A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Fábula A Fábula é uma narrativa alegórica, geralmente curta, em prosa ou verso, na qual animais irracionais têm atos e atributos de seres humanos em.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Fábula A Fábula é uma narrativa alegórica, geralmente curta, em prosa ou verso, na qual animais irracionais têm atos e atributos de seres humanos em."— Transcrição da apresentação:

1

2 A Fábula A Fábula é uma narrativa alegórica, geralmente curta, em prosa ou verso, na qual animais irracionais têm atos e atributos de seres humanos em uma situação fantástica, que não é corriqueira, normal.

3 O Cão e o Osso Esopo Um dia, um cão, carregando um osso na boca, ia atravessando uma ponte. Olhando para baixo, viu sua própria imagem refletida na água. Pensando ver outro cão, cobiçou-lhe logo o osso que este tinha na boca, e pôs-se a latir. Mal, porém, abriu a boca, seu próprio osso caiu na água e perdeu-se para sempre. Moral: Mais vale um pássaro na mão do que dois voando. A Fábula De trama simples e ação não muito tensa, tem uma conclusão ético-moral, ou seja, um ensinamento, uma moral que resume a narrativa, visando mudar algum desvio de caráter.

4 O Apólogo Semelhante à Fabula, o Apólogo também tem um caráter moralizante, ético. Desta vez, procura retratar situações semelhantes às do cotidiano e os personagens são seres inanimados, como pedras, quadros, mesas etc., com atributos humanos de índoles diversas, que vão criar uma situação de conflito. Esse conflito nos leva à reflexão para a moral citada anteriormente.

5 O Apólogo Um apólogo divertido e reflexivo... Sérgio Russolini Qualquer dia desses, meu amigo vento virá me visitar. Trará novidades, contará histórias e relatos de lugares que percorreu, dirá que outros cruzaram seu caminho, das nuvens que dançaram sob suas rimas, do diálogo com os sete mares, da luta com os desertos, dos misteriosos trópicos, do romance com a neve, do medo da chuva... Eu, inerte, apreciarei cada palavra, fecharei os olhos e viajarei naqueles dizeres... Como de costume, não perguntarei absolutamente nada, só ouvirei calado, louco de desejos de viver tamanha aventura.

6 O Apólogo Sei que tão logo meu amigo vento partirá de novo, porque não tem moradia fixa e o tempo é seu maior inimigo. Seguirá em velocidade plena, à procura de mais aventuras mundo afora, e eu, mais uma vez aqui preso à animosidade da vida, sonhando um dia desprender-me dessa natureza permanente, rolarei até os confins da terra, nem que, para isso, eu desprenda outras pedras pelo caminho... Só assim deixarei de ser ouvido para ser lábios e, quem sabe, contarei também as minhas histórias tal qual meu velho amigo vento. Pessoas que não se acomodam, que vão à luta e que buscam por ideais são chamadas de vento. Aquelas que vivem presas em conceitos, conformidades e medos são conhecidas como pedras.

7 A Parábola Assim como a Fábula, e por conseguinte o Apólogo, a Parábola tem objetivos didático- morais. Neste caso, os personagens são humanos e é utilizada uma linguagem simbólica para transmitir às pessoas ensinamentos relativos a princípios morais e valores religiosos. No seu encerramento podemos ter dois tipos de moral: por comparação ou por contraste.

8 A Parábola O MONGE MORDIDO Um monge e seus discípulos iam por uma estrada e, quando passavam por uma ponte, viram um escorpião sendo arrastado pelas águas. O monge correu pela margem do rio, meteu-se na água e tomou o bichinho na mão. Quando o trazia para fora do rio o escorpião o picou. Devido à dor, o monge deixou-o cair novamente no rio. Foi então à margem, pegou um ramo de árvore, voltou outra vez a correr pela margem, entrou no rio, resgatou o escorpião e o salvou. Em seguida, juntou-se aos seus discípulos na estrada. Eles haviam assistido à cena e o receberam perplexos e penalizados. Mestre, o Senhor deve estar muito doente! Por que foi salvar esse bicho ruim e venenoso? Que se afogasse! Seria um a menos! Veja como ele respondeu à sua ajuda: picou a mão que o salvava! Não merecia sua compaixão! O monge ouviu tranquilamente os comentários e respondeu: Ele agiu conforme sua natureza e eu de acordo com a minha.

9 Resumo das Características Fábula: -Narrativa curta e de ação branda; -Linguagem simplista; -Os personagens são animais com atributos humanos, o que não impede que apareçam os personagens humanos; -Situação fantástica e; -Final moralizante.

10 Resumo das Características Apólogo: -Narrativa curta; -Os personagens são objetos, seres inanimados, com predicados humanos; -Situação geralmente corriqueira e conflituosa e; -Final moralizante com reflexão através do conflito.

11 Resumo das Características Parábola: -Narrativa geralmente curta; -Os personagens são humanos; -Utilização de linguagem simbólica, metafórica e; -Final moralizante através do exemplo de algum personagem.

12 Resumo das Características Fábula em Vídeo:.


Carregar ppt "A Fábula A Fábula é uma narrativa alegórica, geralmente curta, em prosa ou verso, na qual animais irracionais têm atos e atributos de seres humanos em."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google