A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Escola Secundária de S. João da Talha. Introdução Introdução Mecanismos de Homeostasia Mecanismos de Homeostasia Termorregulação Termorregulação Classificação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Escola Secundária de S. João da Talha. Introdução Introdução Mecanismos de Homeostasia Mecanismos de Homeostasia Termorregulação Termorregulação Classificação."— Transcrição da apresentação:

1 Escola Secundária de S. João da Talha

2 Introdução Introdução Mecanismos de Homeostasia Mecanismos de Homeostasia Termorregulação Termorregulação Classificação de Animais Classificação de Animais Comportamento dos Animais Endotérmicos Comportamento dos Animais Endotérmicos Mecanismos da Termorregulação Mecanismos da Termorregulação Osmorregulação Osmorregulação Osmorregulação em Meio Aquático Osmorregulação em Meio Aquático Osmorregulação em Meio Terrestre Osmorregulação em Meio Terrestre Conclusão ( Face ás variações do meio externo, de que modo é que os seres vivos podem manter em equilíbrio o seu meio interno? ) Conclusão ( Face ás variações do meio externo, de que modo é que os seres vivos podem manter em equilíbrio o seu meio interno? ) Bibliografia Bibliografia

3 Este trabalho foi realizado com o objectivo de responder à questão- problema: Face às variações do meio externo, de que modo é que os seres vivos podem manter em equilíbrio o seu meio interno?, sendo que, para isso, foram abordados três conceitos. Este trabalho foi realizado com o objectivo de responder à questão- problema: Face às variações do meio externo, de que modo é que os seres vivos podem manter em equilíbrio o seu meio interno?, sendo que, para isso, foram abordados três conceitos. A homeostasia corresponde ao conjunto de processos que os seres vivos realizam para manterem o seu meio interno em equilíbrio. A homeostasia corresponde ao conjunto de processos que os seres vivos realizam para manterem o seu meio interno em equilíbrio. Para isto, existem dois mecanismos de homeostasia: termorregulação, que corresponde a um conjunto de sistemas de regulação da temperatura corporal de alguns seres vivos, e a osmorregulação, que é o processo que permite a manutenção do equilíbrio de água e sais minerais no organismo. Para isto, existem dois mecanismos de homeostasia: termorregulação, que corresponde a um conjunto de sistemas de regulação da temperatura corporal de alguns seres vivos, e a osmorregulação, que é o processo que permite a manutenção do equilíbrio de água e sais minerais no organismo.

4 Homeostasia: Corresponde ao conjunto de processos que os seres vivos realizam para manterem o equilíbrio dinâmico do seu meio interno – constância.

5

6 Os animais endotérmicos (aves e mamíferos) têm a capacidade de regular a temperatura, mas dentro de determinados limites, logo, a temperatura é um factor limitante pois qualquer condição que se aproxime ou exceda os limites da tolerância designa-se factor limitante.

7 Os mecanismos de Termorregulação são regulados pelo hipotálamo (sendo este também responsável pela regulação da temperatura corporal). Os mecanismos de Termorregulação são regulados pelo hipotálamo (sendo este também responsável pela regulação da temperatura corporal). As células termo-sensoriais da pele geram impulsos nervosos, quando estimuladas pelo frio ou calor, que são conduzidos pelos nervos sensitivos e pela espinal medula até ao hipotálamo. As células termo-sensoriais da pele geram impulsos nervosos, quando estimuladas pelo frio ou calor, que são conduzidos pelos nervos sensitivos e pela espinal medula até ao hipotálamo. Na Termorregulação estão envolvidos fenómenos de vasodilatação (permite aumento da perda de calor), vasoconstrição (permite diminuição das perdas de calor) e trocas de calor. Na Termorregulação estão envolvidos fenómenos de vasodilatação (permite aumento da perda de calor), vasoconstrição (permite diminuição das perdas de calor) e trocas de calor.

8 Deste modo, produz-se uma resposta adequada a cada situação. No caso de aumento da temperatura corporal, verifica-se:

9 No caso de diminuição da temperatura corporal, verifica-se: O sistema nervoso regula a temperatura corporal através de mecanismos de feedback negativo (o efeito contraria a causa).

