A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ZOOLOGIA DOS INVERTEBRADOS ARTRÓPODES PROF. VÍCTOR PESSOA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ZOOLOGIA DOS INVERTEBRADOS ARTRÓPODES PROF. VÍCTOR PESSOA."— Transcrição da apresentação:

1 ZOOLOGIA DOS INVERTEBRADOS ARTRÓPODES PROF. VÍCTOR PESSOA

2 CARACTERÍSTICAS GERAIS - Triblásticos / celomados – nos adultos, a maior parte da cavidade corpórea é constituída pela hemocele, preenchida por sangue - Simetria bilateral / corpo metamerizado (corpo formado pela união de vários segmentos) dividido em tagmas (fusão de metâmeros para formar certas partes do corpo - cabeça, tórax e abdômen ou cefalotórax e abdômen) - Apêndices articulados, daí o nome do filo - Presença de exoesqueleto (secretado pela epiderme, constituído de proteínas, lipídios, quitina e, mais frequentemente, carbonato de cálcio) - Sistema digestório completo (peças bucais correspondendo a apêndices modificados e adaptados para diferentes métodos de alimentação - Sistema circulatório aberto com um coração contrátil dorsal, artérias e hemocele - Respiração através da superfície corpórea, brânquias, traquéias ou pulmões foliáceos - Excreção por glândulas coxais, antenais ou maxilares e por túbulos de Malpighi - Sistema nervoso ganglionar ventral - Sexos usualmente separados / metamorfose e partenogênese em alguns casos

3

4 Região de articulação Organização do exoesqueleto a – epiderme b – quitina não calcificada c – quitina calcificada d – camada pigmentada e- epicutícula

5 Curva de crescimento descontínuo de um artrópode

6 SUBFILOS E CLASSES FILO ARTHROPODA Subfilo Crustacea RemipediaCephalocaridaBranchiopodaMaxillopodaMalacostraca Classes Subfilo Chelicerata (camarões, lagostas, siris etc.) (aranhas, escorpiões, ácaros etc.) Subfilo Uniramia (insetos, quilópodes e diplópodes) Organização corporal / número e tipos de apêndices / presença e número de antenas

7 SUBFILO CRUSTACEA (CRUSTÁCEOS) - Corpo dividido em CEFALOTÓRAX e ABDOME (maioria) - Apresentam 2 pares de antenas - Esqueleto quitinoso impregnado por carbonato de cálcio (maior rigidez) - Existência de apêndices locomotores no cefalotórax e abdome - Aquáticos (a maioria – marinhos e dulcícolas) e terrestres (tatuzinhos – de - jardim)

8 Representação esquemática de um camarão equilíbrio / tato / paladar (2º e 3º metâmeros) (2º e 3º metâmeros) Fusão de 6 metâmeros embrionários anteriores pernas maxilares (manipulação do alimento) caminhar nadar e caminhar cauda (nado) ap. cefálicos ap. torácicos ap. abdominais

9 SUBFILO CHELICERATA (QUELICERADOS) - Presença de PEDIPALPOS e QUELÍCERAS (participam da captura e manipulação do alimento) (participam da captura e manipulação do alimento) - Corpo dividido em dois tagmas (a maioria) Cefalotórax (prosoma) Abdome (opistosoma) - Quatro pares de pernas - Não apresentam mandíbulas nem antenas - Classes: ARACHNIDA – aranhas, escorpiões, carrapatos e ácaros MEROSTOMATA – caranguejos-feradura PYCNOGONIDA – aranhas-do-mar

10 Anatomia externa de uma aranha

11 Armadeira (Phoneutria negriventer) Marrom (Loxosceles spp.) Tarântula, aranha-de-jardim, aranha-lobo (Lycosa spp.) Viúva-negra (Latrodectus spp.)

12 Tityus stigmurus Tityus bahiensis Espécies mais comuns causadoras de acidentes em humanos

13 SUBFILO UNIRAMIA (INSETOS, QUILÓPODES E DIPLÓPODES) * Quilópodes - Popularmente conhecidos como centopéias e lacraias - Corpo dividido em cabeça e tronco (metâmeros torácicos e abdominais) - Um par de antenas - Cada metâmero apresenta um par de pernas articuladas CentopéiaLacraia

14 Apêndice bucal modificado (inoculação de veneno) Placa dorsal cuticular que recobre cada metâmero

15 * Diplópodes - Seus principais representantes são os piolhos-de-cobra e os embuás - Corpo formado por cabeça, tórax e abdome (este formado por 2 metâmeros fundidos) - Um par de antenas - Um par de pernas por segmento Diplópode com coloração de advertência

