A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Poupança, Investimento e o Sistema Financeiro Capítulo 26.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Poupança, Investimento e o Sistema Financeiro Capítulo 26."— Transcrição da apresentação:

1 Poupança, Investimento e o Sistema Financeiro Capítulo 26

2 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. O Sistema Financeiro u O sistema financeiro consiste de instituições que ajudam a promover o encontro entre poupadores e investidores. u Isto move os recursos escassos da economia de poupadores para tomadores de empréstimos.

3 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Instituições Financeiras u O sistema financeiro é constituído de instituições financeiras que coordenam as ações de poupadores e tomadores de empréstimos. u Instituições financeiras podem ser agrupadas em duas diferentes categorias: mercados financeiros e intermediários financeiros.

4 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Instituições Financeiras u Mercados financeiros u Mercado de títulos u Mercado de ações u Intermediários financeiros u Bancos

5 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Instituições Financeiras u Mercados financeiros são as instituições por meio das quais poupadores podem diretamente prover recursos para tomadores de empréstimos. u Intermediários financeiros são instituições financeiras por meio das quais os poupadores podem indiretamente prover recursos para tomadores de empréstimos.

6 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Mercado de Títulos Um título é um certificado de endividamento que especifica obrigações do tomador do empréstimo para com o detentor do título.

7 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Características de um Título u Prazo: o tempo que decorre até o vencimento do título. u Risco de crédito: A probabilidade de que o tomador do empréstimo deixe de pagar os juros ou o principal. u Tratamento tributário: a forma pela qual a legislação tributária cuida dos juros auferidos pelo título.

8 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. u A Ação representa a propriedade da empresa e portanto é um direito aos lucros gerados. u A venda de ações para levantar recursos é denominada financiamento do lançamento de ações. u Comparadas aos títulos, as ações oferecem maior risco e maiores lucros potenciais. Mercado de Ações

9 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Mercado de Ações As bolsas mais importantes dos EUA são a New York Stock Exchange e a American Stock Exchange (NASDAQ). No Brasil, temos a Bolsa de Valores de São Paulo (BOVESPA).

10 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Intermediários Financeiros: Bancos u Os bancos tomam depósitos de pessoas que desejam poupar e utilizam os valores depositados para fazer empréstimos a outros agentes. u Os bancos pagam a seus depositantes juros sobre os depósitos e cobram de seus tomadores de empréstimos uma taxa maior.

11 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Bancos u Os bancos ajudam a criar um meio de troca por permitir às pessoas assinar cheques contra seus depósitos. u Um meio de troca é um item que as pessoas podem facilmente utilizar para realizar transações. u Isto facilita as compras de bens e serviços.

12 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Outras Instituições Financeiras u Cooperativas de crédito u Fundos de pensão u Empresas de seguros

13 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Poupança e Investimento nas Contas Nacionais Recorde que o PIB representa, ao mesmo tempo, a renda total da economia e a despesa total da produção de bens e serviços: Y = C + I + G

14 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Algumas Identidades Importantes Assuma uma economia fechada - uma que não participe do comércio internacional: Y = C + I + G

15 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Algumas Identidades Importantes Agora, subtraia C e G de ambos os lados da equação: Y – C – G =I O lado esquerdo da equação é a renda total da economia após o pagamento do consumo e compras do governo e é denominada poupança nacional, ou apenas poupança (S).

16 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Algumas Identidades Importantes Substituindo S por Y-C-G, a equação pode ser escrita como: S = I

17 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Algumas Identidades Importantes u Poupança nacional, ou poupança, é igual a: S = I S = Y – C – G S = (Y – T – C) + (T – G)

18 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Poupança Privada u Poupança privada é a renda que permanece para as famílias após terem pago os impostos e realizado o consumo. Poupança privada = (Y – T – C)

19 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Poupança Pública u Poupança pública é a receita tributária que permanece para o governo depois que este pagou todas as suas despesas. Poupança pública = (T – G)

20 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Superávit e Déficit Orçamentário Se T>G, o governo possui um superávit orçamentário porque ele recebe mais dinheiro do que gasta. O excedente de T-G representa a poupança pública. Se G>T, o governo possui um déficit orçamentário porque ele gasta mais dinheiro do que arrecada.

