A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Período Simples Todos esperam sua volta. Período Composto Todos esperam que você volte. A comparação entre ambas permite concluir que: 1.No período simples,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Período Simples Todos esperam sua volta. Período Composto Todos esperam que você volte. A comparação entre ambas permite concluir que: 1.No período simples,"— Transcrição da apresentação:

1

2 Período Simples Todos esperam sua volta. Período Composto Todos esperam que você volte. A comparação entre ambas permite concluir que: 1.No período simples, a função de objeto direto é exercida por um termo: sua volta. 2.No período composto, a função de objeto direto é exercida por uma oração inteira: que você volte. Ou seja, a segunda oração funciona como termo da primeira.

3 ORAÇÃO SUBORDINADA Toda a oração que funciona como termo (sujeito, objeto, adjunto adverbial etc.) de outra oração. ORAÇÃO PRINCIPAL Toda oração que tem associada a ela, uma (ou mais de uma) oração subordinada. No período composto, temos, portanto: Todos esperam que você volte. oração oração oração oração principal subordinada principal subordinada

4 Compare: Esta situação exige cautela. cautela termo com função sintática de objeto direto e pertencente à classe dos substantivos. Esta situação exige que sejamos cautelosos. que sejamos cautelosos oração com função sintática de objeto direto e equi- valente ao substantivo cautela.

5 É aquela que funciona como sujeito da oração principal. Convém que você esteja aqui amanhã. Os verbos que comumente aparecem nesse tipo de oração são: os usados na terceira pessoa do singular – ser, admirar, preocupar, cumprir, acontecer, parecer, convir, urgir, importar etc.;os usados na terceira pessoa do singular – ser, admirar, preocupar, cumprir, acontecer, parecer, convir, urgir, importar etc.; os que se apresentam na voz passiva, tanto na analítica como na sintética – esperar, saber, provar, decidir, constatar, anunciar, dizer etc.os que se apresentam na voz passiva, tanto na analítica como na sintética – esperar, saber, provar, decidir, constatar, anunciar, dizer etc.

6 É aquela que funciona como objeto direto da oração principal. Nós vimos quem nos atacou no meio da noite. Ela admitiu que errou.

7 É a oração que completa um verbo transitivo indireto presente na oração principal. Normalmente é introduzida pela preposição exigida pelo verbo. O ator reclamava de que seus papéis em novela não eram bons. Na oração objetiva indireta, é comum a omissão da preposição, como em: O ator reclamava de que seus papéis em novela não eram bons.

8 É aquela que funciona como complemento de um substantivo ou de um adjetivo da oração principal. Também é regida por preposição, embora ela possa ser omi- tida. Ficava-me a certeza de que ali havia vários trabalhos.

9 É aquela que funciona como predicativo da oração principal, na qual aparece o verbo de ligação, mais comumente o verbo ser. O certo é que ficariam sozinhos uma parte da festa. Nosso medo era que você reagisse agressivamente.

10 É aquela que funciona como aposto de um termo da oração principal. A ele só interessava uma coisa: que todo o dinheiro estivesse em suas mãos. Meu sonho, que eles voltassem, não se realizou.

11 SUJEITOSUBJETIVA OBJETO DIRETOOBJETIVA DIRETA OBJETO INDIRETOOBJETIVA INDIRETA PREDICATIVOPREDICATIVA COMPLEMENTO NOMINAL COMPLETIVA NOMINAL APOSTOAPOSITIVA


Carregar ppt "Período Simples Todos esperam sua volta. Período Composto Todos esperam que você volte. A comparação entre ambas permite concluir que: 1.No período simples,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google