A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SENTIDOS ESPECIAIS VISÃO Prof. Víctor Pessoa. ANATOMIA SUPERFICIAL DO OLHO 123456 78910 11 (1) Pestanas (projeção da borda de cada pálpebra) (2) Sobrancelha.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SENTIDOS ESPECIAIS VISÃO Prof. Víctor Pessoa. ANATOMIA SUPERFICIAL DO OLHO 123456 78910 11 (1) Pestanas (projeção da borda de cada pálpebra) (2) Sobrancelha."— Transcrição da apresentação:

1 SENTIDOS ESPECIAIS VISÃO Prof. Víctor Pessoa

2 ANATOMIA SUPERFICIAL DO OLHO (1) Pestanas (projeção da borda de cada pálpebra) (2) Sobrancelha (forma um arco sobre a pálpebra superior) (3) Pupila (orifício no centro da íris – entrada de luz no globo ocular) (4) Íris (parte colorida do olho – regula a quantidade de luz que entra no globo ocular) (5) Pálpebra superior (6) Carúncula lacrimal (contém glândulas sebáceas e sudoríparas) (7) Comissura lateral (ângulos da fissura palpebral) (8) Fissura palpebral (espaço entre as duas pálpebras) (9) Pálpebra inferior (10) Conjuntiva (membrana mucosa situada sobre a esclera) (11) Comissura medial (onde se encontra a carúncula lacrimal) Proteção do globo ocular de objetos estranhos, da perspiração e dos raios diretos do sol Víctor Pessoa

3 - Glândulas sebáceas na base dos folículos pilosos das pestanas, denominadas glândulas sebáceas ciliares, liberam um líquido lubrificante nos folículos. A infecção dessas glândulas é chamada TERÇOL.

4 Víctor Pessoa Atuam na proteção e na movimentação do globo ocular ESTRUTURAS ACESSÓRIAS DO OLHO

5 Víctor Pessoa Aparelho lacrimal - O líquido lacrimal é uma solução aquosa contendo sais, muco e LISOZIMA, a qual atua como bactericida. - Protege, limpa, lubrifica e umedece o globo ocular. - As lágrimas são removidas por evaporação e/ou pela passagem para os canais lacrimais que se comunicam com a cavidade nasal. - Sob estimulação parassimpática, as glândulas lacrimais produzem líquido em excesso (choro).

6 Víctor Pessoa ANATOMIA DO GLOBO OCULAR - O globo ocular de um indivíduo adulto mede cerca de 2,5 cm de diâmetro; - Cada globo ocular fica alojado no interior das ÓRBITAS ; - A parede do globo ocular é constituída por três túnicas (camadas): FIBROSA, VASCULAR e RETINA. Órbita ocular

7 Víctor Pessoa TÚNICA FIBROSA - Camada mais superficial do globo ocular; - Formada pela CÓRNEA e pela ESCLERA (branco do olho). TÚNICA VASCULAR (úvea) - Camada média do globo ocular; - Formada pela COROIDE, CORPO CILIAR e pela ÍRIS (colorido do olho). RETINA - Camada mais interna do globo ocular; - É o local de início da via visual.

8 Víctor Pessoa

9 Córnea - Capa transparente que cobre a íris (colorida); - Por ser curva, ajuda a focalizar a luz sobre a retina.

10 Víctor Pessoa

11 Esclera - Branco do olho (capa de tecido conjuntivo denso); - Reveste todo o globo ocular, com exceção da córnea; - Dá forma ao globo ocular (aproximadamente esférica); - Protege as porções mais internas do olho.

12 Víctor Pessoa Coroide - Recobre a maior parte da superfície interna da esclera; - Ricamente vascularizada; - Fornece nutrientes para a superfície posterior da retina. Corpo ciliar - Consiste nos processos ciliares (prolongamentos ou pregas da superfície interna do corpo ciliar; contém capilares sanguíneos e se prendem aos ligamentos suspensores, que os conectam ao cristalino) e no músculo ciliar (faixa circular de músculo liso que altera a forma do cristalino, adaptando-o para a visão de perto ou de longe).

13 Víctor Pessoa Quando se contrai, ele traciona o corpo ciliar, o qual, então, exerce tensão sobre os ligamentos suspensores, alterando a forma do cristalino.

