A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sustentabilidade em RH Professora: Nathália Alonso Raemy Rangel

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sustentabilidade em RH Professora: Nathália Alonso Raemy Rangel"— Transcrição da apresentação:

1 Sustentabilidade em RH Professora: Nathália Alonso Raemy Rangel

2 História Feudalismo Capitalismo Senhor feudal Servos Burgues es Proletár io

3 Momento atual Igual ou diferente????

4 Capitalismo e Sustentabilidade podem andar juntos?

5 Capitalismo Estatuto jurídico e regime econômico de uma sociedade humana caracterizada pelo grande desenvolvimento dos meios de produção e sua operação por trabalhadores que não são proprietários dos mesmos (...) Fonte: Dicionário Aurélio

6 3 fases do capitalismo 1- Pré Capitalismo ( mercantilismo)- séculos XVI a XVII Exploração marítima ( grandes navegações)

7 2- Capitalismo Industrial - século XVIII Revolução industrial Mão de obra explorada Lucro do empresário Maquinário- produção em massa

8 3- Capitalismo Monopolista- Financeiro Globalização Informatização Controle por bancos e instituições financeiras

9 Seria possível que os capitalistas utilizassem garfo e faca para comer? * Canibais com garfo e faca, Elkington, 2001

10 Empresa A palavra empresa foi introduzida no ordenamento jurídico( direito brasileiro) nacional pelo art. 19, § 3º do Regulamento 737 de Com a evolução do conceito de empresa no Brasil, hoje o mais comum é que: Empresa é uma atividade econômica exercida profissionalmente pelo empresário por meio da articulação dos fatores produtivos para a produção ou circulação de bens ou de serviços.

11 Sustentabilidade É preciso que os negócios sejam feitos levando-se em conta o equilíbrio entre os fatores ambientais, sociais e econômicos e os resultados das empresas precisam refletir esse equilíbrio Atividades que visam suprir as necessidades atuais dos seres humanos, sem comprometer o futuro das próximas gerações. Diretamente relacionada ao desenvolvimento econômico e material sem agredir o meio ambiente e respeitando o social.

12 Desenvolvimento histórico da sustentabilidade Livro Primavera Silenciosa, Rachel Carson- Questiona os problemas ambientais surgidos na era pós- industrial; Relatório Brundtland ( Nosso Futuro Comum)- Primeiro conceito de sustentabilidade. aquele que atende as necessidades presentes sem comprometer a possibilidade de as gerações futuras atenderem às suas próprias necessidades;

13 1992- Eco – 92- Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento 2002 –Rio +20- Cúpula Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável

14 Sustentabilidade empresarial É uma prática gerencial que tem como alvo não- temporal a vitalidade organizacional através da realização de ações que favoreçam o desempenho econômico, ambiental e social com equidade. Além disso, estas ações têm de ser transparentes e eticamente plausíveis. A sustentabilidade corporativa está baseada em três aspectos básicos: o ambiental, o econômico e o social. (triple bottom line) 1- Aspecto ambiental: Uso racional dos recursos naturais e da maximização dos impactos ambientais positivos no ciclo de vida dos produtos. 2- Aspecto econômico: Os negócios da empresa devem buscar constantemente a lucratividade e a remuneração do capital

15 3- Aspecto social: São levadas em consideração as políticas de responsabilidade social e sua utilização formal no ambiente corporativo Será importante pensar sobre a diferença entre o conceito de responsabilidade social e sustentabilidade, vejamos: Sustentabilidade Responsa- bilidade social Econô mico Ambiental

16 Responsabilidade social X Filantropia Filantropia é que um simples "auxílio" da empresa em prol da comunidade. Representa uma ação externa e altruísta da empresa em virtude de algum valor humanitário, sendo utilizada, muitas vezes, de forma esporádica. A responsabilidade social, por sua vez, está direcionada para os negócios da empresa, que, culturalmente, desenvolve seus planejamentos e traça seus objetivos buscando atender aos interesses dos acionistas, clientes, fornecedores, funcionários, ou seja, todos aqueles que se relacionam, direta ou indiretamente, com os negócios da organização.

