A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROTOZOA Kinetoplastida (Trypanossoma, Leishmania) Ciliophora (Paramecium, Balantidium) Apicomplexa (Plasmodium, Toxoplasma) Amebóides (Entamoeba)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROTOZOA Kinetoplastida (Trypanossoma, Leishmania) Ciliophora (Paramecium, Balantidium) Apicomplexa (Plasmodium, Toxoplasma) Amebóides (Entamoeba)"— Transcrição da apresentação:

1 PROTOZOA Kinetoplastida (Trypanossoma, Leishmania) Ciliophora (Paramecium, Balantidium) Apicomplexa (Plasmodium, Toxoplasma) Amebóides (Entamoeba)

2 Protozoa espécies descritas (+ da metade fósseis); célula única eucariótica; muitos heterotróficos; anteriormente filo Protozoa dentro Reino Animal hoje 17 filos (Brusca; Brusca, 2007) Unicelulares – característica única; Complexidade estrutural para adaptação a diversos ambientes; Solitários ou coloniais; Tamanho variado; Vida livre (mar, água doce, solo úmido); parasitas, comensais e mutualistas

3 ORGANELAS DOS PROTOZOÁRIOS Corpo limitado membrana celular; Rigidez, flexibilidade e forma do corpo – depende citoesqueleto; Citoesqueleto + organelas + membrana celular = película = tipo parede corporal

4 Membrana celular separa o restante da célula do exterior; regula o interior da célula para um funcionamento ideal ao manter as condições internas mais ou menos específicas e constantes; controla o que pode entrar e sair da célula, a responsividade da mesma aos estímulos externos, a seletividade com que ela é ligada a outras células ou a um substrato e a manutenção da forma celular. A estrutura em duas camadas da membrana celular resulta dos fosfolipídios e proteínas.

5 As superfícies externas expostas de membrana de proteínas e lipídios podem ter carboidratos presos a elas como caudas que irradiam no meio circundante. Juntas, essas caudas e especialmente suas proteínas periféricas extracelulares formam um glicocálix. Glicocálix é uma importante barreira fisiológica que forma um molde no qual os exoesqueletos são secretados, e regulam a ligação a moléculas de sinalização e a superfícies, assim como a outras células.

6

7 CITOESQUELETO - proteínas, microtúbulos ou vesículas proteínas formam malha de suporte densa = epiplasma (flagelado e ciliados) microtúbulos = flagelados, esporozoários e ciliados – arranjam-se colete microtubular – flagelados – originam corpos basais flagelares e irradiam-se para extremidade como esqueleto axial = axóstilo – radiolários e heliozoários – feixes de microtúbulos irradiam-se para fora a partir do centrossomo, cada feixe em forma de raio - axópodo

8 vesículas – ocorrem abaixo da membrana celular – esporozoários e ciliados – vesículas achatadas – formam camada contínua abaixo membrana celular = alvéolos – alveólos vazios (ciliados) – túrgidos – sustentação célula

9 ORGANELAS LOCOMOTORAS Flagelos, cílios ou pseudópodes Flagelos são tipicamente longos e sua movimentação é uma complexa ondulação em forma de chicote. Cílios, por outro lado, são curtos e sua movimentação é rígida e em forma de remo. Distinção não é precisa e sua ultra-estrutura é idêntica.

10 Um flagelo ou um cílio único é construído por um cabo elétrico com uma bainha membranosa externa e um núcleo fibroso interno (Fig. 2.2). Microtúbulo único Corpúsculo basal Centríolo acessório Raiz microtúbulo

11 O núcleo interno compõe-se de microtúbulos e de outras proteínas juntos - o axonema. Axonema consiste: 2 microtúbulos únicos centrais envolvidos por nove microtúbulos externos e envolvido por uma bainha contínua à membrana celular. A curvatura do flagelo é causada pelo deslizamento ativo dos duplos adjacentes entre si. (Coloque suas mãos e dedos juntos, palma com palma, e mova simultaneamente os seus dedos indicadores de lado a lado.)

12 Todos os flagelos e cílios surgem da ancoram-se no corpo basal que repousa imediatamente abaixo da superfície celular. Quando distribuem-se os corpos basais às células- filhas durante a mitose, eles arranjam-se tipicamente em cada pólo do fuso mitótico e são então designados como centríolos. Uma região ao redor dos corpos basais e dos centríolos, chamada de centro organizador dos microtúbulos (COMT), controla o grupo organizado de microtúbulos.

13 ´Célula em Mitose

14 Flagelo propaga uma onda da célula à ponta flagelar que empurra a primeira para frente ou empurra a água para fora adiante de uma célula estacionária.

15 Os cílios são curtos, comumente numerosos, densamente arranjados e especialmente bem representados nos protozoários ciliados. Os cílios não batem simultaneamente, mas ao invés disso, sequencialmente em cada fileira longitudinal.