14 Víctor Pessoa Íris - Parte colorida do globo ocular; - Localiza-se entre a córnea e o cristalino; - Constituída, basicamente, por músculo liso radial e circular; - Regula a quantidade de luz que entra na câmara vítrea do globo ocular, passando pela PUPILA, o orifício no centro da íris; - Reflexos autonômicos regulam o diâmetro da pupila, em resposta à intensidade luminosa.

15 Víctor Pessoa Contração dos músculos circulares (contração da pupila) Contração dos músculos radiais (dilatação da pupila) Ativação parassimpática Ativação simpática

16 Víctor Pessoa Retina - Consiste de um epitélio pigmentado (parte não visual) e em uma porção neural (parte nervosa); - O epitélio pigmentado contém melanina, a qual absorve os raios luminosos dispersos, impedindo a reflexão e a dispersão da luz no interior do globo ocular (deixa a imagem precisa e nítida). Os albinos não têm melanina em nenhuma parte do corpo, inclusive nos olhos. Muitas vezes, precisam usar óculos escuros, mesmo no interior das casas, porque até mesmo luz moderadamente intensa é percebida como clarão brilhante, devido à dispersão da luz.

17 Víctor Pessoa - Presença de CONES e BASTONETES (fotorreceptores); - Cones (6 milhões) / bastonetes (120 milhões); Baixo limiar luminoso / Permite ver em ambientes com pouca luminosidade / Não permitem a distinção de cores (visão acinzentada) / A perda dos bastonetes dificulta apenas a visão sob pouca luz. Estimulados por luz mais intensa, com elevado limiar luminoso / Permitem a visualização de cores / A maior parte de nossas experiências visuais são mediadas pelos cones, cuja perda produz cegueira.

18 Víctor Pessoa

19

20 - DISCO ÓPTICO (ponto cego): local para onde convergem os axônios das células ganglionares, formando o nervo óptico; - Por não conter cones e bastonetes, não conseguimos ver a imagem que incide sobre o ponto cego. Víctor Pessoa

21 + Cubra o seu olho esquerdo e olhe diretamente para a cruz. Em seguida, aproxime-se e distancie-se do quadro. Em algum ponto o quadrado vai desaparecer, quando a imagem cair sobre o ponto cego. Víctor Pessoa

22 CRISTALINO - Localizado imediatamente posterior à pupila e à íris, no interior da cavidade do globo ocular; - Modifica sua forma para ajustar o foco dos raios luminosos sobre a retina, para dar maior nitidez à visão (lembra um binóculo).

23 Víctor Pessoa - Com o passar dos anos, o cristalino perde sua elasticidade e a capacidade de mudar sua forma. Por isso, muitas pessoas a partir dos 40 ou 50 anos necessitam de óculos para perto, especialmente para leitura, com o objetivo de compensar esta perda visual chamada, tecnicamente, de PRESBIOPIA. - A perda da transparência (opacificação) do cristalino, também frequente em pessoas idosas, é chamada de CATARATA,e frequentemente, leva à cegueira.

24 Víctor Pessoa

25

26 FORMAÇÃO DA IMAGEM

27 Víctor Pessoa - Os raios luminosos partem do objeto a ser visualizado; - Penetração dos raios luminosos no interior do globo ocular; - Imagens focalizadas na retina. Objeto Córnea Íris (pupila) Cristalino Humor aquoso Humor vítreo Retina - Para se compreender como o olho forma imagens nítidas sobre a retina, deve-se considerar três processos: REFRAÇÃO (desvio dos raios luminosos quando passam pela córnea e pelo cristalino), ACOMODAÇÃO (consiste na alteração da forma do cristalino) e CONSTRIÇÃO ou redução do diâmetro DA PUPILA.

28 Víctor Pessoa

29 Visão de objetos distantes Acomodação

30 Víctor Pessoa ANORMALIDADES DA REFRAÇÃO PELO GLOBO OCULAR E SUAS CORREÇÕES

31 Víctor Pessoa Imagem formada sobre a retina - Na miopia (visão de perto), os objetos distantes não são vistos com nitidez; - Imagem formada antes da retina - Na hipermetropia (visão de longe), os objetos próximos não são vistos com nitidez; - Imagem formada depois da retina


Carregar ppt "SENTIDOS ESPECIAIS VISÃO Prof. Víctor Pessoa. ANATOMIA SUPERFICIAL DO OLHO 123456 78910 11 (1) Pestanas (projeção da borda de cada pálpebra) (2) Sobrancelha."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google