A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Literatura O que é literatura? Eduardo Batista. I.Observe os textos a seguir: TEXTO 1 Avenida Paulista tem ato contra maus-tratos a animais De acordo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Literatura O que é literatura? Eduardo Batista. I.Observe os textos a seguir: TEXTO 1 Avenida Paulista tem ato contra maus-tratos a animais De acordo."— Transcrição da apresentação:

1 Literatura O que é literatura? Eduardo Batista

2 I.Observe os textos a seguir: TEXTO 1 Avenida Paulista tem ato contra maus-tratos a animais De acordo com a PM, de 6 mil a 7 mil pessoas participam do protesto. Manifestantes pedem punição a quem comete crueldade contra animais. Cerca de 7 mil pessoas, segundo a Polícia Militar, participaram na manhã deste domingo (22) de uma manifestação na Avenida Paulista, em São Paulo, contra maus-tratos aos animais, pedindo mudanças na legislação atual para que puna com mais rigor esse tipo de crime. A organização do evento "Crueldade Nunca Mais", que ocorre de forma simultânea em diversas cidades do país, estimou em quase 10 mil pessoas o público na Paulista. Também ocorreram manifestações no Rio, Paraná, Distrito Federal, Fortaleza, Campo Grande, Manaus, Belo Horizonte, Porto Alegre, neste domingo, e em Goiânia, no sábado (21).RioParanáDistrito FederalFortalezaCampo Grande ManausBelo HorizontePorto AlegreGoiânia A caminhada na Paulista foi realizada por volta das 11h e saiu do Masp com sentido à Avenida Consolação. Muitos dos manifestantes levaram cachorros para o ato, que pediu leis com punições mais rigorosas para quem maltratar animais. Um deles era o promotor de eventos Marcus Rosa, que estava com dois dos seus cães. "Eu decidi participar porque quem maltrata animais não pode ficar impune. Ter um animal em casa é uma opção. Não quer cuidar, não precisa ter", disse ele.

3 TEXTO 2 – As crônicas de Nárnia – O Leão, a Feiticeira e o guarda- roupa Capítulo I – Uma estranha descoberta "Era uma vez duas meninas e dois meninos: Susana, Lúcia, Pedro e Edmundo. Esta história nos conta algo que lhes aconteceu durante a guerra, quando tiveram de sair de Londres, por causa dos ataques aéreos. Foram os quatro levados para a casa de um velho professor, em pleno campo, a quinze quilômetros de distância da estrada de ferro e a mais de três quilômetros da agência de correios mais próxima. O professor era solteiro e morava numa casa muito grande, com D. Marta, a governanta, e três criadas, Eva, Margarida e Isabel, que não aparecem muito na história. O professor era um velho de cabelo desgrenhado e branco, que lhe encobria a maior parte do rosto, além da cabeça.

4 As crianças gostaram dele quase imediatamente. Mas, na primeira noite, quando ele veio recebê-las, na porta principal, tinha uma aparência tão estranha, que Lúcia, a mais novinha, teve medo dele, e Edmundo (que era o segundo mais novo) quase começou a rir e, para disfarçar, teve de fingir que estava assoando o nariz. Naquela noite, depois de se despedirem do professor, os meninos foram para o quarto das meninas, onde trocaram impressões: - Tudo perfeito - disse Pedro. - Vai ser formidável. O velhinho deixa a gente fazer o que quiser. - É bem simpático - disse Susana. - Acabem com isso! - falou Edmundo, com muito sono, mas fingindo que não, o que o tornava sempre mal-humorado. - Não fiquem falando desse jeito! - Que jeito? - perguntou Susana. - Além do mais, já era hora de você estar dormindo. -Querendo falar feito mamãe - disse Edmundo. - Que direito você tem de me mandar dormir? Vá dormir você, se quiser. -Disponível em:http://cantinhodaliteratura.spaceblog.com.br/78888/AS-CRONICAS-DE- NARNIA-O-leao-a-feiticeira-e-o-guarda-roupa-C-S-Lewis/. Acesso em: Jan 2012.http://cantinhodaliteratura.spaceblog.com.br/78888/AS-CRONICAS-DE- NARNIA-O-leao-a-feiticeira-e-o-guarda-roupa-C-S-Lewis/

