A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Perdas e Adicionais de Receita no Mercado de Transmissão de Energia Elétrica Roberto Paulo da Silva Pinto Junior Engenheiro Eletricista de Furnas Centrais.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Perdas e Adicionais de Receita no Mercado de Transmissão de Energia Elétrica Roberto Paulo da Silva Pinto Junior Engenheiro Eletricista de Furnas Centrais."— Transcrição da apresentação:

1 Perdas e Adicionais de Receita no Mercado de Transmissão de Energia Elétrica Roberto Paulo da Silva Pinto Junior Engenheiro Eletricista de Furnas Centrais Elétricas Mestrando em Engenharia de Produção - UFF

2 O que é Transmissão de Energia?

3 Projeções para o Consumo de Energia Elétrica Fonte: EPE (2005)

4 Comparações Internacionais dos Custo de Energia Elétrica Fonte: Agência Internacional de Energia (2005)

5 Como Entrar no Mercado Brasileiro? É necessário vencer as licitações de linhas de transmissão realizadas pela ANEEL, cobrando a menor remuneração (Receita Anual Permitida) para operar e manter a linha.

6 Fonte: Porter (1986) Ciclo de Vida do Produto - Genérico Ciclo de Vida do Produto – Aplicado aos Empreendimentos de Transmissão de Energia

7 Ainda há a fase de desenvolvido descrito por Kloter (1996) para a fase de projeto econômico-financeiro e projeto construtivo.

8 Disponibilidade Este é um mercado remunerado pela disponibilidade, é necessário ter cuidado para não solicitar remuneração inferior a necessária para evitar que os empreendimentos fiquem indisponíveis.

9 IndisponibilidadeParcela Variável Multa

10 Descontos na Receita (Parcela Variável por Indisponibilidade) Indisponibilidade Programada Indisponibilidade Não Programada

11 Indisponibilidade Programada É necessário comunicar ao ONS com antecedência de 30 dias. É descontado 10 vezes o valor da receita recebida durante a paralisação. Parada para manutenção por exemplo.

12 Indisponibilidade Não Programada Indisponibilidade sem aviso prévio ao ONS. É descontado 150 vezes o valor da receita recebida durante a paralisação. Erros, acidentes, raios e etc.

13 Exemplo de LT (Empresa 6) Duração Total em Minutos Valor Pago Total em Reais Comparação Entre Indisponibilidade Programada e Não Programada Fonte: Relatórios de apuração do sistema elétrico de transmissão - Outubro de 2003 à Junho de 2006 – ONS

14 Histórico de Perdas por Indisponibilidade CICLO 2005 / 2006 Empresa Receita Annual (R$)Parcela Variável no Período (R$)Parcela variável (R$) / Receita (R$) (1)(2)(2)/(1) 1ºEmpresa , ,806,05% 2ºEmpresa , ,003,15% 3ºEmpresa , ,002,50% 4ºEmpresa , ,301,18% 5ºEmpresa , ,200,49% 6ºEmpresa , ,800,43% 7ºEmpresa , ,000,42% 8ºEmpresa , ,020,33% 9ºEmpresa , ,800,28% 10ºEmpresa , ,620,27% 11ºEmpresa , ,820,15% 12ºEmpresa , ,870,14% 13ºEmpresa , ,430,14% 14ºEmpresa , ,600,09% 15ºEmpresa , ,010,06% 16ºEmpresa , ,750,02% MÉDIA , ,300,98% Fonte: ONS (2005/2006)

15 Novidades da Resolução 270 / 2007 da ANEEL A parcela variável por indisponibilidade, que até agora só era cobrada para as instalações licitadas, passará a ser cobrada para as instalações antigas (RBSE). Haverá adicional de receita para as instalações que obtiverem padrões de desligamento inferiores aos prescritos na nova resolução.

16 Roberto Paulo da Silva Pinto Junior Furnas Centrais Elétricas Departamento de Comercialização da Transmissão DTR.O Tel.: Obrigado !!!


Carregar ppt "Perdas e Adicionais de Receita no Mercado de Transmissão de Energia Elétrica Roberto Paulo da Silva Pinto Junior Engenheiro Eletricista de Furnas Centrais."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google