A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

VANGUARDA EUROPÉIA Movimento que investe no interesse ideológico da arte; Subversão radical da cultura e de costumes sociais; Negação do passado; Estilo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "VANGUARDA EUROPÉIA Movimento que investe no interesse ideológico da arte; Subversão radical da cultura e de costumes sociais; Negação do passado; Estilo."— Transcrição da apresentação:

1 VANGUARDA EUROPÉIA Movimento que investe no interesse ideológico da arte; Subversão radical da cultura e de costumes sociais; Negação do passado; Estilo ousado e técnico.

2 Ao se iniciarem os anos de 1900, a Europa suportava a herança do final do século XIX, por duas situações antagônicas, mas complementares: euforia exagerada diante do progresso industrial e os avanços tecnológicos-científicos como a eletricidade, o automóvel, o cinema, o telefone, por exemplo. As conseqüências desse avanço no processo burguês - industrial: uma disputa cada vez mais acirrada pelo domínio dos mercados fornecedores e consumidores, que resultaria a primeira guerra mundial. Contrastando com o clima de euforia da burguesia, também vamos encontrar o pessimismo característico desse final de século. Essa contradição gerou um clima de efervescência artística, favorecendo o aparecimento de várias tendências preocupadas com com uma nova interpretação da realidade.

3 A essa multiplicidade de tendências, os vários ismos - Futurismo, Expressionismo, Cubismo, Dadaísmo, Surrealismo, convencionou-se a chamá-las de vanguardas européias, responsáveis por diversos manifestos artísticos, tanto na arte como na escrita. FUTURISMO: O primeiro manifesto do movimento foi publicado em 20 de fevereiro de 1909, assinado por Fillipo Tommaso Marinetti, na Itália. Ele exaltou a vida moderna, procurou estabelecer o culto a máquina e a velocidade, pregando a destruição do passado e os meios tradicionais da expressão literária.

4 ARTE FUTURISTA Dinamismo de um ciclista Umberto Boccioni Automóvel correndo Giacomo Balla

5 O MANIFESTO FUTURISTA Foi escrito pelo poeta italiano Filippo Tommaso Marinetti, e publicado no jornal francês Le Figaro em Este manifesto marcou a fundação do Futurismo, um dos primeiros movimentos da arte moderna.Filippo Tommaso MarinettiLe Figaro1909Futurismoarte moderna 1. Nós queremos cantar o amor ao perigo, o hábito à energia e à temeridade. 2. Os elementos essenciais de nossa poesia serão a coragem, a audácia e a revolta. 3. Tendo a literatura até aqui enaltecido a imobilidade pensativa, o êxtase e o sono, nós queremos exaltar o movimento [...], a bofetada e o soco. 4. Nós declaramos que o esplendor do mundo se enriqueceu com uma beleza nova: a beleza da velocidade. Um automóvel de corrida com seu cofre adornado de grossos tubos como serpentes de fôlego explosivo... um automóvel rugidor, que parece correr sobre a metralha, é mais belo que a Vitória de SamotráciaVitória de Samotrácia

6 [...] 7. Não há mais beleza senão na luta. Nada de obra- prima sem um carácter agressivo. A poesia deve ser um assalto violento contra as forças desconhecidas, para intimá-las a deitar-se diante do homem. 8. [...] Nós vivemos já no absoluto, já que nós criamos a eterna velocidade omnipresente. 9. Nós queremos glorificar a guerra - única higiene do mundo - o militarismo, o patriotismo, o gesto destruitor dos anarquistas, as belas idéias que matam, e o menosprezo à mulher. 10. Nós queremos demolir os museus, as bibliotecas, combater o moralismo, o feminismo e todas as covardias oportunistas e utilitárias. [...]

