A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

GESTÃO DE ESTOQUES. SUMÁRIO 1.CONCEITUAÇÃO BÁSICA 2.PLANEJAMENTO DE ESTOQUES 3.MÉTODOS DE CONTROLE DE ESTOQUE 3.1 - Método do Ponto de Pedido 3.2 - Método.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "GESTÃO DE ESTOQUES. SUMÁRIO 1.CONCEITUAÇÃO BÁSICA 2.PLANEJAMENTO DE ESTOQUES 3.MÉTODOS DE CONTROLE DE ESTOQUE 3.1 - Método do Ponto de Pedido 3.2 - Método."— Transcrição da apresentação:

1 GESTÃO DE ESTOQUES

2 SUMÁRIO 1.CONCEITUAÇÃO BÁSICA 2.PLANEJAMENTO DE ESTOQUES 3.MÉTODOS DE CONTROLE DE ESTOQUE Método do Ponto de Pedido Método de Revisões Periódicas Método de Controle pelo MRP 4.MÉTODO DE GERENCIAMENTO DE ESTOQUES (CLASSIFICAÇÃO ABC)

3 1 – CONCEITUAÇÃO BÁSICA

4 CONCEITUAÇÃO BÁSICA Estoques: acúmulo de recursos materiais em um sistema de transformação Fase 1Fase 2estoque represa estoque em processo estoque de m.p. estoque de p.f. consumo contínuo processo seguinte não interrompido processo estável demanda instável / sazonal chuvas sazonais máquina que quebra fornecedor incerto processo estável O grau de independência entre as fases de um processo é proporcional à quantidade de estoque entre elas

5 Fase 1Fase 2 suprimento de água consumo de água da cidade t t taxa necessidade de acomodar taxas diferentes CONCEITUAÇÃO BÁSICA POR QUÊ FALTA ÁGUA?

6 CONCEITUAÇÃO BÁSICA EXEMPLIFIQUE COM OUTRA SITUAÇÃO.

7 Impossível ou inviável coordenar suprimento e demanda: Incerteza de previsões de suprimento e/ou demanda: Especular com os estoques: ? ? Preencher o pipeline - canais de distribuição: Por que surgem os estoques? capacidade informação custo de obtenção restrições tecnológicas estoques de segurança ramp up de produto escassez oportunidade CONCEITUAÇÃO BÁSICA

8 TIPOS DE ESTOQUE: Matérias-primas; Materiais auxiliares (material de consumo); Almoxarifado de manutenção; Intermediário (produtos semi-acabados); Produtos acabados. CONCEITUAÇÃO BÁSICA IDENTIFIQUE A POSIÇÃO DESTES ESTOQUES EM UMA CADEIA DE SUPROMENTO DE UMA MONTADORA DE VEÍCULOS.

9 2 – PLANEJAMENTO DE ESTOQUES

10 PLANEJAMENTO DE ESTOQUES Questões a serem definidas: –Qual o tamanho do lote de compra? –Quando pedir o reabastecimento de estoques? –Quanto manter em estoque de segurança?

11 Quanto comprar? Qual o tamanho de lote L? Pedir lotes muito grandes pode levar a alto custo de armazenagem... Mas pedir lotes muito pequenos pode levar a alto custos de processamento de pedidos e de transporte. t Estoque médio lote Poucos pedidos t Muitos pedidos Lote PLANEJAMENTO DE ESTOQUES Isso se enquadra na teoria das compensações? L L

12 Como determinar o tamanho de lote? Variáveis: –Custo de armazenagem Ca –Custo de fazer pedidos Cp –Número de pedidos feitos N –Consumo C PLANEJAMENTO DE ESTOQUES

13 Custo de armazenagem CA Custo de fazer pedidos CP Estoque médio X Custo unitário de estocagem Número de pedidos feitos Custo unitário por pedido (fixo) X + Custo total CT = Tamanho de lote L Ce Consumo C Tamanho de lote L Cf CT=+ L 2 XCe C L CfX Lote Custo CA CP CT Lote econômico LE LE ocorre quando CA = CP L 2 XCe C L CfX = LE= 2 X C X Cf Ce LOTE ECONÔMICO

14

15 Lead time (LT) Taxa de demanda (C) Ponto de Pedido PP Nível de estoque tempo Lote LC Quando pedir? PLANEJAMENTO DE ESTOQUES onde: LT = Lead time ou tempo de ressuprimento PP = Ponto de colocação de um pedido de compra LC = Quantidade a ser comprada para repor estoque ES

16 O lead time é composto de três elementos: 1.Tempo para elaborar e confirmar o pedido junto ao fornecedor (T1) 2.Tempo que o fornecedor leva para processar e entregar-nos o pedido (T2) 3.Tempo para processar a liberação do pedido em nossa fábrica (T3) LT = T1 + T2 + T3 LEAD TIME (LT)

17 PP = (C x LT) + ES Onde: PP = Ponto de pedido C = Consumo normal da peça LT = (lead time) Tempo de reposição ES = Estoque de segurança PONTO DE PEDIDO (PP) ESTOQUE DE SEGURANÇA: Quantidade de peças que temos em estoque para garantir que o processo produtivo não sofra problemas de continuidade enquanto aguardamos a chegada do lote de compra, durante o tempo de reposição

