A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Tipos de energia Renováveis Não - renováveis Aquelas que, uma vez utilizados pelo homem, são susceptíveis de regeneração espontânea ou através de práticas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Tipos de energia Renováveis Não - renováveis Aquelas que, uma vez utilizados pelo homem, são susceptíveis de regeneração espontânea ou através de práticas."— Transcrição da apresentação:

1

2 Tipos de energia Renováveis Não - renováveis Aquelas que, uma vez utilizados pelo homem, são susceptíveis de regeneração espontânea ou através de práticas conservacionista Solos Ar Vegetação águas Correntes Aqueles que, uma vez utilizados pelo homem NÃO são susceptíveis de regeneração espontânea ou mesmo pela intervenção adequada do homem Ferro Manganês Combustíveis fósseis Petróleo Carvão Gás natural Os Recurso naturais, ou seja, fontes de energia só adquirem valor em função de uma sociedade, de uma época e de técnicas de utilização.

3 ENERGIA ELÉTRICA: Energia elétrica é a energia que chega até a nossa casa, através de fios que percorrem grandes distâncias. A utilização da energia elétrica foi uma grande evolução do homem pois, hoje em dia, se o homem não tivesse energia, nada do que já foi descoberto de tecnologia não poderia existir e nós ainda viveremos como seres pré-históricos. Podemos dizer então que a energia elétrica é essencial para a sobrevivência do ser humano.

4 Outra forma de classificação: Fontes de energia convencionais Fontes de energia alternativa Petróleo Carvão Mineral Lenha Carvão vegetal Gás natural Hidroeletricidade Energia nuclear Álcool Xisto betuminoso Energia solar Energia eólica Marés Biomassa Para contornar a crise energética deve-se desenvolver a capacidade geradora de energia das fontes alternativas, visando diversificar ao máximo as fontes de consumo energético

5 Usinas termoelétricas Faz uso principalmente de carvão mineral e do petróleo Produto resultante de transformações químicas que processaram a partir de grandes florestas soterradas em antigos períodos da história geológica da Terra, particularmente da Era Paleozóica, no período Carbonífero. É portanto encontrado somente em bacias sedimentares. Quanto mais antigo é o carvão maior concentração de carbono e portanto maior seu poder energético. As principais fases de formação do Carvão são: Primeira Fase Turfa (até 55%) Segunda Fase Linhita (60% a 75%) Terceira Fase Hulha (75% a 90%) Quarta fase Antracito (95%) Mais encontrado no mundo, possui cerca de 80% de carbono Pouco encontrado, possui cerca de 95% de carbono

6 Maiores reservas Brasileiras de Carvão Mineral Fonte; MORAES, Paulo Roberto, Geografia Geral e do Brasil,2ª ed. Editora Harbras, São Paulo, pg.514

7 Aspectos negativos do uso do carvão mineral 1. Sua exploração requer grandes investimentos; 2. Favorece o acumulo de CO 2 na atmosfera (Efeito Estufa) 3. Minas subterrâneas podem levar a terremotos, resultantes da acomodação de terras superficiais. 4. Impõem grandes ameaças a saúde e a segurança dos mineiros, que enfrentam o problema da morte lenta doença negra (ocasionada pela vida em minas, onde se respira um ar muito poluído) ou morte súbita por desmoronamento. 5. Seu transporte é limitado

8 Petróleo O ouro negro Considerado na atualidade a principal matriz energética do mundo Sua formação se deu no Cretáceo, entre 135 milhões de anos e 65 milhões de anos atrás O petróleo é extraído de depósitos naturais presentes no subsolo, onde encontram-se armazenadas também outras substâncias energéticas fósseis, como o gás natural e o xisto betuminoso A partir do petróleo são obtidos vários produtos, como gasolina, óleo diesel, querosene e a nafta, matérias primas fundamentais para as industrias petroquímicas Tecidos sintéticos, inseticidas, tintas, explosivos, plásticos e etc

9 Petróleo no Brasil E exploração de petróleo no Brasil é relativamente recente A primeira perfuração em busca de petróleo que ocorreu no Brasil, em 1939, no recôncavo baiano, região do Lobato. Em 1953, aos gritos de o o Petróleo é nosso nasceu a estatal Petrobrás Estatal que recebeu o monopólio da pesquisa, extração, transporte, refino e da importação de petróleo e seu derivados e também da exportação do petróleo extraído em território nacional Esse monopólio pendurou até 1997, quando FHC sancionou a lei que quebrava a situação de hegemonia da Estatal Porém estabeleceu que a Petrobrás tem certas prioridades sobre as eventuais concorrentes na escolha das áreas de atuação

10 Observações importantes: A quebras do monopólio num setor altamente estratégico como este requer amplo controlo, pois as empresas que atuam no ramo são poderosas transnacionais Diante de tal situação o governo federal criou a ANP – Agência Nacional do Petróleo para fins de fiscalizações no setor. Nossas importações já foram muito maiores do que são hoje. Pra se ter uma idéia, em 1973 produzíamos, cerca de 14% do petróleo necessário internamente e hoje o Brasil É auto- suficiente desse importante combustível Estados de Maior Produção de Petróleo do Brasil: RJ (81%);RN (5,2%); BA (3%);AM (3%); ES (3%); SE (2,8%) No Brasil as principais áreas de exploração de petróleo encontram-se em Plataformas Continentais, em mares rasos com até 200m de profundidade.

