A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Efeito da luz no desenvolvimento da planta Prof. Regis Romero.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Efeito da luz no desenvolvimento da planta Prof. Regis Romero."— Transcrição da apresentação:

1 Efeito da luz no desenvolvimento da planta Prof. Regis Romero

2 FOTOPERIODISMO – é a capacidade que as plantas apresentam de responder a fotoperíodos diferentes. Fotoperíodo – é o tempo necessário de exposição a luz para que a planta floresça. Três categorias de plantas: A.Plantas de dia curto: Florescem quando a noite ultrapassa o fotoperíodo crítico (valor em horas de iluminação, que, não sendo obedecido, provoca alteração da resposta de floração). B. Plantas de dia longo: Só florescem quando a noite é mais curta que o fotoperíodo crítico. C. Plantas neutras ou indiferentes: Florescem independentemente do fotoperíodo ou que não respondem a um determinado fotoperíodo, como o tomateiro e o milho.

3 Fotoperíodo crítico varia de espécie para espécie. O que a planta percebe, realmente, é o PERÍODO DE ESCURO. Interrupção neste período pode alterar a resposta da planta. Fitocromo – Cromoproteína fotossensível responsável pela percepção da duração do fotoperíodo. Principalmente em áreas meristemáticas (folhas). Interage com outros hormônios (Florígeno) afetando a germinação, floração, crescimento e outros processos. Obs A floração pode ser influenciada pela temperatura - Vernalização (exposição ao frio); sementes fotoblásticas + (germinam bem na presença de luz); fotoblásticas-(escuro)

4 * Fitocromo (R) (Red) - Inativo estável - Absorção 660 nanômetros (Vermelho) * Fitocromo (F) (Far Red) Ativo instável Absorção 730 nanômetros (vermelho extremo) F (F) (elevada concentração) – inibe flor PDC F (F) (elevada concentração) – promove flor PDL F(R) (muita luz; comprimento vermelho) F(F) F(F) (vermelho extremo; escuro) F(R)

5 O fitocromo P730 é considerado a forma mais ativa desse pigmento, e o P660 a inativa. A forma P730 induz a floração nas plantas de dias longos e inibe nas plantas de dias curtos. Admite-se que o fitocromo participa de algum mecanismo responsável pela produção de hormônios indutores da floração – o florígeno.

6

7

8 Tropismo curvatura; orientado (fototropismo, geotropismo, quimiotropismo, tigmotropismo) Nastismos Não orientados; dobramento. Independem da direção ou da origem do estímulo que afeta igualmente as partes do organismo ou do órgão. Exemplo Seismonastismo (Mimosa pudica). Tactismo deslocamento; orientado (anterozóides, cloroplastos em folíolos de musgos)

9 Fototropismo

10 Quimiotropismo

11 Tigmo ou haptotropismo

12 Geotropismo negativo ou fototropismo positivo

13 Nastismo - quimionastismo

14 Planta sensitiva- Mimosa pudica Sismonastismo

15 A germinação das sementes e a luz A luz intervem na germinação das sementes de muitas espécies vegetais, fenômeno denominado fotoblastismo. Existem sementes: fotoblásticas positivas, que germinam na presença de luz, alface; e fotoblásticas negativas, que germinam na ausência de luz, melancia. Essas sementes expostas as radiações do vermelho curto (VC) e vermelho longo (VL) apresentaram os seguintes comportamentos:

16 Esse comportamento das sementes só pode ser compreendido após a descoberta e isolamento do fitocromo. As formas P660 e P730 do fitocromo agem, de alguma forma, controlando a germinação da semente. A P730 é ativa e promove a germinação da semente e a P660 inibe.

17 Estiolamento e luz – sementes germinadas no escuro formam plantas que apresentam caules exageradamente longos, desprovidos de clorofilas e com folhas menores que as normais. A esse fenômeno dá- se o nome de estiolamento. Iluminando-se plântulas estioladas com o VC cessa o estiolamento. Com o VL o estiolamento continua. Participação do fitocromo.

18 Temperatura e floração: A importância da temperatura na floração pode ser evidenciada acompanhando-se o crescimento e desenvolvimento de plantas bianuais. Essas plantas crescem apenas vegetativamente no primeiro ano de vida e só florescem no segundo ano após atravessarem um longo período de baixa temperatura, correspondente ao inverno. Dá-se o nome de vernalização ao tratamento por baixas temperaturas que promove a floração de certas espécies de plantas.


Carregar ppt "Efeito da luz no desenvolvimento da planta Prof. Regis Romero."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google