A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A experiência do IPN no interface Universidade/Empresa Carlos Cerqueira, Director de Inovação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A experiência do IPN no interface Universidade/Empresa Carlos Cerqueira, Director de Inovação."— Transcrição da apresentação:

1 A experiência do IPN no interface Universidade/Empresa Carlos Cerqueira, Director de Inovação

2 O Instituto Pedro Nunes Criado em 1991 pela Universidade de Coimbra Promove a inovação na área científica e tecnológica, através da promoção tecnológica e organizativa do tecido produtivo.

3 O Instituto Pedro Nunes I&DT INCUBAÇÃO FORMAÇÃO

4 Laboratórios de I&DT I&DT INCUBAÇÃO FORMAÇÃO · Projectos de I&DT em consórcio com empresas · Inovação e Desenvolvimento Tecnológico · Transferência de Tecnologia Laboratório de Automação e Sistemas (LAS) Laboratório de Ensaios, Desgaste e Materiais (LED&MAT) Laboratório de Informática e Sistemas (LIS) Laboratório de Electroanálise e Corrosão (LEC) Laboratório de Geotecnia (LABGEO) Laboratório de Ciências Farmacêuticas (LABPHARM)

5 LABORATÓRIOS DE I&DT – CASO PRÁTICO 1 PROJECTO SILVER Necessidade · Resolver o problema do escurecimento dos artigos em prata, com especial destaque para as filigranas, que acarreta uma diminuição das exportações. · A globalidade deste sector industrial português sente abaixamento da quota de mercado de cerca de 60% só no Japão Abordagem · Co-financiamento da Agência de Inovação, Programa IDEIA · I&DT em consórcio: Instituto Pedro Nunes (LED&MAT) + Empresa Ferreira Marques & Irmão Resultados · Um tipo de revestimento baseado em prata, capaz de evitar o escurecimento superficial, resistir ao desgaste e aos agentes químicos · Processo de protecção capaz de não alterar a composição química do material de base · Teste sobre peças à escala real I&DT

6 LABORATÓRIOS DE I&DT – CASO PRÁTICO 2 I&DT ABRASIVIDADE DO PAPEL Necessidade · Desenvolver metodologia de ensaios de abrasividade do papel · Desenvolver metodologia de análise qualitativa da superfície do papel para utilização no Laboratório de controlo de qualidade Abordagem · I&DT por contrato: Instituto Pedro Nunes (LED&MAT) + Soporcel · Desenvolvimento de sistema dirigido às necessidades específicas do cliente Resultados: · Novas metodologias de ensaio (patenteadas) · Protótipos funcionais · Geração de novo conhecimento sobre o comportamento dos materiais (papel)

7 INCUBADORA DE EMPRESAS

8 I&DT INCUBAÇÃO FORMAÇÃO · Promoção do empreendedorismo · Apoio a empresas de base tecnológica. Novo edifício: desde Agosto 2007

9 INCUBADORA: SERVIÇOS Espaço e Logística Salas: 20,28,33,40,56,66 m 2 Mobiliário, Internet, Correio, Fax, Salas de Reuniões Incubação Física Incubação Virtual Start Follow-up Promoção e Networking Projectos Nacionais e Internacionais Eventos matching Plano de Negócios Validação Tecnológica Estudo de Viabilidade Escrita e Discussão Acesso a Financiamento Fundos Nacionais e Europeus Banca, Business Angels, Capital de Risco Serviços Financeiros Contabilidade Geral Processamento Salários Dossier Fiscal Acesso ao Conhecimento Universidade de Coimbra Instituições I&D Consultoria Formação Tecnológica, Gestão, Acesso a Salas Auditório Prop. Intelectual Contratos Transf. Tecnologia Patentes, Marcas INCUBADORA

10

11 RESULTADOS · Postos de trabalho > 300 · % exportação / V.neg 70%. Despesas de I&DT / V. neg 12% · Nº de spin offs geradas: 5 · Delegações nos EUA, UK, Brasil, Moçambique, Roménia CONTEXTO · Software para sistemas críticos · Projectos para a indústria nacional e internacional (NASA) PROMOTORES · 3 Investigadores do Departamento de Engª Informática INCUBADORA DE EMPRESAS – CASO PRÁTICO 1 CRITICAL SOFTWARE Tecnologias de Informação para Sistemas Críticos INCUBADORA

