A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Coordenação de Graduação Professora Dilma Alves Costa – DEQ/IT

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Coordenação de Graduação Professora Dilma Alves Costa – DEQ/IT"— Transcrição da apresentação:

1 Coordenação de Graduação Professora Dilma Alves Costa – DEQ/IT
UFRRJ Curso de Graduação Engenharia Química Avaliação Interna Coordenação de Graduação Professora Dilma Alves Costa – DEQ/IT

2 Criação do curso de Graduação
em Engenharia Química O curso de Graduação em Engenharia Química da UFRRJ foi criado em 1966, a partir da Deliberação nº 05/66-CONSU, datada de 14/03/66, sendo o seu reconhecimento oficializado pelo Parecer nº 524/68 – CFE – 09/08/68, Decreto nº /69- MEC – 06/01/69.

3 Resumo Histórico do DEQ
Criação do curso de Engenharia Química Modificação do corpo docente do DEQ - Criação e implementação das disciplinas do Currículo Mínimo - Coordenação do curso levada para o DEQ/IT Atual 17 docentes (02 substitutos), 03 servidores técnicos e 04 servidores administrativos. Os 15 Professores Efetivos do DEQ/IT são doutores e atuam nos Cursos de Graduação de Engenharia Química, Engenharia de Alimentos e Química (modalidade Industrial noturna e diurna)

4 Resumo Histórico do DEQ
Atual - 07 destes docentes estão também envolvidos em atividade de administrativas (Decanato de Administração, Direção do DAARG, Vice-Diretoria do IT, Chefia do DEQ, Sub-Chefia do DEQ, Coordenação de Graduação, Coordenação de Pós-Graduação, Coordenação do Vestibular, - Atuação no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química (PPGEQ), desde o ano 2000.

5 Procura no Vestibular para o Curso de Graduação em Engenharia Química
Figura 1. Relação entre candidatos/vagas para o curso de graduação em Engenharia Química entre os anos de 1990 – 2008 (Dados fornecidos pela COINFO/UFRRJ).

6 Perfil do Egresso Atual
O Engenheiro Químico, atualmente tem que estar apto a resolver problemas relacionados a: Projeto, Construção, Instalações e Operação de Plantas Industriais, envolvendo praticamente qualquer tipo de transformação de materiais em níveis moleculares ou macroscópicos, em pequena ou larga escala, em operações contínuas ou batelada. A característica multidisciplinar dessa profissão acarreta em sobreposição com outras atividades de áreas correlatas. Assim, o graduado em Engenharia Química pela UFRRJ deve ser capaz de atuar em vários setores, como: industrial, de direção, de projeto, de magistério etc.

7 Perfil do Egresso Atual
Desempenho de cargos e funções técnicas. Pesquisa e desenvolvimento de métodos e produtos em geral. Produção, tratamentos prévios e complementares de produtos e resíduos. Operação e manutenção de equipamentos e instalações; execução de trabalhos técnicos. Condução e controle de operações e processos industriais, de trabalhos técnicos, reparos e manutenção. Pesquisa e desenvolvimento de operações e processos industriais. Estudos, elaboração e execução de projetos de processamento. Estudo de viabilidade técnica e técnico-econômica de projetos e processos. Direção, supervisão, coordenação, orientação e responsabilidade técnica. Vistoria, perícia, avaliação e serviços técnicos; elaboração de pareceres, laudos e atestados. Exercício do magistério (respeitada a legislação específica).

8 Empregabilidade do Engenheiro Químico da UFRRJ
Tabela 1. Dados obtidos dos Formados, desde o ano de 2003. Período * Número Total de Formados em cada Período Formados contatados ** Formados Trabalhando e sem Pós-Graduação ** Formados Trabalhando e com Pós-Graduação ** Formados com Pós-Graduação 2003-1º 15 4 1 --- 3 2003-2º 21 2004-1º 13 2 2004-2º 10 ---- 2005-1º 17 2005-2º 16 6 2005-3º 5 2006-1º 11 2006-2º 19 12 2007-1º 8 2007-2º Total 146 58 14 34 * Informações cedidas pelo DEG/UFRRJ ** Informações cedidas pelos formados

9 Matriz Curricular Atual do Curso de Graduação em Engenharia Química
Tabela 2. Unidades/Departamentos que oferecem as disciplinas obrigatórias para o curso de graduação em Engenharia Química Unidade/UFRRJ Departamentos Número de Disciplinas Oferecidas ao Curso Instituto de Ciências Exatas - ICE Departamento de Física – DEFIS (IC 100) 06 Departamento de Matemática – DEMAT (IC 200) Departamento de Química – DEQUIM (IC 300 e IC 600) 13 Instituto de Tecnologia - IT Departamento de Arquitetura e Urbanismo – DAU (IT 400) 01 Departamento de Engenharia Química – DEQ (IT 300) 20 Instituto de Ciências Humanas e Sociais - ICHS Departamento de Ciências Administrativas e Contábeis – DCAC (IH 100) 02

10 Grade Curricular do curso de Graduação
em Engenharia Química

11 Indicadores Quantitativos – Número de Discentes Ativos
Figura 3. Número de discentes ativos por período letivo, entre 2003 e 2008 (Dados obtidos através do programa SCAG/UFRRJ).

