A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Núcleo Regional de Educação de Assis Chateaubriand ESCOLA ESTADUAL DO CAMPO BIRIGUI ROSANGELA BERTO DA SILVA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Núcleo Regional de Educação de Assis Chateaubriand ESCOLA ESTADUAL DO CAMPO BIRIGUI ROSANGELA BERTO DA SILVA."— Transcrição da apresentação:

1 Núcleo Regional de Educação de Assis Chateaubriand ESCOLA ESTADUAL DO CAMPO BIRIGUI ROSANGELA BERTO DA SILVA

2 Conteúdo Estruturante: Paisagem Religiosa, Universo Simbólico Religioso e Texto Sagrado. CONTEÚDO BÁSICO: Temporalidade Sagrada Tempo Sagrado e Tempo Profano

3 OBJETIVOS Demonstrar a diferença entre tempo sagrado e tempo Profano. ESPECÍFICO: Propiciar atitudes de respeito ao sagrado nas mais diversas tradições religiosas; GERAL: Levar a compreensão de algumas concepções de temporalidade sagrada a partir do estudo de textos das mais diversas tradições religiosas;

4 OBSERVANDO A AMPULHETA, INGRENAGENS DE VARIADOS TAMANHOS, SEMENTES, TERRA FORAM FEITOS OS SEGUINTES QUESTIONAMENTOS: O QUE É O TEMPO? Como percebemos que existe o tempo? O que é tempo sagrado? O que é tempo profano? Existe diferença entre o tempo sagrado e o tempo profano?

5 O s estudantes foram convidados a utilizar revistas velhas e tentar por meio do recorte de imagens representar o tempo.

6 Diferenciações de tempo: Tempo biológico, Tempo cosmológico, Sagrado, Profano. O que é tempo sagrado? O Sagrado é a experiência de uma realidade e a fonte de consciência de se existir no mundo. O sagrado é sempre a revelação do real, o encontro com o que nos salva, nos orienta, fornecendo um sentido à nossa existência.(ELIADE, 1992)

7 O que é tempo profano? É aquele que é ordinário (cotidiano) na qual se inscrevem os atos privados de significado religioso. (...) não apresenta mistério nem rotura, é linear (com um começo e um fim), havendo o fim total da existência. (ELIADE, 1992) (atividade: plantar semente e anotar os dias de nascimento e crescimento da planta)

8 TEMPORALIDADE INDIGENA Os pais de vocês observam as fases da lua antes do plantio do trigo, da soja, do milho, das hortaliças, etc.? Tempo para os indígenas. Calendário lunar. Nestas sociedades o tempo do plantio se apresenta como um tempo sagrado, ligado a alimentação, sobrevivência, ritual, tempo mítico. Atividades: observação das plantas plantadas na aula anterior.

9 CALENDARIOS O que é calendário? Quantos tipos de calendários vocês conhecem? Texto "temporalidade sagrada" (Valmir Biaca). Leitura do texto e verificação de palavras desconhecidas.

10 A temporalidade sagrada se manifesta, também, no calendário que se remete aos ritos e festas. Os mitos da criação, onde encontramos uma das formas de entender a origem das coisas. Podemos citar como exemplo o mito da criação Judaico-Cristã e o mito da criação de origem africana. A temporalidade pode ser percebida e comemorada também, através dos ritos de passagem ligados ao ciclo vital que são realizados no nascimento, nos momentos importantes da vida e morte de lideranças e fundadores das tradições religiosas. Também são celebradas as passagens das estações, a virada de ano, a colheita, o plantio, entre outros momentos. Obs: Tarefa de casa: Trazer tampinhas de garrafa encapadas com papel alumínio, para próxima aula.

11 Avaliação Foi encerrada a aula fazendo novamente as cinco questões relatada na 1ª aula desse tema. Assim tornou-se possível fazer um paralelo no quadro apresentado às diferenças das respostas da 1ª aula com as resposta apresentadas após o estudo do conteúdo.

12 REFERÊNCIAS: ELIADE, M. O Sagrado e o Profano. São Paulo: Martins Fontes, p. 63 à 98. DIRETRIZES curriculares Estaduais Acessado em 06/05/2012 as 15:46 MAPER - Informativo ASSINTEC - TEMPORALIDADE SAGRADA Informativo da ASSINTEC n°


Carregar ppt "Núcleo Regional de Educação de Assis Chateaubriand ESCOLA ESTADUAL DO CAMPO BIRIGUI ROSANGELA BERTO DA SILVA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google