A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1º Fórum de Regulação da Bahia 10 e 11 de abril de 2014 Indira CENTRAL DE REGULAÇÃO DE LEITOS REGIÃO SUDOESTE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1º Fórum de Regulação da Bahia 10 e 11 de abril de 2014 Indira CENTRAL DE REGULAÇÃO DE LEITOS REGIÃO SUDOESTE."— Transcrição da apresentação:

1 1º Fórum de Regulação da Bahia 10 e 11 de abril de 2014 Indira CENTRAL DE REGULAÇÃO DE LEITOS REGIÃO SUDOESTE

2 Complexo Regulador / Central de Regulação Estrutura que compreende toda a AÇÃO MEIO do processo regulatório: recebe as solicitações de atendimento, processa e as encaminha para a melhor alternativa assistencial.

3 Diretrizes Política Nacional de Regulação - Portaria GM nº de 01/08/2008 Política Estadual de Regulação - Portaria nº de 02/08/2011 Implantação de Complexos Reguladores Regionais

4 Estruturação e gestão do serviço de Regulação do acesso aos leitos hospitalares / Região Sudoeste: Gestão compartilhada (SESAB/FESF SUS) Polo Assistencial – Vitória da Conquista Inaugurada em 14 de Junho de 2013 Central Regulação de Leitos Região Sudoeste

5 OBJETIVOS Geral Garantir acesso dos usuários aos serviços de saúde da Macrorregião Sudoeste, através dos fluxos e protocolos de regulação, fortalecendo a gestão dos serviços que compõe a rede assistencial hospitalar regional Específicos Oferecer melhor alternativa assistencial disponível para as demandas dos usuários; Otimizar utilização dos recursos disponíveis Apoiar processos de controle e avaliação.

6 Estruturação da Central de Regulação Identificação espaço físico (mobiliário, equipamentos e rede lógica); Contratação de RH – FESF (processo seletivo) Capacitação dos Municípios/Unidades Solicitantes/Executantes: Região de Saúde de Guanambi e Vitória da Conquista (Junho 2013) Implantação e capacitação da equipe de trabalho (Junho 2013) Capacitação da Região de Saúde Itapetinga e Brumado Implantação e capacitação do SUREM WEB Oficinas de Regulação (Implantar fluxos e protocolos) Implantação da equipe de supervisão

7 Organograma Definido conforme regimento interno, elaborado e instituído na fase inicial da implantação

8 Fluxos de Regulação Utilização protocolos clínicos e de regulação já existentes.

9 Recepção das demandas da rede assistencial Classificação de Risco com estratificação das demandas Verificação da disponibilidade de leitos Supervisão hospitalar Avaliação da melhor oferta disponível Autorização Como Funciona a Central??

10 AbrangênciaTerritorial 20ª DIRES 14ª DIRES 30 ª e 24ª DIRES 19 ª e 23ª DIRES Municípios: 73 Habitantes: Aproximadamente 1 milhão e 900 mil hab.

11 Rede Assistencial

12 PERFIL PRESTADORES HOSPITAL GERAL DE VITÓRIA DA CONQUISTA – HGVC Traumato-ortopedia, Neurocirurgia, UTI Adulto e Pediátrica, Vascular. HOSPITAL SÃO VICENTE DE PAULO - HSVP Cardíaca, Obstetrícia, Pediatria, Ortopedia, Clínica Médica e Cirúrgica HOSPITAL MUNICIPAL ESAÚ MATOS - FSVC Obstetrícia, Neonatologia e Pediatria HOSPITAL SÃO GERALDO - HSG Leitos Retaguarda (Clínica Médica) CAMI Pediatria UNIMEC Obstetrícia, Ortopedia, Clinica Médica e Cirúrgica – Média complexidade HOSPITAL ESP AFRÂNIO PEIXOTO - HEAP Psiquiatria HOSPITAL REGIONAL DE GUANAMBI - HRG Pediatria, Obstetrícia, Ortopedia, UTI Adulto e Neo, Clínica Médica e Cirúrgica HOSPITAL SÃO LUCAS - HSL Clinica médica HOSPITAL CRISTO REDENTOR - HCR Clínica médica e cirúrgica, Obstetrícia, UTI Adulto

13 SOLICITAÇÕES X AUTORIZAÇÕES *Período analisado: junho 2013 a fevereiro 2014 **FONTE: SISREGIII

14 *Período: junho 2013 a fevereiro 2014 **FONTE: SISREGIII

15 *Período analisado: julho 2013 a fevereiro 2014 **Fonte: SISREGIII

16 *Período: julho 2013 a fevereiro 2014 **Fonte: SISREGIII

17 *Período analisado: setembro 2013 a fevereiro 2014 **Fonte: SUREMWEB

18 TRANSPORTE INTER-HOSPITALAR Fluxos pactuados entre a Gestão e Rede Assistencial

19 TRANSPORTE Ambulâncias Terceirizadas *Período: junho 2013 a fevereiro 2014 **Fonte: Relatórios Internos Valor Contratual/Ano: R$ ,00

20 DADOS GERAIS – SERVIÇO DE TRANSPORTE TERCEIRIZADO MêsBásica InternaAvançada Interna Básica Intermunicipal Avançada Intermunicipal Valor JUNHO A PARTIR DO DIA ,86 JULHO ,90 AGOSTO ,76 SETEMBRO ,25 out/ ,28 out/ ,56 NOVEMBRO ,89 DEZEMBRO ,04 JANEIRO ,97 FEVEREIRO ,98 Total ,49

21 TRANSPORTES *Período: Agosto 2013 a Fevereiro 2014 **Fonte: Relatórios Internos

22 Credenciamentos 5 leitos de CPN 9 leitos de UTI no HCR 25 de Retaguarda do HSG 5 leitos do IBR Perspectiva: Inauguração de UTI adulto e neo do HGVC

23 QUANTITATIVO HOSPITAL SÃO GERALDO MÊS QUANTIDADE PACIENTES QUANTIDADES DE DIÁRIAS MÉDIAS DE DIÁRIAS POR PACIENTE JUNHO A PARTIR DE 12/ ,23 dias JULHO663415,16 dias AGOSTO585279,08 dias SETEMBRO796247,89 dias OUTUBRO624246,83 dias NOVEMBRO ,15 dias DEZEMBRO785217,13 dias JANEIRO ,95 dias FEVEREIRO ,9 dias Total ,56

24 Pontos Fortes Regionalização dos processos e atendimentos Diminuição das solicitações à CER Diminuição de gastos com TFD Responsabilização do Polo Regional Organização dos fluxos de encaminhamento Diminuição da demanda espontânea

25 Pontos Fracos Falta estrutura na Rede da Atenção Básica Municípios com pouca estrutura Escala de profissionais na Rede Hospitalar incompleta Dificuldade de acesso na Rede Municipal complementar, acarretando sobrecarga na Rede U/E Encaminhamentos por demanda espontânea

26 A dinâmica e o bom funcionamento da regulação dependem da fidelidade dos dados e da agilidade das informações.

27 Obrigada!


Carregar ppt "1º Fórum de Regulação da Bahia 10 e 11 de abril de 2014 Indira CENTRAL DE REGULAÇÃO DE LEITOS REGIÃO SUDOESTE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google