A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

JÚLIA DE CARVALHO LOPES PET MEDICINA – UFBA. O que são Primeiros Socorros? São cuidados que devem ser aplicados rapidamente com o objetivo de MANTER A.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "JÚLIA DE CARVALHO LOPES PET MEDICINA – UFBA. O que são Primeiros Socorros? São cuidados que devem ser aplicados rapidamente com o objetivo de MANTER A."— Transcrição da apresentação:

1 JÚLIA DE CARVALHO LOPES PET MEDICINA – UFBA

2 O que são Primeiros Socorros? São cuidados que devem ser aplicados rapidamente com o objetivo de MANTER A PESSOA VIVA até o atendimento especializado Os minutos logo após o acidente/colapso são decisivos para a sobrevivência e podem evitar seqüelas na vítima

3 Etapas iniciais Avaliação do local do acidente NÃO entre em PÂNICO Transmita calma e confiança para o acidentado: sua situação pode se agravar se ficar com medo ou ansioso. Assuma a liderança da situação Analise se há perigos no local Você NÃO é um SUPER- HERÓI Sua segurança em primeiro lugar: não queremos outro acidentado Afaste os curiosos Afaste a vítima do local perigoso

4 Etapas iniciais Verificar se a vítima está consciente TOQUE a vítima e PERGUNTE: Senhor/ Senhora, você está bem? Resposta coerente: vítima CONSCIENTE Nenhum movimento ou resposta: vítima INCONSCIENTE

5 Etapas inicias Vítima consciente NÃO saia de perto: ela pode ficar inconsciente Colha informações úteis para o atendimento especializado: história do acidente Vítima inconsciente Mande alguém chamar o sistema de emergência: SAMU 192. Caso esteja sozinho, faça você mesmo. Haja como se o coração da vítima tivesse parado do funcionar.

6 Parada cardíaca Quando o coração pára de funcionar, a circulação sanguínea é interrompida O sangue leva oxigênio para todo o corpo Sem oxigênio, os órgãos morrem Após 4min sem receber sangue, o cérebro já começa a morrer

7 Compressão cardíaca e ventilação Aplique esse ciclo até a chegada de atendimento especializado ou até a vítima começar a se mover 30 compressões cardíacas 2 Ventilações

8 Técnica Compressão cardíaca 1. Posicione-se ao lado da vítima, que deve estar de costas sobre superfície plana e firme 2. Remova roupas que cubram o tórax da vítima 3. Ponha o calcanhar de uma mão no centro do peito da vítima, entre os mamilos; ponha o calcanhar da outra mão sobre a primeira 4. Faça compressões fortes e rápidas, 100/min 5. Ao final de cada compressão, o tórax deve voltar à posição de repouso Ventilações 1. Abra a via aérea: incline a cabeça para trás e eleve a mandíbula 2. Tampe o nariz da vítima, sele seu lábio ao redor do dela e sopre 3. Observe elevação do tórax

9 Hemorragias Perda de sangue devido ao rompimento de vaso sanguíneo EXTERNA O sangue é eliminado para fora do corpo através de ferimentos ou orifícios naturais (nariz, boca...) INTERNA: Rompimento de vasos internos ou de órgãos, em conseqüência de ferimentos ou traumatismo profundos A hemorragia não controlada pode levar à anemia ( diminuição da quantidade de glóbulos vermelhos) e à morte por redução da oxigenação de órgãos vitais (choque) NÃO TOQUE NO SANGUE DA VÍTIMA: você pode pegar alguma doença. Use luvas, evite se ferir e não leve as mãos à boca ou olhos.

10 Hemorragia externa O que fazer: 1. Deite a vítima imediatamente 2. Coloque sobre a ferida gaze ou pano limpo e pressione Não trocar o curativo: se preciso, colocar novas ataduras por cima 3. Mantenha o membro ferido em posição mais alta que o coração. Não elevar em caso de fratura ou dor 4. Se ainda continuar sangrando, comprima a artéria mais próxima da região. Mantenha o acidentado agasalhado e procure ajuda médica. NÃO tente tirar corpos estranhos e não jogue nada ferimento.