7 O FUTURISMO NO BRASIL O futurismo influenciou diversos artistas que depois fundaram outros movimentos modernistas, como Oswald de Andrade e Anita Malfatti, que tiveram contacto com o Manifesto Futurista e com Marinetti em viagens à Europa já em Após uma interrupção forçada pela Grande Guerra, o contato foi retomado. Foi certamente uma das influências da Semana de Arte Moderna de 1922, e seus conceitos de desprezo o passado para criar o futuro e não à cópia e veneração pela originalidade caiu como uma luva no desejo dos jovens artistas de parar de copiar os modelos europeus e criar uma arte brasileira.Oswald de Andrade Anita MalfattiManifesto FuturistaMarinettiGrande GuerraSemana de Arte Moderna1922

8 Oswald, principalmente, apercebeu-se que o Brasil e toda a sua multiplicidade cultural, desde as variadas culturas autóctones dos índios até à cultura negra, representavam uma vantagem e que com elas se podia construir uma identidade e renovar as letras e as artes. O movimento colabora para desencadear o modernismo, que dominou as artes após a Semana de Arte Moderna de Os modernistas usam algumas das técnicas do futurismo e discutem suas idéias, mas rejeitam o rótulo, identificado com o fascista Marinetti.

9 DADAÍSMO: Movimento que enfatiza a destruição e a anarquia de valores e formas. Seu principal representante foi Tristan Tzara, 1916 em Zurique. Essa arte pretendia causar escândalo e surpresa, destruir o bom senso, além de romper qualquer tipo de equilíbrio, em decorrência de a arte haver perdido o sentido diante da irracionalidade da guerra. Foi o mais radical dos movimentos de vanguarda. Dadá não significa nada – com essa frase, Tristan Tzara justificou a criação desse movimento artístico.

10 Algumas propostas literárias dadaístas: * Liberdade total de criação (Estamos contra todos os sistemas,mas sua ausência é o melhor sistema); * Percepção da vida em sua lógica incoerência primitiva; * Criação de uma linguagem totalmente nova; * Ausência de nexo; * Estilo antigramatical; * Anarquia, espontaneidade, desvairismo; * Poema-piada e paródia; * Nihilismo, autofagia.

11 ARTE DADAÍSTA PARA FAZER UM POEMA DADAÍSTA Pegue num jornal. Pegue numa tesoura. Escolha no jornal um artigo com o comprimento que pretende dar ao seu poema. Recorte o artigo. Em seguida, recorte cuidadosamente as palavras que compõem o artigo e coloque-as num saco. Agite suavemente. Depois, retire os recortes uns a seguir aos outros. Transcreva-os escrupulosamente pela ordem que eles saíram do saco. O poema parecer-se-á consigo. E você será um escritor infinitamente original, de uma encantadora sensibilidade, ainda que incompreendido pelas pessoas vulgares. Tristan Tzara

12 DADAÍSMO NO BRASIL No Brasil, o Dadaísmo manifestou-se em várias obras dos modernistas sem, contudo, dominá-las integralmente. O dadá repercute na produção de alguns artistas nos primeiros anos do modernismo. Certas obras do arquiteto, pintor e escritor Flávio de Carvalho ( ) e do pintor e poeta Ismael Nery podem ser associadas ao dadá. Ambos têm uma visão dessacralizada da arte e não estabelecem muitos limites entre ela e a vida.

13 CUBISMO: Nascido na Espanha em 1907 a partir das experiências de Pablo Picasso e de George Braque, desenvolveu-se mais na pintura, valorizando formas geométricas. Na literatura, o cubismo viveu seu primeiro momento de manifesto-síntese assinado por Apollinare ( ). A literatura cubista valoriza a proposta da vanguarda Européia de aproximar ao máximo das manifestações artísticas (pintura, literatura, música, escultura). Pablo Picasso

14 ARTE CUBISTA Guernica – Pablo Picasso

15 CUBISMO NO BRASIL O cubismo só repercute no país após a Semana de Arte Moderna de Pintar como os cubistas é considerado apenas um exercício técnico. Não há, portanto, cubistas brasileiros, embora quase todos os modernistas sejam contagiados pelo movimento. É o caso de Tarsila do Amaral, Anita Malfatti e Di Cavalcanti.Arte Modernamodernistas Tarsila do AmaralAnita MalfatiDi Cavalcanti

16 Carnaval – Di Cavalcanti

17 ARTE CUBISTA NO BRASIL Mulher sentada- Vicente Rego Monteiro Abaporu – Tarsila do Amaral

18 SURREALISMO - O marco de início do surrealismo foi a publicação do Manifesto Surrealista, feito pelo poeta e psiquiatra francês André Breton, em 1924.Destruindo a radicalidade do dadaísmo, defende que o caráter destrutivo dadaísta deve corresponder umas das etapas de criação. Como etapa posterior à demolição das tradições burguesa, estaria construindo um novo conceito da realidade, baseado no surreal, isto é, a noção do real, acrescenta a razão a imaginação, o sonho a fantasia criadora do inconsciente, desvendadas de seus mistérios mais profundos pela psicanálise de Freud. Não será o temor da loucura que nos forçará a hastear a bandeira da imaginação a meio pau.[...]

