A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

REPRODUÇÃO ASSEXUADA PROFESSOR Regis Romero. Reprodução Assexuada * Não ocorre variabilidade genética, ou seja, os indivíduos descendentes são idênticos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "REPRODUÇÃO ASSEXUADA PROFESSOR Regis Romero. Reprodução Assexuada * Não ocorre variabilidade genética, ou seja, os indivíduos descendentes são idênticos."— Transcrição da apresentação:

1 REPRODUÇÃO ASSEXUADA PROFESSOR Regis Romero

2 Reprodução Assexuada * Não ocorre variabilidade genética, ou seja, os indivíduos descendentes são idênticos cromossomicamente ao organismo matriz (genitor). Nesse caso não envolve o encontro de gametas, também não ocorre a fecundação. * Organismos oriundos a partir desse processo são tidos como clones. Uma forma de multiplicação repetitiva, tendo como princípio: sucessivas divisões mitóticas, ou mecanismo de bipartição, também chamada de divisão binária ou cissiparidade, processos de brotamento, partenogênese e propagação vegetativa. * A divisão mitótica é um recurso utilizado por eucariotos unicelulares e multicelulares, originando dois descendentes com a mesma bagagem genética, porém com diferença volumétrica do citoplasma.

3 CISSIPARIDADE É o tipo de reprodução mais freqüente em protozoários, bactérias e algas unicelulares. Consiste em uma simples divisão binária de uma célula em duas menores. Pode ser chamado de divisão binária ou fissão binária.

4 GEMIPARIDADE OU BROTAMENTO Este tipo de reprodução caracteriza-se pelo surgimento de várias gemas ou brotos na superfície do corpo de um indivíduo. Cada uma destas gemas ou brotos pode evoluir para formas adultas que assumem as características totais da espécie. Ex: Poríferos, Cnidários e fungos.

5 Divisão Múltipla O núcleo divide-se repetidamente e apenas no fim o citoplasma se subdivide em volta de cada um deles. Cada célula assim formada crescerá para formar um novo indivíduo. Este processo, característicos de organismos que tenham que sobreviver a períodos longos de condições adversas, ocorre em protozoarios como o Plasmodium, causador da malária

6 FRAGMENTAÇÃO A fragmentação é um tipo de reprodução assexuada em que se obtêm vários indivíduos a partir da regeneração de fragmentos de um indivíduo progenitor. No fundo consiste na divisão do corpo do organismo progenitor em várias partes e cada uma dessas partes é capaz de regenerar as partes em falta. Este tipo de reprodução ocorre em animais como esponjas, estrelas-do-mar, anêmonas, minhocas e planárias. Obs: A Regeneração nem sempre é considerada um tipo de reprodução assexuada mas vale lembrar que em planárias a regeneração dá origem a outros indivíduos a partir de uma planária mãe que foi seccionada em duas ou mais partes.

7 ESPORULAÇÃO Forma de reprodução adaptada por algumas plantas inferiores (briófitas e pteridófitas), produzindo células diplóides denominadas esporos. Que diferem dos gametas pela sua capacidade de germinação,reproduzindo- se através de mitoses até originar indivíduos completos.. Alguns esporos são móveis, pela presença de flagelos (zoósporo) ou imóveis (aplanósporos). Ex. Algumas bactérias, fungos, Samambaias...

8 ESQUIZOGONIA É uma forma de reprodução comum aos protozoários esporozoários, como o Plasmodium malariae. caracteriza-se pela fragmentação do núcleo da célula. Cada um desses fragmentos cerca-se de uma porção de citoplasma e membrana, formando esporos que darão origem a novos indivíduos.

9 ESQUIZOGÊNESE Ocorre nos anelídeos poliquetos, onde os vermes adultos separam segmentos da região final de seu corpo, os quais formam novos indivíduos.

10 LACERAÇÃO Processo semelhante à esquizogênese, sendo que a diferença está no tipo de fragmentação do corpo, sendo a laceração um processo traumático e não tão natural quanto a esquizogênese. Os vários fragmentos do corpo de uma planária podem regenerar-se, formando novos indivíduos. Este é um exemplo de reprodução assexuada. Repare que na reprodução assexuada nem se fala em gametas. Ex: planarias

11 ESTROBILIZAÇÃO COM ALTERNÂNCIA DE GERAÇÕES Metagênese: Ocorre uma alternância de gerações sexuadas e assexuadas. Os exemplos são cnidários das classes cifozoários e hidrozoários, que alternam uma fase poliplóide, que se reproduz assexuadamente com uma fase medusóide com reprodução sexuada.

12 PARTENOGÊNESE Neste caso o óvulo desenvolve-se sem ter sido fecundado, dando origem a um novo organismo, que será haplóide (n). Pode ser: ARRENÓTICA - origina apenas machos, como no caso das abelhas. TELIÓTICA - origina apenas fêmeas, como no caso dos carrapatos e escorpiões DEUTERÓTICA - que pode originar um ou outro, como no caso dos pulgões

13 PEDOGÊNESE É comum entre certos vermes platelmintes, como a Fasciola hepatica e o Schistosoma sp., que parasitam os dutos hepáticos de mamíferos, inclusive do homem. Esses animais, ainda em estado de larva, produzem óvulos que, sem terem sido fecundados (partenogênese), desenvolvem- se, originando novas larvas, mais evoluídas.

14 POLIEMBRIONIA Em mamíferos, como os tatus (Dasypus sp.), cada óvulo fecundado resulta em um único zigoto, que pode originar quatro embriões monozigóticos. Portanto, a poliembrionia caracteriza-se quando um único par de gametas forma um zigoto, e este se fragmenta, originando dois, três ou mais embriões.

15 Vantagens e Desvantagens -O grande número de descendentes em curto espaço de tempo; -O difícil controle de doenças provocadas por agentes patológicos com este mecanismo reprodutivo; -A manipulação destes organismos, utilizando seu potencial na industrialização associado à biotecnologia: produção alimentícia e de medicamentos (insulina sintética e penicilina).


Carregar ppt "REPRODUÇÃO ASSEXUADA PROFESSOR Regis Romero. Reprodução Assexuada * Não ocorre variabilidade genética, ou seja, os indivíduos descendentes são idênticos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google