16 Pseudópodes A locomoção ameboide é uma espécie de rastejamento celular; A formação dos pseudópodes envolve o movimento de citoplasma e organelas que são arrastadas para frente e para dentro movimentando o protozoário para frente e o ciclo é repetido; A projeção do pseudópode envolve uma mudança de fase, de sólido para líquido. A camada citoplasmática externa (ectoplasma) é um gel rígido enquanto o citoplasma interno (endoplasma) é um sol fluído.

17 Um pseudópode é formado em um local do ectoplasma no qual o gel se liquefaz e permite escorrer o endoplasma fluído. A medida que pseudópode avança seu citoplasma superficial muda de líquido para gel (exceto na ponta do pseudopode) e forma um tubo semi-rígido através do qual escorre o citoplasma posterior e as organelas. Modelo atual do movimento ameboide é análogo ao da contração muscular.

18 NUTRIÇÃO Absorvem nutrientes orgânicos do ambiente; Ingerem partículas alimentares – fagocitose – pinocitose; Digestão intracelular; Protozoários que vivem trato digestivo dos animais – anaeróbicos obrigatórios;

19 Vivem água – com decomposição matéria orgânica – anaeróbicos facultativos ; Disponibilidade de alimento e oxigênio associado a degradação resultam sucessão distinta de populações e espécies de protozoários; Importantes monitoramento de poluição – resposta rápida as alterações ambientais – indicativas de oxigênio reduzido.

20 As substâncias entram nas células dos protozoários e nas células dos outros eucariontes de várias maneiras. Os canais proteicos de membrana celular proporcionam uma difusão passiva de água, íons e moléculas pequenas, tais como açúcares e aminoácidos. Alguns funcionam com bombas consumidoras de energia, transportando ativamente determinadas moléculas ou movendo íons para dentro ou para fora, contra o seu gradiente de concentração.

21 Alguns materiais extracelulares entram em uma célula em buracos diminutos na membrana celular que mais tarde contraem-se internamente - um processo chamado endocitose. A pinocitose é uma forma inespecífica de endocitose na qual a taxa de consumo está em proporção simples com a concentração externa do material a ser absorvido. A água, os íons e as moléculas pequenas podem ser absorvidos por meio de pinocitose

22 A endocitose mediada por receptores traz para dentro as proteínas e as outras macromoléculas em uma taxa maior que a prevista pelo gradiente de concentração. Essas substâncias conjugam-se com receptores de membrana específicos antes de internalizarem-se nas vesículas. A fagocitose é o engolfamento de partículas grandes, tais como bactérias e protozoários, e seu aprisionamento dentro de vesículas relativamente grandes.

23 Alta concentração de partículas alimentares Partícula alimentar maior Receptores variados Vesícula em formação Membrana celular Receptor PINOCITOSEFAGOCITOSE ENDOCITOSE MEDIADA POR RECEPTORES

24 Digestão O alimento ingerido ocupa uma vesícula ou Vacúolo alimentar, que se conjuga e se funde aos lisossomos primários. Os ácidos lisossômicos e as enzimas hidrolíticas são liberadas no interior do Vacúolo. Os produtos da digestão intracelular difundem-se do Vacúolo para o citoplasma celular O material indigerível é liberado da célula para o exterior por meio da fusão da vesícula residual com a membrana celular em um processo denominado exocitose.

25

26 OSMORREGULAÇÃO Protozoários de água-doce remoção excesso de água (regulação volume) e ajuste concentração e proporção de íons internos (regulação iônica); através transporte iônico ativo na membrana celular e sistema de organelas de bombeamento de água e íons = o complexo vacuolar contrátil.

27

28 REPRODUÇÃO Maioria reprodução assexuada (mitose); Divisão do organismo em 2 ou + células-filhas = fissão – Fissão binária = 2 células filhas semelhantes; – Fissão múltipla ou esquizogonia = várias divisões nucleares célula em número células-filhas (parasitas); – Plasmotomia – considerado uma forma de brotamento – o adulto multinucleado se divide em 2 células-filhas multinucleada; – Endopoligenia (esquizogônia) – brotamento interno – células filhas se formam no interior do citoplasma da célula mãe.

29 Reprodução sexuada Vantagem a geração e manutenção da variação genética nas populações e espécies; Protistas ocorre a MEIOSE – formação de células haplóides (gametas) fusão de gametas. Singamia fusão gametas Isogamia - gametas semelhantes Anisogamia – gametas distintos

30 Conjugação – mistura genética para a troca de material nuclear entre protozoários Encistamento – espécies de água doce – parasitas; Formação cisto – protozoário secreta envelope espessado; Cisto resistente dessecação ou baixas temperaturas; Encistamento – cílios e flagelos são reabsorvidos e complexo de Golgi secreta o material da parede do cisto levado por vesículas até a superfície da membrana e eliminado.


Carregar ppt "PROTOZOA Kinetoplastida (Trypanossoma, Leishmania) Ciliophora (Paramecium, Balantidium) Apicomplexa (Plasmodium, Toxoplasma) Amebóides (Entamoeba)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google