5 TEXTO 3 Soneto de Fidelidade Vinicius de Moraes De tudo ao meu amor serei atento Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto Que mesmo em face do maior encanto Dele se encante mais meu pensamento. Quero vivê-lo em cada vão momento E em seu louvor hei de espalhar meu canto E rir meu riso e derramar meu pranto Ao seu pesar ou seu contentamento E assim, quando mais tarde me procure Quem sabe a morte, angústia de quem vive Quem sabe a solidão, fim de quem ama Eu possa me dizer do amor (que tive): Que não seja imortal, posto que é chama Mas que seja infinito enquanto dure.

6 Rocambole de Carne Moída Com presunto e bacon Ingredientes 1kg de carne moída 400g de presunto fatiado 400 g de bacon fatiado 400g de linguiça calabresa cortado em fatias finas 2 sachês de sopa de cebola 1 cebola ralada Com o rolo de pau, faça com que a carne fique fina como uma massa (mais ou menos1cm). Retire o papel filme de cima e coloque uma camada de presunto, outra de bacon e outra de lingüiça. Com auxílio do papel filme de cima, vá enrolando o rocambole e apertando bastante para que fique firme. Para finalizar, aperte as pontas para que fechem. Retire o papel filme e enrole no papel alumínio, está pronto para ir ao forno. Forno pré aquecido a 180 graus por 30 minutos, retire o papel alumínio de cima e deixe mais uns 10 minutos para dourar. Está pronto, é só saborear. Sugestão: Pode se colocar cenoura e queijo se gostar. Modo de preparo Tempere a carne com os sachês de sopa de cebola e a cebola ralada. Em uma superfície, estique o papel filme e coloque a carne em cima, tampe com papel filme.

7 Questões: 1. Que diferenças podem ser encontradas nos textos acima? 2. Qual desses textos é literário e qual não é literário?

8 Sentidos do termos literatura Designa Coleção Livro literário

9 TEXTOS LITERÁRIOS – CARACTERÍSTICAS 1. Recria ficcionalmente a realidade; 2. Linguagem propositalmente organizada com o fim de criar mais de um sentido; 3. Tem a finalidade de entreter e provocar no leitor emoções e reflexão sobre a vida e o mundo; 4. Base de construção: linguagem conotativa. EXEMPLOS: Conto, poema, crônica... TEXTOS NÃO LITERÁRIOS – CARACTERÍSTICAS 1. Objetividade 2. Relações restritas – uso do sentido comum 3. Base de construção: linguagem denotativa. EXEMPLOS: Textos informativos, jornalísticos, científicos, receitas culinárias, manuais de instrução etc.

10 FUNÇÕES DA LITERATURA 1. Hedonística: proporcionar prazer retratando o belo (obra e verdade). 2. Catártica: papel da tragédia no mundo grego (desperta terror e piedade); a catarse proporciona alívio desses sentimentos. 3. Comunicação, interlocução e recriação. 4. A humanização do homem. 5. O encontro do individual com o social (Crônicas)

11 Leitura e prazer (Observar figuras pg. 10 e 27)

12 Algumas questões: 1. Por que ler numa época de avanço tecnológico e de variedade de entretenimento? 2. O que provoca o nascimento de um leitor e o impulsiona a ler mais e mais? 3. O que ler? 4. Que livro o impulsionou para outras leituras?

13 Ler Viagem sem retorno (PL. pg. 14 e 15) Observe as diferentes perspectivas acerca do significado de literatura e de seu papel. Quadro histórico sobre a ocorrência dos períodos literários (Pl. 28) Exercícios Pl. pg. 24 e 25


Carregar ppt "Literatura O que é literatura? Eduardo Batista. I.Observe os textos a seguir: TEXTO 1 Avenida Paulista tem ato contra maus-tratos a animais De acordo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google