11 Os custos de produção da energia elétrica são compostos de maneira diferente para cada país, pois dependem, entre outros, dos recursos naturais disponíveis em seu território. Com a crescente demanda de energia elétrica decorrente do modo de vida da sociedade moderna, mais de uma fonte de energia deveria ser estudada e aplicada, levando em conta os impactos ambientais e sociais a serem gerados a curto e longo prazos. Cada fonte apresenta vantagens e desvantagens. A energia nuclear é uma das mais eficientes, mas seu custo é elevado por causa dos sistemas de emergência, de contenção, de resíduo radioativo e de armazenamento.

12 O tratamento dado aos rejeitos radioativos Um dos principais argumentos utilizados pelos defensores das Um dos principais argumentos utilizados pelos defensores das usinas nucleares é o seu baixo nível de poluição do ambiente. Segundo eles, a usina nuclear seria capaz de produzir energia elétrica "limpa". Esta, entretanto, não costuma ser a opinião das organizações de defesa do meio ambiente, como o Greenpeace. O Greenpeace acredita que os testes já realizados envolvendo o destino do lixo nuclear são insatisfatórios e que testes confiáveis demandariam dezenas de milhares de anos.Greenpeace Os rejeitos produzidos em Angra 1 e 2 podem ser classificados em três níveis de radioatividade: alta, média e baixa. Ainda não há, no Brasil, um lugar escolhido para o depósito definitivo do lixo nuclear, ficando o lixo de Angra em depósitos intermediários.

13 O Programa Nacional do Álcool, o Proálcool, foi criado em 1975 como uma tentativa brasileira de desenvolver fontes alternativas de energia que substituíssem, ao menos parcialmente, o petróleo. Cogitava-se, uma "crise internacional do petróleo", após Ter sofrido um acentuado aumento em seus preços em 1973, se tornando necessário buscar novas formas de energia e, a alternativa escolhida pelo governo brasileiro foi, principalmente, o álcool de cana (o etanol ou álcool etílico). O álcool é empregado em veículos automotores, tanto misturado com gasolina, em pequenas percentagens, para os motores comuns, quanto na forma hidratada para os veículos fabricados especialmente para usarem álcool. Graças ao subsídios do governo e a fabricação dos veículos a álcool, seu consumo expandiu-se bastante. Em 1991, cerca de 60% dos 10 milhões de veículos automotores do país eram movidos a álcool, mas com o desinteresse do governo, o álcool combustível e os seu carros diminuíram progressivamente.

14 São Paulo destaca-se na produção de álcool, sendo também o maior consumidor, devido à maior quantidade de automóveis que possui. O álcool apresenta uma série de aspectos negativos: · O cultivo da cana-de-açúcar expandiu-se muito nos últimos anos, ocupando terras que produziam gêneros alimentícios, como feijão, mandioca, arroz, contribuindo para a elevação dos preços dos gêneros agrícolas básicos. · Uma alternativa para evitar a concorrência por terras férteis com alimentos é a produção do metanol a partir do eucalipto, que pode ser cultivado em solos mais pobres. Além disso, o metanol é menos poluente que o etanol, pois sua queima produz menos gazes nocivos, outra alternativa seria investir em grandes escala em outras fontes de energia: o biogás, a energia solar, as hidrovias, etc. · O uso do álcool em substituição à gasolina não alterou o modelo de desenvolvimento do país, que continua dando prioridade ao automóvel particular aos transportes coletivos, às rodovias às ferrovias e hidrovias. Cerca de 80% do transporte de cargas no Brasil é feito por rodovias, enquanto nos Estados Unidos essa proporção é de 25%, no Japão de 20%, na França de 28% e na Rússia de apenas 5%. Além disso o transporte ferroviário é cerca de quatro vezes mais barato e o hidroviário quase vinte vezes. Por fim, o barril do álcool combustível custa cerca de 80 dólares e o de petróleo, 18 a 22 dólares (1996). A seu menor preço em relação a gasolina se deve ao subsídios do governo, pago com os nossos impostos. A parcial desativação do Proálcool é questionada por cientistas, pois o álcool além de ser menos poluente que a gasolina, é uma tecnologia nacional original, que é raro num país do Sul, precisando ser preservada e aprimorada.

15 Hidroelétricas Uma usina hidroelétrica pode ser definida como um conjunto de obras e equipamentos cuja finalidade é a geração de energia elétrica, através de aproveitamento do potencial hidráulico existente num rio. A água captada no lago formada pela barragem é conduzida até a casa de força através de canais, túneis e/ou condutos metálicos. Após passar pela turbina hidráulica, na casa de força, a água é restituída ao leito natural do rio, através do canal de fuga. As bacias hidrográficas de maior aproveitamento na geração de energia elétrica são a do Paraná e a do São Francisco, pois apesar de possuir maior potencial hidráulico do país a bacia Amazônica é a que apresenta o menor aproveitamento.

16 O Brasil apresenta o 2 maior potencial aproveitado em energia elétrico do mundo. O predomínio de clima tropical, quente e úmido e a presença preponderante de rios de planalto favorecem a instalação de usinas hidrelétricas no Brasil. A construção desse tipo de Usina gera grandes impactos ambientais.

17

18

19


Carregar ppt "Tipos de energia Renováveis Não - renováveis Aquelas que, uma vez utilizados pelo homem, são susceptíveis de regeneração espontânea ou através de práticas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google