A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Manuseio de Material Estéril Enfª Maria Cristina França.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Manuseio de Material Estéril Enfª Maria Cristina França."— Transcrição da apresentação:

1 Manuseio de Material Estéril Enfª Maria Cristina França

2 1. Critérios para o Manuseio do Material Estéril Ao manusear o material esterilizado com técnica asséptica, deve-se obedecer a algumas normas a fim de mantê-lo estéril: é fundamental lavar as mãos com água e sabão antes de manusear o material esterilizado; utilizar material com embalagem integra, seca, sem manchas, com identificação (tipo de material e data da esterilização); certificar-se da validade e adequação da embalagem; trabalhar de frente para o material; manipular o material ao nível da cintura para cima; evitar tossir, espirrar, falar sobre o material exposto; não fazer movimentos sobre a área esterilizada; trabalhar em ambiente limpo, calmo, seco e sem corrente de ar; manter certa distancia entre o corpo e o material a ser manipulado; obedecer os demais princípios de assepsia.

3 2. Tipos de Materiais Estéril a serem manuseados: A técnica de enfermagem preconizada no manuseio de material esterilizado é: a) Pacote Cirúrgico: abri-lo, iniciando-se pela extremidade oposta ao manipulador; proteger o material exposto com o campo esterilizado que o envolva; tocar com as mãos somente na parte externa do pacote; não guardar como material esterilizado um pacote aberto anteriormente;

4 comentariosemenfermagem.blogsp ot.com

5 c) Seringa descartável rasgar os invólucros no local onde se encontra a parte terminal do êmbolo; manter estéril a parte interna do êmbolo, a parte interna do cilindro e a ponta da seringa

6 pontovet.com.br

7 d) Agulha descartável: abrir o invólucro no sentido canhão-bizel ou rasgar lateralmente próximo ao canhão; fixá-la à ponta da seringa através do canhão; manter a agulha protegida até o momento do seu uso.

8 pontovet.com.br

9 e) Luvas Estéril Utilizando a sua mão não dominante levante a luva oposta segurando a porção interna exposta do punho Coloque a luva na sua mão dominante puxando-a. Mantenha o polegar dobrado para dentro evitando tocar a parte estéril da luva. Deixe a luva com o punho dobrado ao terminar de inserir a sua mão, mas não toque o lado esterno da luva Enfie os dedos da sua mão dominante já enluvada sob a dobra do punho da outra luva para levantá-la Insira sua mão não-dominante na luva, mantendo o polegar dominante tão afastado quanto possível para evitar que toque o braço. Desfaça a dobra do punho mas não toque o lado interior da luva com a outra mão enluvada.

10 Vídeo

11 Referências Bibliográficas POTTER, Patrícia e PERRY, Anne Griffin, Fundamentos de Enfermagem. 5ª ed Rio de Janeiro. Guanabara Koogan, TRABULSI, Luiz Rachid; ET AL, Microbiologia. 4ª ed. São Paulo: Atheneu, SOUZA, Virginia Helena Soares de, MOZACHI, Nelson, O Hospital, manual do ambiente hospitalar. 6ª ed. Curitiba: Manual Real, MARTINS, Maria Aparecida, Manual de Infecções hospitalares, prevenção e controle.Tijuca- RJ. Ed Medsi, 1993.

12 Para Próxima Aula Sinais Vitais Relógio com ponteiro de segundos, Termômetro Digital e Aparelho de Pressão Arterial


Carregar ppt "Manuseio de Material Estéril Enfª Maria Cristina França."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google