhões de casos no mundo (90% desconhece); - 85% dos casos evoluem para cronicidade (cirrose e hepatocarcinoma). - Não há medida profilática específica eficaz; - Prevenção a base de gamaglobulina e interferon.

24 BIOSSEGURANÇA RISCOS BIOLÓGICOS AIDS: AIDS: - 1º caso de contaminação hospitalar confirmado foi em 1984; - De 1981 a 2001 foram 219 casos de contaminação hospitalar no mundo. - Risco associado a acidentes com pérfuro-cortantes: 0,32%. - Risco associado a acidentes com exposição de mucosas: 0,03%.

25 BIOSSEGURANÇA RISCOS BIOLÓGICOS -Material Biológico de alto risco de transmissão do HIV:.Sangue;.Secreção vaginal;.Sêmen;.Líquidos de serosas (peritoneal, pleural, pericárdico).

26 BIOSSEGURANÇA RISCOS BIOLÓGICOS - PROCEDIMENTOS PÓS-EXPOSIÇÃO: Elaboração do CAT; Elaboração do CAT; Pesquisa viral do paciente-fonte; Pesquisa viral do paciente-fonte; Pesquisa viral do profissional; Pesquisa viral do profissional; Quimioprofilaxia anti-retroviral pós- exposição (PEP). Quimioprofilaxia anti-retroviral pós- exposição (PEP).

27 BIOSSEGURANÇA RISCOS BIOLÓGICOS -Precauções Universais: -Precauções Universais: Lavagem das mãos; Lavagem das mãos; Utilização de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs); Utilização de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs); Utilização de Equipamentos de Proteção Coletiva (EPCs); Utilização de Equipamentos de Proteção Coletiva (EPCs); Recipientes adequados para as amostras; Recipientes adequados para as amostras; Descarte de lixo hospitalar apropriado Descarte de lixo hospitalar apropriado

28

29 Equipamento de Proteção Coletiva (EPC) CHUVEIRO DE EMERGÊNCIA CHUVEIRO DE EMERGÊNCIA

30 Equipamento de Proteção Coletiva (EPC) LAVA OLHOS LAVA OLHOS

31 Equipamento de Proteção Coletiva (EPC) CAPELA DE EXAUSTÃO CAPELA DE EXAUSTÃO

32 Equipamento de Proteção Coletiva (EPC) CÃMARA DE FLUXO LAMINAR CÃMARA DE FLUXO LAMINAR

33 Equipamentos de Proteção Individual (EPI)

34 Equipamentos de Proteção Individual (EPI)

35 LIXO LABORATORIAL LIXO LABORATORIAL

36 BIOSSEGURANÇA RISCOS BIOLÓGICOS Medidas e regras gerais de segurança de trabalho: Medidas e regras gerais de segurança de trabalho: 1. Não improvisar; 2. Não brincar durante o serviço para não dissipar a atenção ao trabalho; 3. Não fumar ou acender chamas em locais não permitidos; 4. Não usar equipamentos sem habilitação ou permissão; 5. Manter a ventilação e a iluminação adequada.

37

38 BIOSSEGURANÇA RISCOS BIOLÓGICOS Conclusão: Conclusão: Quando entendemos a natureza e a característica de um risco de um acidente, como uma contaminação, podemos evitá-lo ou minimizá-lo de um modo mais eficaz do que uma pessoa que os ignora.Quando entendemos a natureza e a característica de um risco de um acidente, como uma contaminação, podemos evitá-lo ou minimizá-lo de um modo mais eficaz do que uma pessoa que os ignora.

39 BIOSSEGURANÇA RISCOS BIOLÓGICOS Há homens que lutam um dia, e por isso são bons; há outros que lutam muitos dias e por isso são muito bons; há alguns que lutam anos, e são melhores ainda. Porém há aqueles que lutam por toda a vida – esses são imprescindíveis. B. Brecht Há homens que lutam um dia, e por isso são bons; há outros que lutam muitos dias e por isso são muito bons; há alguns que lutam anos, e são melhores ainda. Porém há aqueles que lutam por toda a vida – esses são imprescindíveis. B. Brecht


Carregar ppt "BIOSSEGURANÇA. -Definição: -Definição: É o conjunto de normas e procedimentos voltadas para prevenção, minimização ou eliminação de riscos inerentes às."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google