A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Intercooperar para acesso a mercados Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo Departamento.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Intercooperar para acesso a mercados Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo Departamento."— Transcrição da apresentação:

1 Intercooperar para acesso a mercados Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo Departamento de Cooperativismo e Associativismo Rural Eduardo Mello Mazzoleni Coordenador de Acompanhamento do DENACOOP

2 Esquema da apresentação 1ª Parte: – Contextualização econômica 2ª Parte: – Formatação do modelo de integração

3 Demanda por Alimentos Cenário Mundial

4 População no mundo Rural Urbana Fonte: ONU, Elaboração: ICONE.

5 Mudança nos Padrões de Consumo

6 Consumo China x Aumento demanda mundial Nota: exportações em equivalente carcaça. Fontes: exportações USDA e população da FAO. Elaboração: ICONE. Produto Consumo per capita atual (kg/habitante) Aumento de 1 Kg no consumo per capita na China gera crescimento exportações ChinaBrasilMundoBrasil Açúcar8,557,03%8% Carne de aves 7,836,820%53% Carne bovina 5,637,218%63%

7 Exportações

8 Exportações Brasileiras: Total x Agronegócio (US$ bilhões) PARTICIPAÇÃO DO AGRONEGÓCIO 41,8% 40,4% 36,8% 35,9% 36,4% 36,3% Fonte: MAPA

9 Exportações Brasileiras: Total x Cooperativas (US$ bilhões) PARTICIPAÇÃO DAS COOPERATIVAS 2,1% 2,4% 1,6% 2,1% 2,0% Fonte: MAPA

10 Fusões / Aquisições no mercado

11 Fusões e Aquisições no Brasil

12 Setores com mais transações em 2008

13 O que fazer?

14 INTERCOOPERAÇÃO Cooperação Interempresarial

15 ACORDO PRÉVIO DAS REGRAS SEGURANÇA JURÍDICA PERMITIR INVESTIMENTOS ECONOMIA DE ESCALA COMPETITIVIDADE INTERNACIONAL INTERCOOPERAÇÃO

16 AssociaçãoCooperativa Número de Membros 02 ou mais pessoas (físicas ou jurídicas) 20 ou mais pessoas físicas Características * Pode realizar atividade econômica, porém sem distribuição de lucros * Ato cooperado; * Voto por cabeça; * Venda externa – ato mercantil Início da Existência Legal Registro – Cartório de Registro de Pessoas Jurídicas Registro – Junta Comercial Base Legal Código Civil (Lei nº , de 10/11/2002) Lei nº 5.764, de 16/12/1971 1º PASSO: INSTRUMENTOS ASSOCIATIVOS

17 Formas Sociedade empresária Incorpo- ração Fusão Joint Venture - Consórcio Características Necessidade de capital Perda de identidade Necessidade de capital Perda de identidade Problema social - desemprego Não detêm personalidade jurídica 2º Passo: CONCENTRAÇÃO EMPRESARIAL

18 Formatação do modelo de integração 1. CONSÓRCIO - conceito e marco legal 2. PLANO DE NEGÓCIO - etapas do projeto 3. MODELO SOCIETÁRIO - acordo de base 4. GOVERNANÇA - modelo de gestão 5. INSTRUMENTALIZAÇÃO - documentos 6. CONSTITUIÇÃO DO CONSÓRCIO - procedimento 7. EXEMPLOS

19 Cooperativa Agroindústria Distribuição Cooperativa 1. CONSÓRCIO - conceito

20 1. CONSÓRCIO – Marco legal A)CONSÓRCIO AGROPECUÁRIO LEGISLAÇÃO: LEI N , DE 30 DE NOVEMBRO DE 1964 MEDIDA PROVISÓRIA N , DE 24 DE AGOSTO DE 2001 DECRETO N , DE 30 DE OUTUBRO DE 2001 B) CONSÓRCIO DE EMPRESAS LEGISLAÇÃO: LEI N , DE 15 DE DEZEMBRO DE 1976 LEI N , DE 10 DE JANEIRO DE 2002