17 Por que adotar critérios de sustentabilidade? Valores pessoais e sociais X Lucro

18 Benefícios para as empresas sustentáveis ( meio externo) Valorização da imagem institucional e da marca Valorização da imagem institucional e da marca Maior lealdade do consumidor, fidelização Maior lealdade do consumidor, fidelização Maior capacidade de recrutar e manter talentos Maior capacidade de recrutar e manter talentos Flexibilidade e capacidade de adaptação Flexibilidade e capacidade de adaptação Longevidade Longevidade Possibilidade de redução de custos Possibilidade de redução de custos Acesso a mercados Acesso a mercados Gerenciamento de Riscos (diálogo com públicos de interesse) Gerenciamento de Riscos (diálogo com públicos de interesse)

19 Conclusão: LUCRO Uma empresa sem lucro não é uma empresa sustentável.

20 10 práticas de sustentabilidade empresarial mais valorizadas 1- Não ao trabalho infantil e escravo; 2 - Igualdade de oportunidade entre sexo, raça e deficientes; 3 - Remuneração justa; 4 - Cuidados com o bem-estar; 5 - Respeito ao trabalho terceirizado; 6 - Economia de água; 7 - Investir em especialização; 8 - Preocupação com reciclagem; 9 - Formar consumidores conscientes; 10 - Orientar sobre uso e descarte * Fonte: Revista exame

21 QUAIS DESTAS PRÁTICAS DIZEM RESPEITO AO RH?

22 Trabalho 1: 1- O que é sustentabilidade? 2- Q ual é o papel do RH em sustentabilidade? * Comparativo com trabalho da última aula do curso

23 Trajetória de uma empresa sustentável Alinhamento de valores Proativo oportunidade de negócios/ gestão de riscos Ameaça regulatória/ Crise de Relações Públicas Reativo Exigências regulatórias/ Pressão Pública Além da observância Estratégia integrada Propósito/ Missão Observância Inobservância

24 Como a maioria das empresas investem em sustentabilidade? Nenhum investimento Investimento Paradoxo Empresa Meio interno Meio externo Perda de capital intelectual Desempreg o Lucro Benefício social

25 Você sabe o que é um paradoxo? Contradição, pelo menos aparente: falo melhor quando emudeço. Ausência de nexo ou lógica. Opinião contrária à opinião comum. Idéia bem fundamentada ou apresentada de forma coerente, mas que possui subentendidos contraditórios à sua própria estrutura. Filosofia. Contradição a que chega, em certos casos, o arrazoamento abstrato. (Etm. do latim: paradoxon) * Dicionário Aurélio

26 Paradoxo entre o investimento externo e interno Visando a vantagem econômica as empresas instituem programas de sustentabilidade com caráter externo, esquecendo-se de que é imprescindível zelar pelo bom funcionamento do ambiente interno. Perde-se assim capital intelectual e gera desemprego, afetando diretamente o meio externo, pelo qual preocupou-se em investir anteriormente. Há ou não há uma contradição, um paradoxo?

27 Capital intelectual Se no capitalismo o empregado não é dono de seu instrumento de trabalho, o que pensar acerca do capital intelectual cada dia mais considerado entre as empresas? Investir no capital intelectual é uma maneira de exercer a sustentabilidade empresarial?

28 Gestão estratégica de recursos humanos A administração estratégica considera as estratégias necessárias para se trabalhar a questão dos recursos humanos a m de se alcançar os objetivos estratégicos da empresa.

29 Desafios da GERH: 1- Fatores contextuais emergentes (tecnologia, mudanças na força de trabalho e nos valores dos trabalhadores); 2- Escolher as métricas de desempenho e gerenciar simultaneamente vários sistemas de RH; 3- Necessidade de um maior número de pesquisas para entender o contexto em que RH opera.