18 3 – MÉTODOS DE CONTROLE DE ESTOQUES

19 MÉTODO DE CONTROLE DE ESTOQUES POR PONTO DE PEDIDO Estabelece uma quantidade de itens em estoque que quando atingida, dá partida ao processo de reposição do item em uma quantidade preestabelecida. A quantidade a ser reposta pode ser determinada pelo Lote Econômica de Compras. Quantidade: constante Período: variável

20 Quando comprar? PP = C. LT + ES MÉTODO DE CONTROLE DE ESTOQUES POR PONTO DE PEDIDO Lead time (LT) Taxa de demanda (C) Ponto de Pedido PP Nível de estoque Tempo Lote LC ES

21 MÉTODO DE CONTROLE DE ESTOUQES POR REVISÕES PERIÓDICAS Trabalha no eixo dos tempos, estabelecendo datas nas quais serão analisadas a demanda e as demais condições dos estoques para decidir pela reposição dos mesmos. Quantidade: variável Período: constante

22 Tempo Estoques Q1 Q3 D3 E max Controle de Estoques por Revisões Periódicas Q2 IP

23 MÉTODO DE CONTROLE DE ETOQUES PELO MRP Lógica MRP = Cálculo das Necessidades de Materiais. Divide os itens em itens de demanda dependente e de demanda independente. Ao contrário do Ponto de Pedido e da Revisão Periódica, onde todos os itens são considerados independentes dos demais. O MRP é um sistema de inventário que consiste em tentar minimizar o investimento em inventário. Em suma, o conceito é obter o material certo, no ponto certo, no momento certo.

24 De modo geral, a implantação de um sistema MRP visa: –Diminuir custos de estocagem e movimentação –Tempo de vida e controle de validade em casos de produtos perecíveis. Além disto, o produto pode sofrer alterações de modelo, por exemplo. –Atendimento ao cliente. –Diminuir a improdutividade. A produtividade pode ser atingida e afetada por falta de materiais, tempo de preparação, quebra de máquina, hora extra, variação na equipe etc. –Previsibilidade, incluindo a manutenção dos equipamentos, a previsão de compras e produção. –Capacidade da instalação para o atendimento, ou seja, a capacidade de atendimento ao cliente. –Diminuir o custo de materiais e transporte. –Diminuição do custo de obtenção. MODELO DE CONTROLE DE ETOQUES PELO MRP

25 4 – MÉTODOS DE GERENCIAMENTO DE ESTOQUES (CLASSIFICAÇÃO ABC)

26 MÉTODO DE GERENCIAMENTO DE ESTOQUE (CLASSIFICAÇÃO ABC) A apropriação de custos relativos aos estoques deve ser avaliada em função da possibilidade da receita. A análise da classificação ABC, ou análise de Pareto, serve como meio de separar produtos com necessidades similares de gerenciamento de estoques.

27 É um importante instrumento para se examinar estoques pois permite a identificação de itens que possuem maior importância. Foi observado por Pareto através de um estudo de renda e riqueza: 80 % da renda concentrava- se nas mãos de 20% da população. Em geral, constata-se de que 80% do valor das vendas (receitas) provêm de 20% dos itens da linha de produtos. MÉTODO DE GERENCIAMENTO DE ESTOQUE (CLASSIFICAÇÃO ABC)

28 Os materiais mantidos em estoques são classificados em três categorias e levam em consideração fatores que possam influenciar nos níveis de estoques, como : Valor unitário relativo; Facilidade de reposição do material; Grau de obsolescência, deterioração ou quebra; Volume ocupado; Possibilidade de furto; Benefícios financeiros do mercado em função do volume de compras. MÉTODO DE GERENCIAMENTO DE ESTOQUE (CLASSIFICAÇÃO ABC)

29 CLASSE A Itens de alto valor de consumo anual. Reposição constante de estoques. Manutenção do menor nível possível de estoque a fim de evitar imobilização desnecessária de capital. Riscos referentes a obsolescência, quebras ou furtos. Controle físico e financeiro através de fichas de estoque. Observação constante do nível de estoque. MÉTODO DE GERENCIAMENTO DE ESTOQUE (CLASSIFICAÇÃO ABC)

30 CLASSE B Itens de valor de consumo médio. Controle físico e financeiro através de fichas de estoque. Pedido registrado na ficha de estoque. Reposição de estoques através do ponto de pedido registrado. MÉTODO DE GERENCIAMENTO DE ESTOQUE (CLASSIFICAÇÃO ABC)

31 CLASSE C Itens de baixo valor de consumo anual. Não há manutenção de estoques. Nenhum controle através de fichas de estoque. O valor do material é debitado diretamente das contas de custos ou despesas, por ocasião das compras. MÉTODO DE GERENCIAMENTO DE ESTOQUE (CLASSIFICAÇÃO ABC)

32 REPRESENTAÇÃO GRÁFICA DA CURVA ABC

33 FIM


Carregar ppt "GESTÃO DE ESTOQUES. SUMÁRIO 1.CONCEITUAÇÃO BÁSICA 2.PLANEJAMENTO DE ESTOQUES 3.MÉTODOS DE CONTROLE DE ESTOQUE 3.1 - Método do Ponto de Pedido 3.2 - Método."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google