21 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Poupança e Investimento u Para a economia como um todo, a poupança deve ser igual ao investimento. S = I

22 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Exercício u Suponha que o consumo é R$6.500 bilhões, impostos somam R$1.500, gastos do governo somam R$ Se a poupança nacional é de R$1.000 e a economia é fechada, qual é o valor do PIB.

23 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. O Mercado de Fundos para Empréstimos Os mercados financeiros coordenam a poupança da economia e o investimento dentro do mercado de fundos emprestáveis.

24 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. O Mercado de Fundos para Empréstimos Fundos para empréstimos referem-se ao total da renda que as pessoas escolheram poupar e emprestar ao invés de utilizá-la para o consumo.

25 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. u A oferta de fundos para empréstimos provém de pessoas que possuem renda extra e que desejam poupar e emprestar. u A demanda por fundos para empréstimos provém de famílias e firmas que desejam tomar empréstimos para fazer investimentos. Oferta e Demanda de Fundos para Empréstimos

26 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. u A taxa de juros é o preço pago pelo empréstimo. u Ela representa a quantia que os tomadores de empréstimos pagam e que os emprestadores recebem pela sua poupança. u A taxa de juros no mercado de fundos para empréstimos é a taxa de juros real. Oferta e Demanda por Fundos para Empréstimos

27 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Oferta e Demanda por Fundos para Empréstimos u Os mercados financeiros funcionam como todos os outros mercados da economia. u O equilíbrio da oferta e demanda por fundos para empréstimos determina a taxa de juros real.

28 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Fundos para empréstimos (em bilhões de dólares) 0 Taxa de juros Demanda Oferta 5% $1,200 Mercado de Fundos para Empréstimos...

29 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Taxa SELIC x Taxa de Juros Real Fonte: Elaboração própria a partir de dados do Banco Central e IBGE.

30 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Políticas do Governo que afetam a Poupança e o Investimento u Impostos e poupança u Impostos e investimento u Déficit orçamentário do governo

31 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Tributação e Poupança Impostos sobre renda proveniente de juros reduzem substancialmente o pagamento futuro de poupança presente e, como resultado, diminuem o incentivo para poupar.

32 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Tributação e Poupança u Uma diminuição dos impostos aumenta o incentivo para as famílias pouparem a qualquer taxa de juros. u A curva de oferta de fundos para empréstimos se desloca para a direita. u A taxa de juros de equilíbrio diminui. u A quantidade demandada por fundos para empréstimos aumenta.

33 S2S2 1. Os incentivos tributários à poupança aumentam oferta de fundos emprestáveis... Um Aumento da Oferta de Fundos Emprestáveis... Fundos para empréstimos (em bilhões de dólares) 0 Taxa de juros 5% Oferta, S 1 $1,200 Demanda $1, …e aumenta a quantidade de equilíbrio dos fundos para empréstimos. 4% 2. …o que reduz a taxa de juros de equilíbrio... Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc.

34 Tributação e Poupança Se uma mudança da legislação tributária estimula uma maior poupança, o resultado será uma menor taxa de juros e um maior investimento.

35 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Tributação e Investimento u Um crédito tributário para investimento aumenta o incentivo a emprestar. u Aumenta a demanda por fundos para empréstimos. u Desloca a curva de demanda para a direita. u Resulta numa maior taxa de juros e uma maior poupança.

36 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Tributação e Investimento Se uma mudança da legislação tributária encoraja um maior investimento, o resultado será uma maior taxa de juros e maior poupança.

37 Um Aumento da Demanda por Fundos para Empréstimos... Fundos para Empréstimos (em bilhões de dólares) 0 Taxa de juros 5% $1,200 Oferta Demanda, D 1 1. Um crédito tributário para os investimentos aumenta a demanda por fundos emprestáveis... D2D2 6% 2. …o que aumenta a taxa de juros de equilíbrio... $1, …e aumenta a quantidade de equilíbrio dos fundos para empréstimos. Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc.