21 Etapas: a) compra conjunta b) importação c) contratação de assessorias d) planta industrial e) distribuição conjunta e) exportação 2. PLANO DE NEGÓCIO - etapas do projeto

22 3. MODELO SOCIETÁRIO - Acordo de Base Nome do consórcio. Objeto do consórcio. Prazo de existência. Integralização do capital. Contribuição para despesas. Distribuição de benefícios. Cláusulas de responsabilidade. Aumento e diminuição do número de membros. Formas de dissolução. Endereço e Foro competente.

23 4. GOVERNANÇA – modelo de gestão Sistema de votos. Quorum de decisão. Forma de administração: Assembléia de Constituição Conselho Deliberativo / Administrativo Diretoria Executiva Áreas operacionais (técnica – comercial) Representação do consórcio. Aumento e diminuição do capital patrimonial. Aspectos tributários. Lançamentos contábeis. Cláusulas técnicas.

24 5. INSTRUMENTALIZAÇÃO - documentos Contrato de constituição do consórcio. Registro civil, mercantil ou constituição de Sociedade Simples.

25 6. CONSTITUIÇÃO DO CONSÓRCIO - procedimento Indicação de representantes. Assembléia de Constituição. Aprovação do contrato. Eleição do conselho de administração.

26 1.Criação: abril de 2006, 14 cooperativas (hoje com 21) 2.Nº de associados: (início) (atual) 3.Área: 8 milhões ha (início) 4.Estados: MS, MT, GO, BA, SP, SC, MG 5.Objetivo: união de cooperativas - escala comercialização, logística e aquisição de agroquímicos 6.Representatividade: CCAB S/A, abriga forma indireta 21 cooperativas, deliberativa (holding); CCAB Agro Ltda, braço operacional do negócio; CCAB Projetos; CCAB Logística 7.Capacidade produtiva: 20% total área cultivada soja Brasil; 10% total área cultivada milho Brasil; 70% total área cultivada algodão de qualidade; 15% total do café cultivado Brasil. 7. EXEMPLOS

27 CCAB Holding S/A CCAB Projetos Ltda CCAB Agro Ltda CCAB Logística Ltda CCAB Compras Ltda CCAB CONSÓRCIO

28 ANO de Redução em US$ 400 milhões no custo de compra de glifosato. 2. Redução no custo de frete em 10% (US$ 200 milhões)

29 10 cooperativas na Central produtores Estados abrangidos: PI, CE e BA 10 instituições de apoio envolvidas R$ ,00 de investimento Capacidade processamento – t / ano Exportador – Canal Export Ltda Consórcio MEL EXPORT Casa Apis / Canal Export

30 FORMADO EM MAIO DE 2008 Exportação anterior: 2 containers ATUALMENTE: Exportação (fev/09): 16 containers Obtenção de certificação e SIF Rotulagem para fins de exportação (barris de 280 kg) Rotulagem de fracionados para o mercado interno Consórcio MEL EXPORT Casa Apis / Canal Export

31 1.Criação: setembro de Nº de consorciados: 21 cooperativas 3.Estado: PR 4.Objetivo: escala de comercialização, aquisição de fertilizantes e logística e distribuição conjunta 5.Produtos envolvidos: soja; milho; trigo; cevada; lácteos. COONAGRO – Consórcio Nacional Cooperativo Agropecuário

32 DENACOOP RESULTADOS ESPERADOS *inserção das pessoas na economia de forma sustentável, por meio do agronegócio cooperativo e associativo; *atuação das cooperativas no mercado, por meio da Intercooperação (Cooperação Interempresarial) *internacionalização das cooperativas brasileiras

33 Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo Departamento de Cooperativismo e Associativismo Rural Obrigado Fone: (61) s: Eduardo Mello Mazzoleni


Carregar ppt "Intercooperar para acesso a mercados Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo Departamento."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google