16 * Insetos - Classe mais diversificada do filo (+ de espécies descritas) - Corpo dividido em três tagmas: cabeça, tórax e abdome - Três pares de pernas (partem da região torácica) - HEXÁPODES - Um par de antenas - Adaptados a ambientes de terra firme / Algumas larvas e adultos são aquáticas - Únicos invertebrados adaptados ao vôo (dispersão geográfica) - Importância: * Nas cadeias alimentares (alimento para outros seres e decomposição de cadáveres por algumas larvas – reciclagem de nutrientes), * Saúde do homem (transmissão de patógenos pelos insetos hematófagos) * Reprodução de muitas angiospermas (agentes polinizadores)

17 Anatomia externa de um gafanhoto Aberturas do aparelho respiratório Formado por várias unidades denominadas omatídeos

18 Olhos simples (fotopercepção) Peças bucais mastigadoras

19 Variações no aparelho bucal Mosquitos(sugador)Borboleta(sugador) Mosca doméstica (lambedor)

20 ANATOMIA E FISIOLOGIA DOS ARTRÓPODES

21 SISTEMA MUSCULAR E MOVIMENTAÇÃO Sistema muscular bastante desenvolvido (e.g. a parte comestível do camarão – metâmeros abdominais) - Sistema muscular bastante desenvolvido (e.g. a parte comestível do camarão – metâmeros abdominais) - Diversidade de movimentos executados pelos músculos, os quais atuam em antagonismo (flexão / extensão) antagonismo (flexão / extensão) Ligação direta com a parede interna do exoesqueleto As asas dos insetos são estruturas laminares recobertas por exoesqueleto ou cutícula - As asas dos insetos são estruturas laminares recobertas por exoesqueleto ou cutícula Nervuras (linhas mais espessas – há passagem de hemolinfa) Movimentação dos músculos que atuam diretamente no batimento das asas dos insetos

22 Evolução das asas dos insetos Asas membranosas em posição esticada e perpendicular ao corpo, mesmo em repouso (libélulas) Asas anteriores (tégminas) mais espessas, protegendo as asas posteriores, mais delicadas, durante o repouso (gafanhotos, baratas, grilos) Asas anteriores com base bastante espessa (hemiélitros) (percevejos) Asas anteriores bastante espessas e curvadas – élitros (joaninhas) Asas posteriores reduzidas a estruturas em forma de halteres (equilíbrio no vôo)

23 SISTEMA DIGESTÓRIO Boca ventral - Boca ventral - Apêndices bucais que auxiliam a alimentação (diversidade de tipos em função da alimentação) - Digestão extracelular - Secreção de enzimas (parede intestinal / hepatopâncreas / cecos gástricos) - Produtos da digestão absorvidos atingem o sistema circulatório e os resíduos direcionam-se para o meio externo, através do ânus

24 SISTEMA CIRCULATÓRIO - Aberto ou lacunar - Insetos: grande vaso dorsal que percorre longitudinalmente o corpo - Coração dorsal – porção dilatada, na altura do abdome, dividido em óstias (fazem a hemolinfa fluir da região posterior para a anterior). Nos crustáceos, o coração situa-se no cefalotórax, e a hemolinfa é direcionada para as brânquias onde é oxigenada. Grande vaso dorsal Nos crustáceos, a hemolinfa contém hemocianina

25 SISTEMA RESPIRATÓRIO Branquial (crustáceos) - Branquial (crustáceos) - Traquéias (insetos, quilópodes e diplópodes, algumas aranhas e alguns carrapatos - Filotraquéias ou pulmões foliáceos (maioria dos aracnídeos)

26 SISTEMA EXCRETOR Glândulas antenais ou verdes (crustáceos) - Glândulas antenais ou verdes (crustáceos) - Túbulos de Malpighi (insetos e alguns aracnídeos) - Glândulas coxais (aracnídeos)

27 REPRODUÇÃO Crustáceos - Maioria é dióica - Maioria é dióica - Desenvolvimento direto e indireto - Desenvolvimento direto e indireto

28 Aracnídeos - Dióicos - Dióicos - Desenvolvimento direto - Desenvolvimento direto Insetos - Dióicos - Dióicos - Desenvolvimento direto e indireto - Desenvolvimento direto e indireto

29 TIPOS DE DESENVOLVIMENTO NOS INSETOS


Carregar ppt "ZOOLOGIA DOS INVERTEBRADOS ARTRÓPODES PROF. VÍCTOR PESSOA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google