A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Vigilância Epidemiológica Módulo I Conceitos básicos de Epidemiologia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Vigilância Epidemiológica Módulo I Conceitos básicos de Epidemiologia."— Transcrição da apresentação:

1 Vigilância Epidemiológica Módulo I Conceitos básicos de Epidemiologia

2 O que é Epidemiologia? Estudo dos fatores que determinam a freqüência e a distribuição das doenças nas coletividades humanas. Guia de Métodos de Ensino da Associação Internacional de Epidemiologia (1973) Enquanto a clínica dedica-se ao da doença no indivíduo, caso a caso, a Epidemiologia debruça-se sobre o coletivo.

3 Um pouco de história Mapa de John Snow mostrando casos de óbitos por cólera, na epidemia de 1854 em Londres. O mapa mostra como os casos (pts pequenos) se concentram em torno de uma das bombas (pts grandes) - Broad Street.

4 Vigilância Epidemiológica A VE é um conjunto de atividades que tem como propósito fornecer orientação técnica permanente para os profissionais de saúde que têm a responsabilidade de decidir aobre a execução de ações de controle de doenças e agravos, bem como dos fatores que a condicionam, numa área geográfica ou população definida. (Waldman, 1991)

5 Um sistema de VE Funções de um sistema de VE: –coleta de dados –processamento dos dados coletados –recomendação de medidas apropriadas –promoções de ações de controle indicadas –avaliação da eficácia e efetividade das medidas adotadas –divulgação das informações pertinentes.

6 Tipos de dados em VE Tipos de dados: –demográficos –ambientais –sócio-econômicos –dados de morbidade notificação de casos/surtos –dados de mortalidade

7 Fontes de dados em um SE Estudos epidemiológicos –Inquérito Epidemiológico –Levantamento Epidemiológico –Sistemas Sentinelas Evento sentinela: Evento sentinela é adetecção de doença previnível, incapacidade ou morte inesperada, cuja ocorrência serve como um sinal de alerta –Monitoramento de grupos alvos - exames periódicos

8 Roteiro de Investigação em VE Dados de identificação Dados de anamnese e exame físico Diagnóstico (suspeitas diagnósticas) Informações sobre o meio ambiente (exposições) Informações sobre o ambiente de trabalho (exposições) Exposições

9 Roteiro de Investigação em VE Busca ativa de casos Busca de pistas

10 Processamento e Análise de dados Pessoas Tempo Lugar –Freqüências absolutas –Indicadores Epidemiológicos (taxas de incidência, prevalência, letalidade, mortalidade) –Quanto mais oportuna for a análise, mais eficiente será o sistema de Vigilância Epidemiológica (MS, 1996)

11 Objetivos de um Sistema de Vigilância Epidemiológica Prevenção, controle, eliminação ou erradicação de uma doença.

12 Exemplo de uma investigação em saúde ocupacional Histórico: (Evento sentinela) – óbitos por doenças hematológicas em uma empresa do pólo petroquímico de Camaçari, BA. –O 1 0 de um médico, com diagnóstico de aplasia medular, o 2 0 um operador de processo com leucemia mielóide crônica. –Exposição: a empresa processa benzeno, matéria prima naindústria do plástico, tinta, etc...

13 A intoxicação pelo benzeno A intoxicação pelo benzeno ocorre por três vias: –respiratória (principal) –cutânea –digestiva

14 Manifestações Clínicas do benzenismo Agudas –efeito narcótico (tonteiras, desmaios, narcose, coma) Crônicas –mielotoxicidade –genotoxicidade –carcinogênese –leucopenia –neutropenia

15 O ambiente A empresa que notificou os dois óbitos situava-se em um complexo petroquímico integrado, na época com aproximadamente 47 indústrias, com cerca de 50 mil empregados. Pistas: identificadas 9 usinas de produção que utilizavam benzeno

16 A investigação epidemiológica Início: Solicitado hemograma dos funcionários dos setores de origem dos casos (marcador biológico de efeito)

17 Resultados da investigação Dos trabalhadores examinados nas 9 indústrias, 850 (12%) apresentaram leucograma com < de leucócitos por mm 3 (e/ou neutrófilos). Esses casos suspeitos foram submetidos a mais três exames consecutivos, sendo também analisados seus prontuários médicos.

18 Resultados da Investigação Ao final, 216 mantiveram-se com valores abaixo de leucócitos/mm 3 (e/ou neutrófilos; e/ou série hematológica com valores decrescentes). Esses casos foram classificados como casos epidemiológicos. Desses, 34 exerciam função administrativa, indicando uma contaminação ambiental.

19 Outros Resultados da investigação O tempo médio no emprego era de 9 anos. A evidência da exposição ocupacional determinou o afastamento cautelar dos 216 trabalhadores de suas atividades. Emitida CAT com reconhecimento do nexo causal para benzenismo. Os valores do benzeno encontrados no ambiente estavam acima do estabelecido pela legislação vigente.

20 Pontos para a organização de um SVE de Causas Externas Normatização: –Definição de caso: suspeito confirmado: laboratorial ou clínico Retroalimentação: –Retorno regular de informações às fontes geradoras de dados –consolidação dos dados –Publicações

21 Avaliação dos SVEs Situação Epidemiológica Atualidade da lista de agravos Pertinência dos instrumentos utilizados Cobertura da rede de notificação Funcionamento do fluxo de informações Oraganização da documentação coletada Informes analíticos

22 Avaliação dos SVEs Retroalimentação Composição e qualificação da equipe técnica Interação com as instâncias responsáveis pelas ações de controle Interação com a comunidade científica Condições administrativas e custos

23 Medidas Quantitativas de Avaliação Sensibilidade (capacidade de detectar casos) Especificidade (Capacidade de exluir não casos) Reprodutibilidade Oportunidade (agilidade)

24 Medidas Qualitativas de avaliação Simplicidade Flexibilidade Aceitabilidade

25 Perspectivas Acompanhamento do desenvolvimento científico e tecnológico Comitês técnicos de assessores Incorporação de novas tecnologias


Carregar ppt "Vigilância Epidemiológica Módulo I Conceitos básicos de Epidemiologia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google