19 Salvador Dali André Breton

20 Arte surrealista Aparição de um rosto e de uma fruteira numa praia- Salvador Dali

21 O SURREALISMO NO BRASIL As idéias do surrealismo foram absorvidas na década de 1920 e 1930 pelo movimento modernista no Brasil. Podemos observar características surrealistas nas pinturas de Ismael Nery e da artista Tarsila do Amaral. A obra Eu Vi o Mundo, Ele Começava no Recife, do artista pernambucano Cícero Dias, apresenta muitas características do surrealismo.modernista

22 Eu Vi o Mundo, Ele começa no Recife – Cícero Dias

23 As esculturas de Maria Martins também caminham nesta direção. Impossível

24 EXPRESSIONISMO – surgiu na Alemanha em 1910 É a arte do instinto, trata-se de uma pintura dramática, subjetiva, expressando sentimentos humanos. Utilizando cores patéticas, dá forma plástica ao amor, ao ciúme, ao medo, à solidão, à miséria humana, à prostituição. Deforma- se a figura, para ressaltar o sentimento. Predominância dos valores emocionais sobre os intelectuais. Principais características: * pesquisa no domínio psicológico; * cores resplandecentes, vibrantes, fundidas ou separadas; * dinamismo improvisado, abrupto, inesperado; * pasta grossa, martelada, áspera; * técnica violenta: o pincel ou espátula vai e vem, fazendo e refazendo, empastando ou provocando explosões; * preferência pelo patético, trágico e sombrio

25 Auto-retrato - Vincent Van Gogh Arte expressionista

26 A sesta – Vincent Van Gogh

27 O Grito - Edvard Munch Munch descreveu assim a experiência que o levou a pintar a sua obra-prima: Caminhava eu com dois amigos pela estrada, então o sol pôs-se; de repente, o céu tornou-se vermelho como o sangue. Parei, apoiei-me no muro, inexplicavelmente cansado. Línguas de fogo e sangue estendiam-se sobre o fiorde preto-azulado. Os meus amigos continuaram a andar, enquanto eu ficava para trás tremendo de medo e senti o grito enorme, infinito, da natureza.

28 EXPRESSIONISMO NO BRASIL No Brasil, observa-se, como nunca, um desejo expresso e intenso de pesquisar nossa realidade social, espiritual e cultural. A arte mergulha fundo no tenso panorama ideológico da época, buscando analisar as contradições vividas pelo país e representá-las pela linguagem estética. Lasar Segall nasceu na Lituânia e veio para o Brasil, onde realizou uma exposição, já com nítidas características expressionistas. Em 1924, retornando para o Brasil, assumiu uma temática brasileira: seus personagens agora são mulatas, prostitutas e marinheiros; sua paisagem, favelas e bananeiras.

29 GREVE – Lasar Segall

30 Anita Malfatti - Sua arte era livre das limitações que o academicismo impunha, seus trabalhos se tornaram marcos na pintura moderna brasileira, por seu comprometimento com as novas tendências. Em 1916, com 27 anos, a pintora estava de volta ao Brasil, adulta e madura, sentindo-se suficientemente segura para expor sua nova concepção de arte, voltada para o Expressionismo.

31 A Estudante – Anita MalfattiO Homem Amarelo – Anita Malfatti

32 Cândido Portinari - Importante pintor brasileiro, cuja temática expressa o papel que os artistas da época propunham: denunciar as desigualdades da sociedade brasileira e as consequências desse desequilíbrio. Seu trabalho ficou conhecido internacionalmente através dos corpos humanos sugerindo volume e pés enormes que fazem com que as figuras pareçam relacionar-se intimamente com a terra, esta sempre pintada em tons muito vermelhos.

33 A GUERRA E A PAZ - Portinari

34 CAFÉ- Portinari


Carregar ppt "VANGUARDA EUROPÉIA Movimento que investe no interesse ideológico da arte; Subversão radical da cultura e de costumes sociais; Negação do passado; Estilo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google