A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ANÁLISE DE FONTE ORAL PROPOSTA PARA O ENSINO MÉDIO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ANÁLISE DE FONTE ORAL PROPOSTA PARA O ENSINO MÉDIO."— Transcrição da apresentação:

1 ANÁLISE DE FONTE ORAL PROPOSTA PARA O ENSINO MÉDIO

2 Análise de documentos (BITTENCOURT) DESCREVER o documento, indicando informações contidas nele; PARA: MOBILIZAR saberes prévios dos estudantes; SITUAR o documento em relação ao contexto e a autoria; IDENTIFICAR a natureza do documento; EXPLICAR o documento, associando com outras informações; PARA identificar os seus interesses. (p. 334)

3 DESCREVER E MOBILIZAR

4 CHUVA DE IDEIAS O que pode-se observar nas narrativas dos entrevistados? Quais os motivos indicados por eles para o levante dos posseiros? Qual o significado do quebra-quebra para o narrador? Como os narradores compreendem a questão da propriedade? Como os narradores entendem a questão da violência no sudoeste do Paraná nesta ocasião?

5 OS NARRADORES SITUAR O DOCUMENTO NO CONTEXTO E NA AUTORIA

6 JÁCOMO TRENTO: PORTO ALEGRE Filho de comerciante do Rio Grande do Sul, perdeu o pai cedo. Foi trabalhar na Ford em Pato Branco. Depois na Serralheria. Montou uma loja de eletrodomésticos no mesmo prédio da rádio Colméia. (A Elétrica do Porto Alegre) Considerava-se um dos chefes revolucionários do levante de Na época tinha 25 anos. Acompanhou várias entrevistas de Ruy Wachowicz. Liderou o movimento a partir de Pato Branco. União de amigos para tomar uma providência contra os jagunços. Entrevista realizada em 17/12/1979.

7 WÁLTER PECOITS Nasceu em Santa Maria (RS). Pai ferroviário e mãe curso primário. Médico. Vereador e médico em Erechim (RS). Migração de Erechim (RS) para o sudoeste do Paraná. Elogios a CANGO. Líder do movimento em Francisco Beltrão, desde dos finais de 1956, na ocasião tinha 33 anos. Entrevista realizada em 14/02/1979.

8 AS ENTREVISTAS IDENTIFICAR a natureza do documento

9 A FONTE ORAL Intersecção entre os objetivos do historiador e o rememorar do entrevistado; Objetivo de Ruy Wachowicz: escrever um livro sobre o povoamento do sudoeste do Paraná, percebe-se na entrevista que o historiador se preocupa para além do levante, perguntando ao entrevistado uma breve biografia, bem como os motivos de sua mudança para o sudoeste e como era a região quando chegou. Isso fica evidente nos trechos escolhidos por Wachowicz para compor o seu livro.

10 O rememorar dos entrevistados: Jácomo Trento e Wálter Pecoits foram líderes do movimento. Eram moradores do espaço urbano e não colonos. No caso de Pecoits já tinha carreira política, vereador pelo PTB; Provavelmente contaram muitas vezes esta mesma história, para várias pessoas. As suas narrativas já está sedimentada, não sofrendo muitas alterações. Comparar com o documentário de Como líderes tornaram-se guardiões da memória do movimento.

11 EXPLICAR o documento associando com outras informações

12 Thompson: século XVIII revolta contra a falta de alimentos acreditava que a ação coletiva violenta se justificava pelo fato da comunidade inteira sentir que sua concepção comum de práticas de mercado justas, ou de economia moral, tinha sido violada. (DESAN, 2001, p. 75)

13 Poderíamos pensar que os posseiros estavam revoltados não com a obrigatoriedade de comprar as terras, mas que o título concedido não tinha garantias de valor. Além disso, os atos de violência dos jagunços das companhias de terras violou o espaço sagrado da família. Mortes e estupros. Violência contra crianças e mulheres.

14 Os primeiros emissários das companhias, que entraram em contacto com os colonos, eram gente bem vestida. Esclareciam que parte do pagamento poderia ser em produtos agrícolas ou em gado. Como esses corretores não conseguiam vender ao colono procurado, recorreram aos jagunços. Quando estes invadiram o lar do colono, desmoralizando sua família, o colono deixou a enxada e pegou na winchester. (WACHOWICZ, 1985, p. 213).

15 Relacionar com a questão da disputa de terras na região do sudoeste do Paraná.

16 PARA identificar os seus interesses

17 O interesse dos entrevistados é mostrar que o movimento ocorreu porque as companhias adotaram práticas injustas em relação aos posseiros. Que os posseiros eram ordeiros e de famílias trabalhadoras do campo e que respeitavam a propriedade alheia.

18 Bibliografia BITTENCOURT, Circe. Ensino de História: fundamentos e métodos. 3 ed. São Paulo: Cortez, DESAN, Suzanne. Massas, comunidade e ritual na obra de E. P. Thompson e Natalie Davis. In: HUNT, Lynn. A Nova História Cultural. 2 ed. São Paulo: Martins Fontes, WACHOWICZ, Ruy Christovam. Paraná, sudoeste: colonização e ocupação. Curitiba: Lítero-Técnica, 1985.


Carregar ppt "ANÁLISE DE FONTE ORAL PROPOSTA PARA O ENSINO MÉDIO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google