10 A reposição de substâncias essenciais para a actividade metabólica e excreção de produtos produzidos pelo metabolismo celular e que comprometem a sobrevivência das células dum organismo, é realizada através da osmorregulação. Esse controlo da composição de fluidos internos é feito de formas distintas, variando consoante o meio em que se encontram. A reposição de substâncias essenciais para a actividade metabólica e excreção de produtos produzidos pelo metabolismo celular e que comprometem a sobrevivência das células dum organismo, é realizada através da osmorregulação. Esse controlo da composição de fluidos internos é feito de formas distintas, variando consoante o meio em que se encontram. Existem animais, os osmoconformantes, que não têm capacidade de regular a concentração dos sais dos seus fluidos, variando assim a concentração de acordo com a concentração do meio. Mas também existem animais, capazes de regular a sua concentração de sais dos seus fluidos corporais, designando-se osmorreguladores. Existem animais, os osmoconformantes, que não têm capacidade de regular a concentração dos sais dos seus fluidos, variando assim a concentração de acordo com a concentração do meio. Mas também existem animais, capazes de regular a sua concentração de sais dos seus fluidos corporais, designando-se osmorreguladores.

11 Os peixes necessitaram desenvolver mecanismos de osmorregulação, para sobreviver quer em água salgada (sendo o seu meio interno hipotónico), quer em água doce (sendo o seu meio interno hipertónico). Os peixes necessitaram desenvolver mecanismos de osmorregulação, para sobreviver quer em água salgada (sendo o seu meio interno hipotónico), quer em água doce (sendo o seu meio interno hipertónico). - Peixes de água do mar; - Peixes de água do mar; - Peixes de água doce. - Peixes de água doce. Corvina Truta

12 Nos animais terrestres, o principal problema a combater é a perda de água por evaporação. Nos animais terrestres, o principal problema a combater é a perda de água por evaporação. Os mecanismos de osmorregulação nos animais terrestres têm, então, como principal objectivo conservar a água. Os mecanismos de osmorregulação nos animais terrestres têm, então, como principal objectivo conservar a água. Em qualquer sistema excretor, a eliminação dos resíduos e a osmorregulação são asseguradas por 3 processos fundamentais: filtração, reabsorção e secreção. Em qualquer sistema excretor, a eliminação dos resíduos e a osmorregulação são asseguradas por 3 processos fundamentais: filtração, reabsorção e secreção.

13 O sistema excretor da minhoca contém um par de nefrídeos em cada segmento do seu corpo, que têm como função a filtração da água e sais minerais. Os nefrídeos recolhem o fluido corporal do segmento anterior e à medida que o fluido se vai deslocando, dá-se a reabsorção de algumas substâncias. O sistema excretor da minhoca contém um par de nefrídeos em cada segmento do seu corpo, que têm como função a filtração da água e sais minerais. Os nefrídeos recolhem o fluido corporal do segmento anterior e à medida que o fluido se vai deslocando, dá-se a reabsorção de algumas substâncias. A urina destes animais é bastante diluída, verificando-se perdas de água significativas. Para compensar essa perda, há uma grande entrada de água no corpo da minhoca através da pele, por osmose. A urina destes animais é bastante diluída, verificando-se perdas de água significativas. Para compensar essa perda, há uma grande entrada de água no corpo da minhoca através da pele, por osmose.