12 Indicadores Quantitativos –
Formados por Semestre Figura 8. Número de discentes formados por período, desde o ano de 2005 (Dados fornecidos pela COINFO/UFRRJ).

13 Indicadores Quantitativos –
Vagas Perdidas Transf. Intern. M=0,53% Trancamento M=11,6% Evasão M=3,7% Formados M=4,8% Figura 4. Número de discentes efetivos e de vagas perdidas por semestre, entre 2003 e 2008 (Dados fornecidos pela COINFO/UFRRJ).

14 Indicadores Quantitativos - IAA
Figura 6. Percentagem de discentes distribuídos pelo Índice de Aproveitamento Acumulado (IAA), por semestre, entre 2003 – 2007 (Dados fornecidos pela COINFO/UFRRJ).

15 Indicadores Quantitativos - CRA
Figura 7. Percentagem de discentes do curso de graduação em Engenharia Química distribuídos pelo Coeficiente de Rendimento Acumulado (CRA) no ano de º (Dados fornecidos pela COINFO/UFRRJ).

16 Indicadores Quantitativos – ENADE
Tabela 3 – Dados do desempenho dos discentes de graduação em Engenharia Química no ENADE 2005 Nome da IES, Município, Curso Ano Média da Formação Geral Média do Componente Específico Média Geral Enade Conceito (1 a 5) IDD Índice (-3 a 3) IDD Conceito (1 a 5) Conceito Curso * (1 a 5) Ingres. Concl. UFRRJ, Seropédica, Engenharia (Grupo IV) - Engenharia Industrial Química e Engenharia Química. 2005 52,2 62,1 22,5 35,1 29,9 41,9 3 1,157 4 * O Conceito do Curso estará disponível após a avaliação in loco do curso.

17 Indicadores Quantitativos – ENADE
Tabela 12. Resultados do Questionário Sócio-Econômico do Curso – ENADE-2005. Indicadores Quantitativos – ENADE Tabela 4 – Resultados do Questionário Sócio-Econômico do Curso ENADE-2005.

18 Infra-estrutura – Instituto de Tecnologia
O Instituto de Tecnologia - IT conta com 04 Departamentos distribuídos numa área de 3.041,1 m2. Nessa área está localizado o Pavilhão de Aulas do IT com 1.260,0 m2. As salas de aula das disciplinas ministradas pelo Departamento de Engenharia Química (DEQ) estão concentradas no Pavilhão de Aulas do Instituto de Tecnologia. Esse Pavilhão de Aulas conta com 24 salas de aula, 01 auditório e 02 banheiros, compartilhados pelos discentes dos cursos de Engenharia Química, Engenharia de Alimentos, Engenharia de Agrimensura, Engenharia Agrícola e Arquitetura e Urbanismo, além das sedes administrativas dos Departamentos de Engenharia (DE) e Departamento de Arquitetura e Urbanismo (DAU).

19 Infra-estrutura – Salas de Aula do IT 5 (sala da Pós-Graduação da EQ)
Tabela 4. Infra-estrutura do Pavilhão de Aulas do IT Pavilhão de Aulas do IT Sala Área (m2) Mobiliário Quantitativo 1 69,75 cadeiras 60 15 59,61 pranchetas 40 2 85,07 70 16 84,07 3 70,11 17 67,98 55 4 69,37 19 41,12 30 5 (sala da Pós-Graduação da EQ) 28,86 20 41,68 12 23 65 13 24 14 41,25

20 (Coordenação da Graduação)
Infra-estrutura – DEQ (Coordenação da Graduação)

21 Infra-estrutura – Laboratórios do DEQ

22 Forças e Potencialidades do Curso de Graduação em Engenharia Química
Capacitação do corpo de docentes do DEQ; Orientação Acadêmica - Docentes do Departamento de Engenharia Química (DEQ) Criação da Coordenação de Estágio e acompanhamento do Estágio Supervisionado e das atividades complementares, pela Coordenação do curso; Integração entre discentes do curso de Graduação e do Programa de Pós-graduação em Engenharia Química (PPGEQ) - DEQ/UFRRJ, no desenvolvimento de projetos de pesquisa; Concluintes da graduação dando continuidade à sua capacitação no Programa de Pós-graduação em Engenharia Química (PPGEQ).

23 Fragilidades e Pontos que requerem melhorias do Curso de Graduação em EQ
Carência de vagas nas disciplinas do grupo das Ciências Básicas; Carência de docentes responsáveis pela oferta dessas disciplinas do grupo das Ciências Básicas; Índice de reprovação considerável em algumas disciplinas do grupo das Ciências Básicas, da grade curricular Necessidade de melhoria da infra-estrutura dos laboratórios do DEQ e aumento do número de salas de aula do Pavilhão do IT; Código de Disciplina Semestre Letivo 2005-2º 2006-1º 2006-2º 2007-1º 2007-2º 2008-1º A R IC241 80 20 84 16 67 33 54 46 IC280 65 35 52 48 62 38 44 IC397 100 78 17 73 27 57 43 IC370 68 32 56 58 42

24 Relação Professor/Aluno, por Semestre
Figura 9. Médias do número de discentes, por docentes do DEQ, nas disciplinas oferecidas para a Engenharia Química e em todas as disciplinas oferecidas pelo DEQ.


Carregar ppt "Coordenação de Graduação Professora Dilma Alves Costa – DEQ/IT"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google