A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ciências Cap. 17 Evitando a Gravidez Prof.: Samuel Bitu.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ciências Cap. 17 Evitando a Gravidez Prof.: Samuel Bitu."— Transcrição da apresentação:

1 Ciências Cap. 17 Evitando a Gravidez Prof.: Samuel Bitu

2 Introdução Antes de ter uma relação sexual é preciso pensar nas conseqüências. Métodos anticoncepcionais ou contraceptivos: -Barreira. -Hormonais. -Comportamentais. -Cirúrgicos.

3 Métodos de Barreira Camisinha: -Também chamada de camisa-de-vênus, preservativo ou condom. -É um invólucro de borracha fina (látex) colocado no pênis antes da relação sexual -Existe masculina e feminina

4 Métodos de Barreira - PONTOS FAVORÁVEIS: 1.não exige receita médica. 2.não tem riscos à saúde. 3.evita a gravidez (quando usada corretamente). 4.protege contra a AIDS e outras DSTS. - Pode ser usada com espermicidas aumenta a sua eficácia contra a gravidez pois destroi os espermatozóides

5 Métodos de Barreira DIU – Dispositivo IntraUterino. -É uma pequena peça de plástico, com aproximadamente 4cm de comprimento recoberta de cobre. -Colocado dentro do útero com a função: Destruir parte dos espermatozóides e impede que outros cheguem até o ovulo e o fecundem. Pode impedir que um ovulo fecundado se fixe no útero. - Pode ficar até 3 anos no corpo da mulher.

6 Métodos de Barreira - Índice de falha é em torno de 1%. PONTOS NEGATIVOS: -Risco de infecções. -Pode provocar esterilidade -Não indicado para mulheres jovens que ainda não tiveram filhos. Obs.: alguns modelos podem liberar hormônios sintéticos (efeito de até 5 anos de duração)

7 Métodos de Barreira DIU convencional

8 Métodos de Barreira Diafragma: -É um capuz de borracha ou silicone que é colocado no fundo da vagina para tapar a entrada do útero. -Utilizado normalmente com um creme ou uma geleia espermicida. (aumenta a segurança já que o diafragma pode se deslocar) -Deve ser colocado antes da relação sexual e deve permanecer por pelo menos 6h após o ato sexual.

9 Métodos de Barreira -Existe vários tamanhos e só o medico pode dizer qual o melhor para cada mulher. -Pode ser reutilizado numa outra ocasião -Não costuma causar problemas ao organismo, no entanto é menos eficiente que a que o DIU e a pílula. Capuz cervical e Esponja vaginal

10 Métodos de Barreira Diafragma Capuz cervical Esponja vaginal

11 Métodos Hormonais Pílula anticoncepcional: -A mais comum é chamada pílula combinada. contém hormônios sintéticos semelhantes ao estrógeno e à progesterona, que age impedindo a ovulação. -Usada corretamente tem uma alta eficácia. -Contraindicada para mulheres que tem diabetes, doenças nos rins ou no fígado e sistema circulatório.

12 Métodos Hormonais -Não deve ser tomada durante a gravidez ou quando há suspeita e no primeiro mês da amamentação.

13 Métodos Hormonais Minipilula: -Feita apena por um hormônio semelhante à progesterona -Menos eficiente que pílula combinada. -Indicada especialmente para as mulheres que tem problemas com a pílula comum ou estão amamentando.

14 Métodos Hormonais Injeção de hormônios: -São anticoncepcionais injetáveis. -Vantagem: a mulher só precisa tomar sua injeção mensalmente ou a cada três meses. Implante subcutâneo: -Implante de tubinhos que possuem hormônios que vão sendo liberados diariamente no sangue num período de três anos.

15 Métodos Hormonais Adesivos transdérmicos: -Libera hormônios através da pele e pode ser trocado semanalmente. Anel vaginal: - Colocado na vagina e deve ser trocado todo mês.

16 Métodos Comportamentais. Abstinência periódica: -Implica em não ter relações sexuais, principalmente no período fértil. -É com certeza o método mais eficiente dentre todos que visão impedir a gravidez. Método do calendário ou Tabelinha: - baseia-se no ciclo menstrual de 28 dias. - evita-se relações sexuais 5 dias antes e 5 dias depois da ovulação(14º dia) – do 9º dia ao 19º dia do ciclo.

17 Métodos Comportamentais. Temperatura basal: -Calcular o dia da ovulação através da temperatura basal -A mulher registra a temperatura corporal pela boca todos os dias na mesma hora (ao acordar), constrói um gráfico. -A temperatura sobe em media 0,3°C após a ovulação. Coito interrompido: -Retirada do pênis da vagina da mulher antes da ejaculação Amamentação: -Atrasa a volta do ciclo menstrual da mulher após a gravidez.

18 Métodos Cirúrgicos. Esterilização Feminina: -Chamada também de laqueadura, ligação tubária ou ligadura de trompas. -As tubas uterinas são cortadas e amarradas interrompendo o caminho que o espermatozóides fariam para fecundar o óvulo.

19 Métodos Cirúrgicos. Esterilização Masculina: -Também chamada de vasectomia. -É um procedimento mais simples que a esterilização feminina. -Consiste em cortar os ductos deferentes e depois eles são amarrados evitando que os espermatozóides que se encontram no epidídimo possam passar para a uretra

20 Métodos Cirúrgicos. -Os métodos cirúrgicos não interferem no comportamento sexual. -No homem não impede a ejaculação. A diferença é que o sêmen não conterá mais espermatozóides. -São praticamente irreversíveis, deve ser uma decisão muito bem pensada.

21


Carregar ppt "Ciências Cap. 17 Evitando a Gravidez Prof.: Samuel Bitu."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google