14 O sistema excretor dos insectos e das aranhas é constituído por túbulos de Malpighi. O sistema excretor dos insectos e das aranhas é constituído por túbulos de Malpighi. Os túbulos de Malpighi absorvem substâncias da hemolinfa, lançando-as no intestino, onde se misturam com as fezes. Os túbulos de Malpighi absorvem substâncias da hemolinfa, lançando-as no intestino, onde se misturam com as fezes. Água e alguns sais minerais são reabsorvidos pelas glândulas do recto, libertando-se para o exterior os produtos de excreção. Água e alguns sais minerais são reabsorvidos pelas glândulas do recto, libertando-se para o exterior os produtos de excreção. Gafanhoto Arranha

15 As aves têm elevadas taxas metabólicas, devido à elevada quantidade de energia despendida no voo, o que leva a grandes perdas de água que são compensadas com a produção de urina hipertónica quando comparada aos fluidos internos. As aves têm elevadas taxas metabólicas, devido à elevada quantidade de energia despendida no voo, o que leva a grandes perdas de água que são compensadas com a produção de urina hipertónica quando comparada aos fluidos internos. As aves marinhas ingerem água salgada juntamente com o seu alimento e, como os rins não suficientes para manter o equilíbrio interno, o excesso de sal é excretado através de glândulas nasais. As aves marinhas ingerem água salgada juntamente com o seu alimento e, como os rins não suficientes para manter o equilíbrio interno, o excesso de sal é excretado através de glândulas nasais.

16 No Homem, assim como nos restantes mamíferos, o sistema urinário é constituído por um par de rins, por um par de ureteres, pela bexiga e pela uretra, sendo o processo de excreção, realizado pelos rins, envolve três fenómenos: No Homem, assim como nos restantes mamíferos, o sistema urinário é constituído por um par de rins, por um par de ureteres, pela bexiga e pela uretra, sendo o processo de excreção, realizado pelos rins, envolve três fenómenos: - Filtração - Filtração -Reabsorção -Reabsorção - Secreção - Secreção A quantidade de água reabsorvida e a concentração final da urina depende da permeabilidade das paredes do tubo distal e do tudo colector, sendo essa permeabilidade controlada por hormona antidiurética [ADH], que é libertada pela hipófise. A quantidade de água reabsorvida e a concentração final da urina depende da permeabilidade das paredes do tubo distal e do tudo colector, sendo essa permeabilidade controlada por hormona antidiurética [ADH], que é libertada pela hipófise. Panda Canguru

17 Mecanismo de controlo da quantidade de água no organismo pela ADH, quando ocorre diminuição da quantidade de água no meio interno. Mecanismo de controlo da quantidade de água no organismo pela ADH, quando ocorre diminuição da quantidade de água no meio interno. Mecanismo de controlo da quantidade de água no organismo pela ADH, quando ocorre um aumento da quantidade de água no meio interno. Mecanismo de controlo da quantidade de água no organismo pela ADH, quando ocorre um aumento da quantidade de água no meio interno.

18 Os seres vivos interagem com o meio externo e, consoante as variações deste último, os seres vivos desenvolvem mecanismos de adaptação a estas variações, através dos estímulos que vão recebendo, de modo a equilibrar o seu meio interno. A esta capacidade que os seres vivos têm de manter um equilíbrio dinâmico do seu meio interno dá-se o nome de Homeostasia. Os seres vivos interagem com o meio externo e, consoante as variações deste último, os seres vivos desenvolvem mecanismos de adaptação a estas variações, através dos estímulos que vão recebendo, de modo a equilibrar o seu meio interno. A esta capacidade que os seres vivos têm de manter um equilíbrio dinâmico do seu meio interno dá-se o nome de Homeostasia. Para manter este equilíbrio, cada ser vivo desenvolveu dois mecanismos de Homeostasia: Termorregulação, face à variação da temperatura, e a Osmorregulação, face à concentração de sais. Para manter este equilíbrio, cada ser vivo desenvolveu dois mecanismos de Homeostasia: Termorregulação, face à variação da temperatura, e a Osmorregulação, face à concentração de sais. Através destes dois processos, o ser vivo consegue manter o equilíbrio do seu meio interno face às variações do meio externo. Através destes dois processos, o ser vivo consegue manter o equilíbrio do seu meio interno face às variações do meio externo.

19 html html html html Biologia 10 Matias, Osório & Martins, Pedro Areal Editores


Carregar ppt "Escola Secundária de S. João da Talha. Introdução Introdução Mecanismos de Homeostasia Mecanismos de Homeostasia Termorregulação Termorregulação Classificação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google