12

13

14

15

16

17 RESULTADOS · Postos de trabalho > 100 · % exportação / V.neg 65%. Despesas de I&DT / V. neg 20% · Mercado global CONTEXTO · Know-how adquirido · Interesse por parte da Telecel/Vodafone PROMOTORES · Liderada por Investigador da FCTUC · Equipa de desenvolvimento com origem no LIS INCUBADORA DE EMPRESAS – CASO PRÁTICO 2 WIT Software Consultadoria e Desenvolvimento de Software para a Internet Móvel INCUBADORA

18

19

20

21 RESULTADOS · 3ª maior empresa europeia do sector · Postos de trabalho > 70 · Presença em Espanha e Itália · % exportação / V.neg 30%. Despesas de I&DT / V. neg 6% CONTEXTO · Prestar servi ç o de criopreserva ç ão de c é lulas estaminais do cordão umbilical. Fazer investiga ç ão sobre as suas poss í veis aplica ç ões terapêuticas. · Servi ç o inexistente em Portugal PROMOTORES · 4 Jovens Licenciados em Bioqu í mica pela FCTUC e um em Economia pela FEUC. · 2 deles são Bolseiros de Doutoramento (Estocolmo e Coimbra) INCUBADORA DE EMPRESAS – CASO PRÁTICO 3 CRIOESTAMINAL Criopreservação de células estaminais do cordão umbilical INCUBADORA

22

23

24

25

26 INCUBADORA DE EMPRESAS EMPRESAS SPIN-OFF INCUBADORA

27 INCUBADORA DE EMPRESAS REPARTIÇÃO DAS EMPRESAS POR SECTOR DE ACTIVIDADE INCUBADORA

28 15 ANOS DE INCUBAÇÃO (1996 a 2010) · Total de Empresas (Dez. 2010): > 150 · Nº de empresas em Actividade > 80% · Volume de Negócios (2010) > 70 M % de exportação > 35% · Emprego Directo Qualificado > INCUBADORA DE EMPRESAS – RESULTADOS INCUBADORA

29

30

31 EMPREEDEDORES INVESTIDORESSTART-UPS ESTUDANTES ESTADO E SECTOR ASSOCIATIVO QUADROS SECTOR EMPRESARIAL INVESTIGADORES FORMAÇÃO INTERFACE UNIVERSIDADE/EMPRESAS RTD INCUBAÇÃO

32 TICE.PT · TICE.Health · TICE.mobilidade Health Cluster Portugal · DHMS · AAL4all TOOL NET · Tooling Edge INOVcluster (agro-industrial). InovWine RIERC Rede de Incubação e Empreendorismo da região Centro GAPI Rede de Gabinetes de Apoio à Propriedade Industrial REDES NACIONAIS REDES INTERNACIONAIS EARTO European Association of Research and Technology Organisations TII European Association for the Transfer of Technologies, Innovation and Industrial Information PROTON Europe European Knowledge Transfer Association INCUBATOR FORUM EBN European Business & Innovation Centre Network UTEN University Technology Enterprise Network INTERFACE UNIVERSIDADE/EMPRESAS

33 ? FUTURO I&DT INCUBAÇÃO FORMAÇÃO I&DT INCUBAÇÃO FORMAÇÃO ACELERAÇÃO

34 ACELERADORA DE EMPRESAS Localização · Pólo II da Universidade, contígua ao ISEC (Instituto Politécnico) · Zona de elevada Concentração de Infraestruturas Tecnológicas (Académicas, I&DT, Transferência de Tecnologia) · Integrada na cidade Área a construir m2 Objectivo Acelerar o crescimento das empresas: · apoio mais diversificado, após a fase de incubação. acesso ao conhecimento · apoio na internacionalização · usofruto de ambiente propiciador de inovação.

35 ACELERADORA DE EMPRESAS

36 O Instituto Pedro Nunes ? I&DT INCUBAÇÃO FORMAÇÃO ACELERAÇÃO

37 INSTITUTO PEDRO NUNES Associação para a Inovação e Desenvolvimento em Ciência e Tecnologia Rua Pedro Nunes Coimbra PORTUGAL INSTITUTO PEDRO NUNES Association for Innovation and Development in Science and Technology Rua Pedro Nunes Coimbra PORTUGAL Tel Fax Carlos Cerqueira Dep. de Valorização do Conhecimento e Inovação


Carregar ppt "A experiência do IPN no interface Universidade/Empresa Carlos Cerqueira, Director de Inovação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google