A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE BIOCIÊNCIAS DISCIPLINA ZOOLOGIA DOS INVERTEBRADOS SUPERIORES II EPHEMERIDA Leach, 1817.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE BIOCIÊNCIAS DISCIPLINA ZOOLOGIA DOS INVERTEBRADOS SUPERIORES II EPHEMERIDA Leach, 1817."— Transcrição da apresentação:

1 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE BIOCIÊNCIAS DISCIPLINA ZOOLOGIA DOS INVERTEBRADOS SUPERIORES II EPHEMERIDA Leach, 1817 Cíntia Simeão Vilanova Turma 120

2 São conhecidos como efêmeras ou mariposas-de-verão; Corpo delicado de 4 a 40mm; Dois pares de asas membranosas; Aparelho bucal mandibulado, porém rudimentar;

3 Antenas com flagelo setiforme; Olhos facetados; Mesotórax desenvolvido; Aparelho genital duplo;

4 Freqüentemente encontradas ao crepúsculo; Perto de lagos, riachos, rios ou pântanos; Em certas ocasiões, grandes grupos voam em torno de lâmpadas;

5 Cópula muito rápida; Cópula acontece durante o vôo.

6 Logo após a cópula fêmeas colocam as posturas; O local da postura varia de acordo com a espécie; Podem viver em águas agitadas ou calmas.

7 Podem pôr de 500 a ovos; Posturas podem ser efetuadas de uma só vez ou parceladamente; Ovos liberados sobre a superfície da água ou sobre suportes submersos;

8 Os machos morrem pouco tempo após a cópula; A partenogênese só foi observada em uma espécie norte-americana.

9 Possui espécies ovovivíparas e ovíparas; As formas jovens são campodeiformes; Alimentam-se principalmente de Diatomáceas. traqueobrânquias

10 Formas jovens são fossoriais; Raras vivem agarradas á pedras submersas. Possui formas livre natantes; Prosopistoma, utiliza um crustáceo.

11 Após mais de 20 ínstares dão origem a uma forma alada chamada subimago.

12 Depois de um dia, o subimago sofre ecdise formando o adulto. Ecsúvia da náiade

13 Enquanto os adultos têm uma vida muito curta, vivendo apenas algumas horas até poucos dias, as náiades podem viver até três anos.

14 Podem ser apontadas como bioindicadores. Não possuem importância na agricultura; São importantes Hidrobiológicamente;

15 Classificação e Diagnose ORDEM EPHEMERIDA Asas transparentes; Pernas alongadas; Adultos com vida curta;

16 5º artículo do tarso posterior, quando presente, soldado à tíbia; SUBORDEM EPHEMROIDAE Tarso posterior com quatro ou cinco artículos;

17 Tarso posterior com quatro artículos livres e móveis; SUBORDEM BAETOIDEA

18 Tarso posterior com cinco artículos livres. SUBORDEM HEPTAGENIOIDEA Segundo Costa Lima (1938).


Carregar ppt "PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE BIOCIÊNCIAS DISCIPLINA ZOOLOGIA DOS INVERTEBRADOS SUPERIORES II EPHEMERIDA Leach, 1817."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google