A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP Departamento de Computação - DECOM Programação de Computadores I – BCC701 www.decom.ufop.br/moodle.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP Departamento de Computação - DECOM Programação de Computadores I – BCC701 www.decom.ufop.br/moodle."— Transcrição da apresentação:

1 1 Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP Departamento de Computação - DECOM Programação de Computadores I – BCC701

2 No circuito abaixo, temos uma fonte de voltagem V=120V, com uma resistência interna R s =50Ω, suprindo uma carga de resistência R L. Qual é o valor da resistência que resulta na potência máxima fornecida pela fonte para a carga? Qual é a potência fornecida nesse caso? 2

3 Precisamos variar a resistência de carga R L e computar o valor da potência, para a cada valor de R L. A potência fornecida para a resistência de carga é dada pela equação: P L = I 2 R L onde I é a corrente fornecida para a carga, calculada, conforme a lei de Ohm, como: I = V/(R S +R L ) 3

4 Os valores para a resistência de carga R L devem variar de 1 Ω até 100Ω, de 1 em 1Ω. Como podemos construir uma tabela dos possíveis valores para a resistência R L ? Como podemos computar o valor da potência para a cada valor de R L ? 4

5 A unidade básica de dados em Scilab é uma matriz. Uma matriz é uma coleção de valores, organizados em linhas e colunas, tal como uma tabela. Exemplos: a = é uma matriz de dimensão1x4 1 2 b = 3 4 é uma matriz de dimensão 3x

6 - -> pesos = [ ] pesos = > notas = [ 8, 7, 10 ] notas = > massa(1) ans = >notas(3) ans = cria uma matriz 1x3, contendo os valores e 78.5, e atribui essa matriz à variável de nome massa elementos em uma mesma linha da matriz podem ser escritos separados por espaços em branco ou por vírgulas. elementos individuais de uma matriz são identificados pelo nome da matriz e pelo índice da linha e da coluna em que ele ocorre na matriz

7 - -> a = [1,3,5,7; 2,4,6,8 ] a = > a(1,3) ans = 5. --> a(2,1) ans = 2. 7 cria uma matriz 2x4 e atribui essa matriz à variável a as linhas da matriz são separadas por ; elementos individuais de uma matriz são identificados pelo nome da matriz e pelo índice da linha e da coluna em que ele ocorre na matriz

8 - -> b = [10;30;50+4] a = > a(2,1) = b(3,1)+10 a = cria uma matriz 3x1 e atribui essa matriz à variável b podemos atribuir valores a elementos individuais de uma matriz um elemento de uma matriz pode ser uma expressão

9 Seja M a matriz criada pelo seguinte comando: - -> M = [1,3;2,4;5,7] 1. Qual é a dimensão da matriz M? 2. Qual seria o resultado da execução de da seguinte sequência de comandos Scilab? --> x = M(2,1)*3 --> y = M(1,3) --> M(2,1) = M(1,2) x2 x = 6 error 21 – Invalid index M =

10 É fácil criar uma matriz listando explicitamente seus elementos: - -> M = [1,3;2,4;5,7] Mas, e se a matriz contiver centenas ou milhares de elementos? - -> X = [1:2:10] X = valor inicialvalor final incremento

11 Também podemos usar a notação : : para criar matrizes de mais de uma dimensão: - -> M = [1:1:3; 10:10:30; 2:2:6] M =

12 - -> A = [1:4] A = > B = [1:4]*5 B = valor inicialvalor final se o incremento for omitido, ele é considerado igual a 1 multiplicação de matrizes: o valor 5 é visto como uma matriz 1x1

13 --> F = [1:3] F = > G = [1:3] G = operador de transposição de matriz - -> H = [F F] H = > I = [G G] I = matrizes podem ser criadas a partir de outras matrizes

14 O valor tensão na fonte é 120V e o valor da resistência interna Rs é 50 Ω. Os valores para a resistência de carga R L devem variar de 1 Ω até 100Ω, de 1 em 1Ω. Como podemos construir uma tabela dos possíveis valores para a resistência R L ? 14 V = 120 // voltagem da fonte (Volts) RS = 50 // resistência interna (Ohms) RL = [1:100] // resistência de carga(Ohms)

15 Agora queremos calcular o valor da corrente para cada possível valor da resistência de carga R L, sendo o valor da corrente dado por: I = V/(R S +R L ) Como podemos fazer isso? 15

16 Todos os operadores aritméticos se aplicam também sobre matrizes: A + B A - B C * D C / D Veremos mais sobre essas operações futuramente 16 soma/subtração de matrizes A e B devem ser de mesma dimensão produto/divisão de matrizes: C e D devem ter dimensões (nxm) e (mxp) o resultado é uma matriz de dimensão (nxp)

17 No nosso problema, o que queremos é aplicar uma determinada operação a todos os elementos da matriz R L, obtendo uma matriz dos resultados correspondentes: I = V/(R S +R L ) Como podemos fazer isso? 17 Ia = V./ (Rs + Rl) // corrente (Amperes) soma o valor de R S a cada elemento de R L divide o valor de V por cada elemento da matriz resultante

18 Agora queremos calcular a potência na resistência de carga R L para cada possível valor da corrente e da resistência: P = I 2 R L Como podemos calcular a matriz de potências? 18 Ia = V./ (Rs + Rl) // corrente (Amperes) soma o valor de R S a cada elemento de R L divide o valor de V por cada elemento da matriz resultante o resultado é uma matriz de mesma dimensão que R L

19 19 P = (Ia.^ 2).* Rl) // potência (Watts) multiplica cada elemento da matriz resultante pelo elemento correspondente na matriz R L eleva ao quadrado cada elemento da matriz I

20 Para encontrar o valor da potência máxima, vamos plotar o gráfico Potência X Resistência de carga 20 V = 120 // voltagem da fonte (Volts) RS = 50 // resistência interna (Ohms) RL = [1:100] // resistência de carga(Ohms) Ia = V./ (Rs.+ Rl) // corrente (Amperes) P = (Ia.^ 2).* Rl) // potência (Watts)

21 21 // gráfico da potência versus resistência plot (Rl,P) // resistência interna (Ohms) title(Potência versus Resistência) xlabel(Resistência de carga (ohms)) ylabel(Potência (watts))

22 22

23 Podemos obter o valor da resistência de carga para a qual a potência é máxima inspecionando o gráfico de Potência versus Resistência de carga. Mas podemos também usar funções pre-definidas em Scilab para obter este valor: 23 [Pmax,i] = max(P) // potência máxima Rmax = Rl(i) a função max, aplicada a uma matriz, retorna dois valores: 1)o valor máximo contido na matriz 2) o índice da posição em que esse valor máximo ocorre na matriz o valor da resistência para a qual a potência é máxima pode ser obtida na posição correspondente na matriz R L

24 Estude o capítulo 2 do livro: Stephen J. Chapman: Programação em MathLab para Engenheiros A seção 2.14 contém um resumo do capítulo e uma relação de operadores e funções pre-definidos em Scilab Procure fazer os exercícios desse capítulo 24


Carregar ppt "1 Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP Departamento de Computação - DECOM Programação de Computadores I – BCC701 www.decom.ufop.br/moodle."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google