A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Docente: Edson Alencar Silva O PAPEL DO PSICOPEDAGOGO NO ASSESSORAMENTO DOS PROFESSORES E EQUIPE TÉCNICA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Docente: Edson Alencar Silva O PAPEL DO PSICOPEDAGOGO NO ASSESSORAMENTO DOS PROFESSORES E EQUIPE TÉCNICA."— Transcrição da apresentação:

1 Docente: Edson Alencar Silva O PAPEL DO PSICOPEDAGOGO NO ASSESSORAMENTO DOS PROFESSORES E EQUIPE TÉCNICA

2 O trabalho psicopedagógico visa compreender a sitação de aprendizagem do sujeito, individualmente ou em grupo, dentro do seu próprio contexto (BOSSA, 1994, p.61); Não existem normas objetivas que dêem conta de tratar a realidade dos sujeitos de maneira igual. O esforço intelectual se faz presente a todo momento de modo a impor novas miradas sobre objetos da mesma ordem. A PRÁTICA PSICOPEDAGÓGICA: FOCO NA APRENDIZAGEM

3 O modo como se deve tratar cada caso se vai tecendo juntamente com o seu objeto de estudo; Há uma necessidade constante de aprimoramento do olhar, pois cada caso requererá ações e tomadas de posições específicas; Cada caso demandará uma nova abordagem metodológica, devido a complexidade que se configura as peculiaridades de cada indivíduo ou grupo. A PRÁTICA PSICOPEDAGÓGICA: FOCO NA APRENDIZAGEM

4 É pressuposto do trabalho psicopedagógico buscar entender os processos de aprendizagem aos quais os sujeitos estão inseridos, procurando com isso auxiliar o sujeito no processo de aprendizagem; Os educandos devem ser providos de auxílio quanto aos obstáculos que surgirem em seu processo de aprendizagem com recursos que possam levá-los a transpor os seus entraves, por meio de uma abordagem inclusiva; Auxiliar aqui implica ajudar o educando a conseguir encontrar os seus próprios caminhos. A PRÁTICA PSICOPEDAGÓGICA: FOCO NA APRENDIZAGEM

5 Em sua prática o psicopedagogo não deve ser tomado somente como o observador, mas deve interagir com os sujeitos e os seus problemas; É imprescindível conhecer e aproximar-se dos sujeitos, afim de se buscar o melhor caminho para o desenvolvimento do trabalho psicopedagógico. O conhecimento sobre o sujeito implica também conhecer e reconhecer o contexto em que ele e a sua família estão inseridos; No trabalho psicopedagógico devemos ter em conta o sentido antropológico envolvido na produção de sentido, com o intuito de melhor entender as interfaces dos problemas aos quais os indivíduos estão imersos e, assim, poder intervir de modo mais eficaz. A PRÁTICA PSICOPEDAGÓGICA: FOCO NA APRENDIZAGEM

6 Faz-se necessário entender como o sujeito se liga a sua família e como a sua família se liga a este. Essa investigação ajuda a entender os significados e significantes mais profundos do educando. A PRÁTICA PSICOPEDAGÓGICA: A IMPORTÂNCIA DE CONHECER O CONTEXTO DE VIDA DOS SUJEITOS

7 Se por um lado questões ligadas a problemas de aprendizagem podem ser associadas diretamente à estrutura da personalidade e a família, por outro podem ser consequência de processos desencadeados por má adequação de métodos pedagógicos. A PRÁTICA PSICOPEDAGÓGICA: A IMPORTÂNCIA DE CONHECER O CONTEXTO DE VIDA DOS SUJEITOS

8 A psicopedagia irá auxiliar nesses casos de má utilização de métodos pedagógicos, ou seja, proporcionará a ponte entre o sujeito e a instituição de maneira mais abrangente. A PRÁTICA PSICOPEDAGÓGICA: A IMPORTÂNCIA DE CONHECER O CONTEXTO DE VIDA DOS SUJEITOS

9 A escola ocupa um lugar de grande relevância nas nossas vidas. É por meio dela que os sujeitos são incluidos de maneira mais organizada no mundo sociocultural. Nesse sentido, ela tem uma grande responsabilidade em suas mãos, implicando também em riscos, que são inerentes ao processo de aprendizagem. É nesse espaço que entra a Psicopedagogia. A PRÁTICA PSICOPEDAGÓGICA: A INSTITUIÇÃO ESCOLAR

10 A escola, devido ao seu papel de destaque na vida dos sujeitos, pode ser também geradora de neuroses. Não podemos perder de vista que a escola espelha a sociedade que a gerou, mas pode também apontar para a sociedade que queremos. A PRÁTICA PSICOPEDAGÓGICA: A INSTITUIÇÃO ESCOLAR

11 O sujeito ao negar-se a participar do processo de aprendizagem não pode ser visto apenas pelo ângulo da indisciplina, mas deve ser levado em consideração justamente a inadequação do sistema escolar; A PRÁTICA PSICOPEDAGÓGICA: DISCIPLINA, INDISCIPLINA E FRACASSO ESCOLAR

12 A deflagração do fracasso escolar precisa ser mirada de vários ângulos para que se consiga encontrar saídas mais palpáveis. A PRÁTICA PSICOPEDAGÓGICA: DISCIPLINA, INDISCIPLINA E FRACASSO ESCOLAR

13 Garcia (1999), aponta que a ausência de um ambiente democrático pode desencadear em resistência e contestação por parte dos estudantes. Isso pode esbarrar na autoridade do educador e colocá-lo em uma situação difícil. A PRÁTICA PSICOPEDAGÓGICA: DISCIPLINA, INDISCIPLINA E FRACASSO ESCOLAR

14 É preciso entender que a indisciplina não é um fenômeno estático, ela muda, se renova e se sofistica. Hoje se apresenta de maneira mais criativa e, portanto, mais complexa (idem, 1999). A PRÁTICA PSICOPEDAGÓGICA: DISCIPLINA, INDISCIPLINA E FRACASSO ESCOLAR

15 Na opinião do grupo, quais são os principais problemas ocorridos dentro das escolas hoje em dia e como o trabalho do psicopedagogo pode auxiliar nesse processo? ATIVIDADE

16 Filme Entre os muros da escola CINEMA E DEBATE

17 BOSSA, Nádia Aparecida, A psicopedagogia no Brasil: contribuições a partir da prática. Artes Médicas, Porto Alegre, RS, GARCIA, Joe. Indisciplina na escola: uma reflexão sobre a dimensão preventiva. R. paran. Desenv, Curitiba, n 95, p REFERÊNCIAS


Carregar ppt "Docente: Edson Alencar Silva O PAPEL DO PSICOPEDAGOGO NO ASSESSORAMENTO DOS PROFESSORES E EQUIPE TÉCNICA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google