A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ESTÁGIO SUPERVISIONADO PROGRAMA 2004/02 Profº Luiz Sebastião Costa.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ESTÁGIO SUPERVISIONADO PROGRAMA 2004/02 Profº Luiz Sebastião Costa."— Transcrição da apresentação:

1 ESTÁGIO SUPERVISIONADO PROGRAMA 2004/02 Profº Luiz Sebastião Costa

2 Missão do Tribunal de Contas Exercer, em nome do povo do Estado do Rio de Janeiro, a fiscalização das administrações públicas estadual e municipais, e dos recursos por elas geridos, zelando pela sua legalidade e legitimidade, bem como por sua eficiência, eficácia e economicidade, com a finalidade principal de prestar contas, aos contribuintes, do emprego que os Governos fazem desses recursos.

3 Histórico Ruy Barbosa, como Ministro da Fazenda apresentou o Decreto-Lei nº 966-A, de 7 de novembro de 1890, que criou o Tribunal de Contas da União, logo depois mantido na Constituição de Suas competências sempre foram contempladas em todas as Constituições Brasileiras, da mesma forma que as dos três poderes em que se reparte modernamente o Estado.

4 A singularidade em relação a ele é o fato de situar-se como órgão auxiliar do Poder legislativo, apesar de não lhe ser subordinado, o que tem sido constantemente criticado. O Tribunal de Contas do Antigo Distrito Federal foi instituído pela Lei nº 196, de 18 de janeiro de 1936, em seu artigo 28, "com funções de zelar pelo bom e regular provimento dos cargos municipais e exercer a fiscalização financeira".

5 O TCE é composto por : Corpo Deliberativo (Conselheiros) Corpo Instrutivo (Secretarias Gerais)

6 Corpo Deliberativo É composto por sete conselheiros: Presidente JOSÉ GOMES GRACIOSA JOSÉ GOMES GRACIOSA Vice-Presidente MARCO ANTONIO BARBOSA DE ALENCAR MARCO ANTONIO BARBOSA DE ALENCAR Conselheiro SERGIO F. QUINTELLA SERGIO F. QUINTELLA Conselheiro ALUISIO GAMA DE SOUZA ALUISIO GAMA DE SOUZA Conselheiro JOSÉ LEITE NADER JOSÉ LEITE NADER Conselheiro JOSÉ MAURÍCIO DE LIMA NOLASCO JOSÉ MAURÍCIO DE LIMA NOLASCO Conselheiro JONAS LOPES DE CARVALHO JÚNIOR JONAS LOPES DE CARVALHO JÚNIOR

7 Os Conselheiros são indicados pelo Governo do Estado, pela Assembléia Legislativa e pelo Ministério Público. Cada órgão indica um nome para a cadeira vaga seguindo uma ordem pré-definida.

8 Corpo Instrutivo Secretaria Geral de Controle Externo Secretaria Geral de Administração Secretaria Geral das Sessões Secretaria Geral de Planejamento

9 É composto por técnicos que desempenham a atividade fim do TCE, controle externo, e outros para atividades de apoio ao controle externo, administração e planejamento p.e. Os cargos são ocupados através de concurso público ou, no caso de cargos comissionados, também por indicação.

10 Atividades Desenvolvidas SSI/CPO

11 SECRETARIA-GERAL DE PLANEJAMENTO SUBSECRETARIA DE INFORMÁTICA COORD. DE ORÇAMENTO COORD. DE ORG. E PROCEDI- MENTOS COORD. DE AUDITORIA DA QUALIDADE COORD. SETORIAL DESENVOLVI-MENTO DE SISTEMAS COORD. SETORIAL DE REDES E BANCOS DE DADOS COORD. SETORIAL DE APOIO AO USUÁRIO

12 A CPO é responsável pela instalação de todos os equipamentos de informática, bem como suas especificações técnicas e manutenção de hardware e software, faz o controle patrimonial desses equipamentos e dá apoio aos usuários da rede. A rede do TCE é composta por 1592 computadores.

13 Atividades Desenvolvidas na CEN Coordenadoria de Engenharia

14 a Coordenadoria de Engenharia e que é responsável pelo acompanhamento da execução das obras e as tarefas de manutenção corretiva e preventiva com mão de obra própria do TCE e contratada

15 Dentre as atividades que acompanhei na CEN, a montagem da sala cofre foi a que achei mais interessante e resolvi destaca-la.

16 SALA COFRE

17 RISCO DE INCÊNDIO

18

19 RISCOS ADCIONAIS A água utilizada pelos bombeiros pode causar a perda/destruição de instalações e equipamentos.100ºC são suficientes para transformar a água cristalizada nas paredes em vapor, que destrói componentes e mídias. UMIDADE

20 RISCOS ADCIONAIS O superaquecimento expele cloro do PVC das cadeiras, da decoração e dos próprios equipamentos. A fumaça também pode ser proveniente de setores ou prédios adjacentes. GASES CORROSIVOS

21 IMPORTÂNCIA DA INFORMAÇÃO Bancos de Dados Backup Dados de Jurisdicionados

22 Hoje em dia, a informação é um fator muito importante em uma empresa, dados essenciais devem ser preservados e guardados com a maior segurança.

23

24 VANTAGENS Desmontável, realocável e expansível a qualquer momento com o mínimo de interferência no ambiente de trabalho. Carga reduzida na lage. Obra Limpa.

25 DISPOSITIVOS DE SEGURANÇA Blindagens, Dispositivos contra magnetismos e radiações, Proteção contra concentrações de umidades, Proteção contra gases corrosivos, poeira e jatos dáguá, Proteção contra risco de incêndio.

26 BLINDAGEM PROTEÇÃO A MAGNETISMO E RADIAÇÃO

27

28 CONCLUSÃO A gama de conhecimentos que o aluno adquire na faculdade lhe dá condições de se desenvolver profissionalmente em qualquer emprego na área de sua formação. Marcelo Paixão


Carregar ppt "ESTÁGIO SUPERVISIONADO PROGRAMA 2004/02 Profº Luiz Sebastião Costa."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google