A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ANÁLISE DE BALANÇOS Prof. Dr. Ludwig Einstein Agurto Plata.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ANÁLISE DE BALANÇOS Prof. Dr. Ludwig Einstein Agurto Plata."— Transcrição da apresentação:

1 ANÁLISE DE BALANÇOS Prof. Dr. Ludwig Einstein Agurto Plata

2 ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS - Importância 2 Administradores internos da empresa: Desempenho retrospectivo e prospectivo das várias decisões tomadas. Demais analistas externos: Acionista e Investidor: lucro líquido, desempenho das ações no mercado e dividendos, risco financeiro e liquidez no pagamento de dividendos; Credor: Capacidade de honrar os compromissos assumidos, resultados econômicos como fatores determinantes da continuidade da empresa.

3 ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS - Critérios 3 Fonte de informações: Balanço Patrimonial e Demonstração de Resultados. Procedimentos Preliminares: 1. Reclassificação das contas : Duplicatas e Saques de Exportação Descontados empréstimos; Resultado de Exercícios Futuros Patrimônio Líquido; 2. Demonstrações Financeiras com correção integral e a valor presente.

4 Capital Circulante Líquido ou Capital de Giro Líquido CCL = AC – PC 4 Direitos menos obrigações de curto prazo, indicam margem de segurança para honrar os compromissos de Curto Prazo. Logo: 1. AC > PC positivo - Liquidez 2. AC = PC nulo 3. AC < PC negativo – aperto de liquidez Razões da necessidade de CCL positivo: a) Certeza dos pagamentos e incerteza dos recebimentos; b) Inexistência de sincronização entre os recebimentos e pagamentos.

5 ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 5 Uma das técnicas de aplicação mais simples, entretanto entre as mais importantes, consiste nas avaliação do desempenho empresarial, através da análise: vertical e Horizontal Para facilidade didática consideraremos as demonstrações livres dos efeitos inflacionários. Entretanto, sempre lembrar que a correção integral pode distorcer o permanente e o PL.

6 Análise Vertical 6 Permite mostrar o percentual de participação relativa de cada item do Balanço Patrimonial e da demonstração de Resultado do Exercício, em relação ao seu respectivo grupo e ao total a que pertence. No caso do Ativo e do Passivo é obtido através do coeficiente do valor de cada item pelo seu respectivo referencial, qual seja, Ativo Total ou Passivo Total. Na DRE, a Receita Líquida é o referencial básico para cálculo do coeficiente de participação percentual de cada item.

7 Análise Vertical 7 1. Redução dos investimentos de curto prazo; 2. Elevação das aplicações de Longo Prazo; 3. Aumento do Passivo Circulante; 4. Diminuição do Exigível a LP; Conclusões: Empresa encaminhando para um aperto de liquidez. Maior preferência por recursos próprios, ao invés de recursos de terceiros, em sua estrutura de financiamento de longo prazo. Eventualmente pode denotar sazonalidade enconômica, sugerindo escassez de recursos de financiamento de longo prazo.

8 Analise horizontal 8 Expressa a evolução dos itens das demonstrações contábeis de exercícios consecutivos, através de números-índices, estabelecendo os itens do exercício mais antigo como índice- base 100. Mostra a participação (%) de cada elemento no total, tanto no Balanço Patrimonial, como na Demonstração do Resultado do Exercício. No Balanço, a base 100% será o Ativo Total ou o Passivo Total. Na DRE, a base 100% será a Receita Líquida de Vendas ou Serviços. *regra de 3 simples Limitações: 1. Item do exercício base igual a zero, índice-base não serve de padrão pois os itens dos exercícios subsequentes são indivisíveis; 2. Item do exercício base igual a número negativo, variando para positivo no exercício seguinte e vice-versa.

9 ANÁLISE HORIZONTAL 9 Compara cada elemento do ano-base com o ano imediatamente anterior, para medir qual foi o crescimento ou a evolução patrimonial. No Balanço e na DRE, o ano anterior é a base 100%. O resultado líquido do ano-base (após tirar de 100) revela se houve acréscimo ou decréscimo (em %).

10 Balanço Patrimonial. Empresa BB&M, dez/2008 – Dez/ ContasDEZ.-08 ($000)DEZ.-09 ($000) ATIVO Ativo Ciculante Ralizavel a Longo Prazo Ativo Fixo total PASSIVO Passivo Circulante Passivo não Circulante Patrinônio Lquido total

11 Analise vertical e Horizontal 11 Empresa BB&M. Lmta. Balanço Patrimonial Analise vertical e Horizontal dez/ dez/2009 Contas DEZ.-08 ($000) AHAV DEZ.-09 ($000) AHAV Ativo Ciculante Ralizavel a Longo Prazo Ativo Fixo total Passivo Circulante Passivo não Circulante Patrinônio Lquido total

12 Analise vertical e Horizontal 12 Empresa BB&M. Lmta. Balanço Patrimonial Analise vertical e Horizonta dez/ dez/2009 Contas DEZ.-08 ($000) AHAV DEZ.-09 ($000) AHAV Ativo Ciculante % 45, ,0 49,6 Ralizavel a Longo Prazo 63100% 0, ,2 1,3 Ativo Fixo % 54, ,9 49,1 total % 100, ,2 100,0 Passivo Circulante % 46, ,8 53,9 Passivo não Circulante % 8, ,0 9,7 Patrinônio Lquido % 44, ,7 36,4 total % 100, ,2 100,0

13 DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO DO EXERCÍCIO -DRE 13

14 Análise vertical e horizontal do DRE 14

15 15 FÓRMULAS: ANÁLISE VERTICAL ANÁLISE DO BALANÇO PATRIMONIAL AV – ATIVO = CONTA X 100 VALOR TOTAL DO ATIVO AV – PASSIVO = CONTA X 100 VALOR TOTAL DO PASSIVO NA HP 12C VALOR TOTAL DO ATIVO [ENTER] VALOR DA CONTA [%T] ANÁLISE DA DRE AV-DRE = VALOR DA CONTA X 100 VALOR DA RECEITA LIQUIDA VALOR DA RECEITA LIQUIDA [ENTER] VALOR DA CONTA [%T]

16 16 FÓRMULAS: ANÁLISE HORIZONTAL ANÁLISE DO BALANÇO PATRIMONIAL x DRE AH – ATIVO = (( VALOR ATUAL DA CONTA ) - 1 ) X 100 VALOR BASE DA CONTA NA HP 12C VALOR BASE DA CONTA [ENTER] VALOR DA CONTA [%Δ]


Carregar ppt "ANÁLISE DE BALANÇOS Prof. Dr. Ludwig Einstein Agurto Plata."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google