11 Torniquete Faça o torniquete logo acima da ferida 1. Passe uma faixa de tecido ao redor do membro ferido duas vezes. Dê meio nó. 2. Coloque um pequeno pedaço de madeira (vareta, caneta ou qualquer objeto semelhante) no meio do nó. Faça um nó no pano sobre a vareta. Aperte o torniquete girando a vareta. Afrouxar o torniquete girando a vareta no sentido contrário, a cada 15 minutos. Só usar torniquete nos casos de hemorragias externas graves, que não parem com os métodos anteriores. A utilização por tempo muito demorado pode levar à morte da extremidade.

12 Hemorragia interna Como a hemorragia não é visível, deve-se ficar atento aos sinais externos: 1. Pulso fraco e rápido 2. Pele fria e pálida 3. Sede e muito suor 4. Tontura, confusão mental e inconsciência 5. Calafrios 6. "Abdômen em tábua" (duro) O que fazer: CHAME ATENDIMENTO MÉDICO- SAMU 192 Mantenha a cabeça da vítima mais baixa que o corpo, menos nos casos de suspeita de fratura de crânio e coluna ou lesão cerebral Coloque bolsa de gelo ou compressa fria no local do trauma NÃO deixe-o tomar líquido

13 Desmaio: Perda súbita dos sentidos, resultante da diminuição do fluxo de sangue e oxigênio para o cérebro Principais causas: Cansaço excessivo Fome e diminuição do açúcar no sangue Nervosismo, susto e outras emoções fortes Contusões Mudança súbita de posição (de deitado para em pé) O que fazer: Deitar a vítima de costas, em local ventilado, e afrouxar suas roupas Elevar as pernas em nível superior à cabeça Em caso de vômito, virar a cabeça de lado para evitar sufocação Se a vítima desmaiar novamente ou por mais de 2 minutos, agasalhá-la e providenciar assistência médica

14 Ferimentos superficiais Lave bem sua mão com água e sabão Lave abundantemente a ferida com água limpa e sabão Use gaze estéril para secar, limpando a ferida no sentido de dentro para fora, para não levar microrganismos para dentro Colocar compressas de gaze sobre a ferida. Não usar algodão, que se desmancha e prejudica a cicatrização. NÃO tente retirar corpos estranhos (farpas, pedaços de vidro...), a não ser que eles saiam com a água Só aplique medicamentos sobre o ferimento com indicação médica

15 Amputação: separação de um membro ou parte de um membro do resto do corpo O que fazer: Controle a hemorragia Cuidados com a parte do corpo amputada: Limpe com soro fisiológico, sem imergir no líquido Envolva com gaze Coloque em dois sacos plásticos Coloque o saco plástico em recipiente de isopor com gelo ou água gelada Transporte a vítima rapidamente para o hospital e leve o recipiente com o membro amputado. NÃO coloque o membro amputado em contato direto com o gelo

16 Queimaduras térmicas: Ferimentos provocados pela temperatura (frio ou calor) 1º grau Vermelhidão e dor Sem bolhas 2º grau Vermelhidão e dor Com bolhas 3º grau Cor branca, amarela ou marrom Pouca ou nenhuma dor Classificação segundo profundidade:

17 Queimaduras térmicas O que fazer: ANTES DE TUDO: identifique, afaste/ controle a causa da queimadura Verifique o estado de consciência NÃO remova as roupas que estiverem grudadas na pele A área queimada tende a inchar: retire anéis e braceletes que possam dificultar a passagem do sangue 1º grau 1. Lave com água corrente, à temperatura ambiente, por 1min 2. NÃO use gelo

18 Queimaduras térmicas 2º grau 3º grau 1. Lave com água corrente 2. Cubra com papel alumínio: protege melhor contra perda de calor e microrganismos 3. Procure ajuda médica imediatamente 1. Lave com água corrente 2. Cubra com gaze ou pano limpo 3. NÃO estoure as bolhas 4.Procure ajuda médica Não passe loção, óleo, pomada, clara de ovos, creme dental, margarina ou qualquer outro produto, pois só complicam o tratamento correto

19 Obrigado pela atenção!


Carregar ppt "JÚLIA DE CARVALHO LOPES PET MEDICINA – UFBA. O que são Primeiros Socorros? São cuidados que devem ser aplicados rapidamente com o objetivo de MANTER A."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google