30 Papel do RH para sustentabilidade Considerando que a sustentabilidade é um fator do contexto social que interfere na estratégia de negócios, deverá ser observada pelo sistema de gestão de pessoas. 1- Estimular o pensamento coletivo, tornando cada colaborador multiplicador da estratégia sustentável; 2- Conduzir diálogo entre seniores e gerentes, a fim de criar um modelo sustentável para a empresa; 3- Dar suporte à diretriz de negócio; 4- Incorporar estratégias em sustentabilidade às operações e atividades corporativas só é possível se orientadores e ações motivacionais estiverem alinhados em relação a premiações, contratações, práticas e políticas de desenvolvimento de talentos e lideranças;

31 5- O RH tem um papel fundamental de assegurar consistência entre orientações estratégicas e ações corporativas diárias. O departamento pode atuar como uma ouvidoria interna, apontando inconsistências, e também ajudar a empresa a lidar com situações adversas; 6- O RH também desempenha função importante na formação de embaixadores internos para estratégias em sustentabilidade e treinamento de funcionários durante processos de mudança; 7- Quando se trata de levantar novos problemas no radar corporativo, a função da sustentabilidade é proporcionar conteúdo. E a do RH, oferecer suporte à implantação do conhecimento; 8- A sustentabilidade pode ser aplicada com sucesso em processos de recrutamento e programas de capacitação de funcionários. Para diferentes graus, dependendo do setor, a previsão é de que encontrar talentos será mais difícil. E as empresas com visão em sustentabilidade que forem capazes de articulá-la muito bem e mostrar resultados transparentes quanto às boas práticas terão vantagens em atrair novos talentos. 9- Melhorar as relações de trabalho, o cotidiano dos colaboradores e o clima organizacional.

32 Sustentabilidade além do conceito comum Sustentabilidade vai muito além da questão ambiental, como já vimos. Ela deve ser alcançada no meio interno tanto quando no externo, por diversas maneiras. Vejamos..

33 Indicadores Valores e transparência: Compromissos éticos Enraizamento na cultura organizacional Diálogo com stakeholders Relações com a concorrência Balanço Social

34 Público Interno Relações com sindicatos Gestão participativa Participação nos resultados e bonificação Compromisso com o futuro das crianças Valorização da diversidade Comportamento frente a demissões Compromisso desenvolvimento profissional e empregabilidade Cuidado com saúde, segurança e condições de trabalho Preparação para aposentadoria

35 Os empregados são pessoas com necessidades complexas que necessitam ser satisfeitas a fim de levarem vida plena e sadia, bem como se desempenharem eficazmente em ambiente de trabalho; Auto-realização – Encorajamento ao completo comprometimento do empregado – Trabalho que se torne uma das principais dimensões de expressão de vida do empregado. Auto-estima – criação de cargos que permitam realização, autonomia, responsabilidade e controle pessoal. – Trabalho que valorize a identidade pessoal – reconhecimento pelo bom desempenho

36 Sociais – Interação com os colegas – Possibilidade de atividades sociais e esportivas – Reuniões sociais fora da Organização Segurança – Seguro doença e planos de aposentadoria. – Segurança no emprego. – Divulgação do desencadeamento do plano de carreira dentro da organização. Fisiológicas – Salário e benefícios. Segurança e condições agradáveis de trabalho.

37 Meio Ambiente Conhecimento sobre o impacto no meio ambiente Minimização de entradas e saídas de materiais na empresa Responsabilidade sobre o ciclo de vida dos produtos/serviço Comprometimento da empresa com a causa ambiental

38 Fornecedores Critérios de seleção de fornecedores Trabalho infantil na cadeia produtiva Relações com os trabalhadores terceirizados Apoio ao desenvolvimento de fornecedores Práticas anticorrupção e propina Liderança e influência social Participação em projetos sociais governamentais

39 Consumidores / Clientes Política de marketing e comunicação Excelência no atendimento Conhecimento dos danos potenciais dos produtos e serviços Comunidade Gerenciamento impacto empresa junto à comunidade Relações com organizações atuantes na comunidade Mecanismos de apoio a projetos sociais Estratégias de atuação na área social Mobilização dos recursos para o investimento social Reconhecimento/apoio trabalho voluntário dos funcionários Governo e Sociedade Contribuições para campanhas políticas

40 Trabalho 2 Disserte sobre esta frase: A sustentabilidade é uma tendência ou um novo modelo mental? Uma forma de sobrevivência ou uma diferenciação? Uma estratégia ou uma opção? Uma ameaça ou oportunidade? E, enfim, uma escolha ou uma necessidade?


Carregar ppt "Sustentabilidade em RH Professora: Nathália Alonso Raemy Rangel"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google