A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Software Engineering Process Group Arthur Henriques Juliana Xavier Laisa Nascimento Recife, Abril de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Software Engineering Process Group Arthur Henriques Juliana Xavier Laisa Nascimento Recife, Abril de."— Transcrição da apresentação:

1 Software Engineering Process Group Arthur Henriques Juliana Xavier Laisa Nascimento Recife, Abril de 2009

2 Agenda Introdução SEPG O que é Objetivo Benefícios Habilidades requeridas Representantes SEPG e o CMMI SEPG e a GEDES Conclusões Referências

3 Introdução Processo construído isoladamente e não institucionalizado: A cultura organizacional não representa o processo e vice-versa; Não acompanha a evolução da organização; Não é rigorosamente seguido e o cumprimento não é controlado; Baixa visão do progresso e da qualidade.

4 Introdução Processo construído conjuntamente e institucionalizado: Coerente com a realidade da organização; As pessoas se sentem motivadas a utilizar o processo, pois se identificam com as atividades e reconhecem os benefícios; São utilizadas medições do produto e do processo; O processo é melhorado constantemente. Processos institucionalizados permanecem, mesmo depois que as pessoas que originalmente os definiram, deixam a organização!

5 O que é? Software Engineering Process Group ou Grupo de Processo de Engenharia de Software É um grupo de especialistas que ajuda na definição, manutenção e melhoria dos processos de software usados pela organização (CMMI v1.2) Exemplos de grupos especialistas: Analistas de Negócio Analistas de Sistemas Programadores Garantia da Qualidade Testes Controle de Configuração, etc.

6 Qual o objetivo? Definir ou redefinir processos, métodos e técnicas; Atuar como facilitador em processos de avaliação de novas tecnologias; Organizar treinamento relacionado à melhoria de processo e interagir com área de treinamento; Identificar os pontos fortes e oportunidades de melhoria nos processos de desenvolvimento de software da organização.

7 Quais os benefícios? O Processo tem adequação à realidade da organização Facilidade de disseminação do processo Melhoria da visibilidade do processo

8 Quais as habilidades requeridas? Habilidade para ouvir e ensinar, boa comunicação, relacionamento e argumentação. Conhecimento em: Definição de processo; Alterações organizacionais; Tecnologias; Modelos de Melhoria de Processo.

9 Quem deve fazer parte? Praticantes do processo, ou seja, os especialistas no processo; Representantes de todos os setores da organização; Na GEDES: Adriano BezerraDaniel Almeida André PorocaJeane Mendes Alessander GuimarãesJuliana Xavier Arthur HenriquesLaisa Nascimento Cristina RodriguesRhyan Ranzan Paulo CésarAmanda Lins

10 SEPG e o CMMI Definição do Processo Organizacional Estabelecer e manter um conjunto de ativos de processo da organização e padrões de ambiente de trabalho disponíveis para uso Um grupo de processo gerencia as atividades de Definição do Processo Organizacional O grupo geralmente é composto pelos principais profissionais cuja responsabilidade primária é coordenar a melhoria de processo organizacional.

11 SEPG e o CMMI O grupo de processo recebe suporte dos proprietários de processo e de pessoas com experiência e habilidade em várias disciplinas tais como: Gestão de projeto Disciplinas apropriadas de engenharia Gestão de Configuração Garantia da qualidade

12 SEPG e a GEDES

13 SEPG e a GEDES - Metodologia Reuniões quinzenais Horário: 12h30 Duração: 1h No fim de cada reunião define-se a pauta da próxima A cada reunião uma pessoa fica responsável pela produção da ata Composto por representantes das disciplinas do processo/áreas de negócio

14 Quais as atividades? Melhoria do Processo de Software Coordenar e realizar o desenvolvimento, manutenção e melhoria do Processo de Software Padrão da Organização; Fornecer orientação para o uso de dados históricos (estabelecimento de estimativas confiáveis); Identificar um conjunto padrão de produtos do trabalho de software das áreas envolvidas que serão submetidos à revisão técnica formal (peer reviews); Medir, informar e divulgar as atividades de desenvolvimento e de melhoria de processo de software no âmbito da organização.

15 Quais as atividades? Desenvolvimento e Manutenção de Recursos Utilizados no Processo de Software Analisar criticamente, aprovar e documentar mudanças propostas no processo padrão; Submeter o processo a revisões técnicas formais (peer reviews) sempre que houver mudanças significativas e com uma revisão mínima estabelecida; Estudar/pesquisar, avaliar e monitorar novos processos, métodos e ferramentas e transferir, conforme aplicável, para a organização.

16 Conclusões O SEPG é um dos fatores chave para a institucionalização do processo; O grupo deve ter representantes das diversas áreas da organização.

17 Referências CMMI DEV v pdf 96.pdf SEPG – SIMPROS orial_SEPG_ASR_2slides.pdf orial_SEPG_ASR_2slides.pdf

18 Software Engineering Process Group Arthur Henriques Juliana Xavier Laisa Nascimento Recife, Abril de 2009


Carregar ppt "Software Engineering Process Group Arthur Henriques Juliana Xavier Laisa Nascimento Recife, Abril de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google