38 Déficits e Superávits Orçamentários u Quando o governo gasta mais do que arrecada com tributos, a diferença é denominada déficit orçamentário. u A acumulação dos déficits orçamentários passados é denominada dívida pública.

39 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Déficits e Superávits Orçamentários u O governo toma emprestado para financiar seu déficit, reduzindo a oferta de fundos para empréstimos disponível para investimento pelas famílias e firmas. u Esta queda no investimento é denominada deslocamento (crowding out). u Quando o governo toma empréstimos para financiar seu déficit orçamentário, ele desloca tomadores privados que tentavam financiar seus investimentos.

40 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Déficits e Superávits Orçamentários u Um déficit orçamentário diminui a oferta de fundos para empréstimos. u Desloca a curva de oferta para a esquerda. u Aumenta a taxa de juros de equilíbrio. u Reduz a quantidade de equilíbrio de fundos para empréstimos.

41 S2S2 1. Um déficit orçamentário reduz a oferta de fundos emprestáveis... O Efeito de um Déficit Orçamentário do Governo... Fundos para Empréstimos (em bilhões de dólares) 0 Taxa de juros $1,200 Oferta, S 1 Demanda 5% $ …e reduz a quantidade de equilíbrio de fundos emprestáveis. 2. …o que aumenta a taxa de juros de equilíbrio... 6% Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc.

42 Déficits e Superávits Orçamentários Quando o governo reduz a poupança nacional tendo um déficit, a taxa de juros aumenta e o investimento diminui.

43 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Déficits e Superávits Orçamentários Um superávit orçamentário aumenta a oferta de fundos para empréstimos, reduz a taxa de juros e estimula o investimento.

44 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Poupança no Brasil em % do PIB Poupança no Brasil em % do PIB fonte: MANSUETO, A.; da SILVA, A. M. A. Verdades Inconvenientes sobre o crescimento sustentado. Valor Econômico, São Paulo, 29 abr.2010 AnoGovernoPrivadaExternaTotal

45 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Exercício u O que aconteceria no mercado de fundos para empréstimo se o governo decidisse reduzir o imposto de renda sobre a renda proveniente de aplicações financeiras? (Explique a sua resposta) a) Haveria um aumento no total dos fundos para empréstimos efetivamente emprestados. b) Haveria uma redução no total dos fundos para empréstimo efetivamente emprestados. c) Não haveria modificações no montante total de fundos para empréstimo efetivamente emprestados. d) A modificação no montante total de fundos para empréstimos efetivamente emprestados seria indeterminada.

46 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Resumo u O sistema financeiro é constituído de instituições tais como o mercado de ações, o mercado de títulos, bancos e fundos mútuos. u Todas as instituições financeiras atuam diretamente com os recursos das famílias que desejam poupar parte de sua renda e emprestá-la para outras famílias e empresas.

47 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Resumo u As identidades das contas nacionais revelam algumas importantes relações entre as variáveis macroeconômicas. u Em particular, numa economia fechada, a poupança nacional é igual ao investimento. u As instituições financeiras buscam alocar a poupança de alguns para financiar o investimento de outros agentes dentro da economia.

48 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Resumo u A taxa de juros é determinada pela oferta e demanda de fundos para empréstimos. u A oferta de fundos para empréstimos é proveniente de famílias que desejam poupar parte de sua renda. u A demanda por fundos para empréstimos é proveniente de famílias e firmas que desejam emprestar recursos para realizar investimentos.

49 Harcourt, Inc. items and derived items copyright © 2001 by Harcourt, Inc. Resumo u A poupança nacional é igual à poupança privada mais a poupança pública. u Um déficit orçamentário do governo representa uma poupança negativa, portanto, reduz a poupança nacional e a oferta de fundos para empréstimos. u Quando o déficit orçamentário do governo expulsa o investimento, ele reduz o crescimento da produtividade e o PIB.


Carregar ppt "Poupança, Investimento e o Sistema Financeiro Capítulo 26."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google