A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Biologia 2 Cap. 04 – Doenças humanas causadas por vírus I Prof.: Samuel Bitu.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Biologia 2 Cap. 04 – Doenças humanas causadas por vírus I Prof.: Samuel Bitu."— Transcrição da apresentação:

1 Biologia 2 Cap. 04 – Doenças humanas causadas por vírus I Prof.: Samuel Bitu

2 Viroses INVASÃO DO VÍRUS. INTERAÇÃO VÍRUS/ HOSPEDEIRO. RESPOSTA IMUNOLÓGICA. - Melhor tratamento: a velocidade da resposta determina a gravidade e a duração. Obs.: Tropismo: preferência por determinados tecidos (especificidade) Fator de virulência: Promovem a eficiência do vírus. Viremia: transporte do vírus no sangue.

3 AIDS SINDROME DA IMUNODEFICIENCIA ADIQUIRIDA Transmitida pelo HIV ( vírus da imunodeficiência humana) : descoberta e identificação do vírus (Dr. Luc Montagnier) : primeiro caso registrado obs.: A cada minuto 10 pessoas são infectadas pelo HIV e 6 morrem de AIDS É uma grande ameaça: elevado custo econômico. A solução é a EDUCAÇÃO

4 AIDS DST's: o contato intimo é um dos principais meios de transmissão de vírus, bactérias, fungos e protozoários. Sífilis, Cancro mole, Clamídia, Gonorreia, AIDS, Tricomoníase, Linfogranuloma venéreo, Herpes, Condiloma acuminado ou HPV ou verruga Genital, Hepatite B. Obs.: quando tratadas no início algumas DST's tem cura.

5 Estrutura do HIV Retrovírus envelopado - 2 moléculas proteicas (nucleocapsídio) envolvidos por uma membrana denominada CORE. Dentro do capsídeo: Transcriptase Reversa e 2 moléculas de RNA Na membrana: Receptores CD4 - Encontrados na membrana dos linfócitos T auxiliares, Macrófagos e das Células Dentríticas.

6 Ciclo de vida do HIV ETAPAS: 1- União do vírus com a membrana da célula hospedeira. 2- Incorporação 3- Formação do DNA viral – TRANCRIPTASE REVERSA 4- Ligação do DNA viral com o DNA humano – INTEGRASE 5- Produção de novos RNA virais - PROTEASE 6- Produção de novos vírus

7 Ciclo de vida do HIV

8 Características da síndrome SINDROME: conjunto de sintomas que caracterizam uma enfermidade AIDS: conjunto de infecções oportunistas surgidos devido a queda da imunidade. 3 fases: - FASE AGUDA: 2 primeiras semanas de contágio. FEBRE / CEFALÉIA / ÍNGUA - FASE CRÔNICA: HIV entra em estágio de latência. A pessoa não está com AIDS e sim é portadora do vírus (SOROPOSITIVO) Duração: 6 meses à anos. obs.: (depende do tratamento)

9 Características da síndrome - AIDS: última fase – vírus entra em atividade FADIGA/ FEBRE / INCHAÇO CRÔNICO / PONTOS VERMELHOS / DISTURBIOS DO SIST. NERVOSO CENTRAL OBS.: INFECÇÕES OPORTUNISTAS: Herpes, cândida, pneumonia, encefalite, cegueira, inflamação no trato intestinal, tuberculose, meningite, infecções no figado e medula óssea, câncer de pele (Sarcoma de kaposi), câncer do tecido Linfoide e do reto, perda de raciocínio e locomoção.

10 Sarcoma de kaposi Candida

11 Exame para detecção 2 maneiras: ELISA – Enzyme Linked Immunosorbent Assay (ensaio imunoenzimático). - Método mais barato - Margem de erro de 30% : Falso Positivo / Falso Negativo WESTERN-BLOT: - método mais caro - realizado somente em casos que o ELISA deu positivo

12 Tratamento da AIDS Vacina: Em teste – vírus mutagenico dificulta sua produção. Medicamentos: Aumentam a expectativa de vida. - INIBIDORES DA TRANSCRIPTASE REVERSA. AZT / DDC / DDI / D4T / 3TC / Abacavir / Tenorfovir - INIBIDORES DA PROTEASE - INIBIDORES DA FUSÃO Inibidores das integrases

13 Os únicos meios de contaminação comprovados cientificamente são: - Relação sexual. - Transfusão de sangue contaminado. - Uso de seringas e material contaminado. - Placenta de mães infectadas (25% dos casos). - Leite materno de mães com HIV. Obs.: não existem mais os grupos de risco e sim COMPORTAMENTO DE RISCO Transmissão da AIDS

14 Medidas Profiláticas Usar camisinha durante as relações sexuais. Recorrer a bancos de sangue confiáveis Utilizar apenas seringas descartáveis e não compartilhá-las Evitar a gravidez e a amamentação quando a mulher descobrir que está infectada O uso do coquetel na mulher grávida reduz em 25 % a chance do bebê se contaminar. evitar relações sexuais de alto risco de contato com sangue Diminuir o numero de parceiros sexuais.

15 Viroses Doenças virais associadas aos sistemas cardiovascular e linfático: DENGUE -Causada por um Flavivirus (arbovírus): vírus envelopado com RNA -Tem como vetor a fêmea do Aedes aegypti (principal vetor no Brasil). Obs.: Na Ásia e EUA: Aedes albopictus - Mosquito tem o habito diurno. Aedes albopictusAedes aegypti

16 DENGUE FORMAS DA DOENÇA: FORMA CLÁSSICA: sintomas desaparecem de 5 a 7 dias Cefaléia, artralgia, mialgia, febre alta e súbita (4 a 5 dias)... FORMA HEMORRÁGICA: forma mais grave da doença, podendo haver hemorragias intestinais ou em outros órgãos, queda da pressão arterial, lábios ficam roxos, dores abdominais, pode provocar insuficiência renal, infarto, vomito, inflamação no fígado... (SINDROME DO CHOQUE PELA DENGUE)

17 DENGUE COMBATE: -MECÂNICO – Eliminar frascos, garrafas, pneus... -QUÍMICO – Inseticidas. -BIOLÓGICO – utilização de peixes lavifurgos.

18

19

20


Carregar ppt "Biologia 2 Cap. 04 – Doenças humanas causadas por vírus I Prof.: Samuel Bitu."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google