A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

11 Baixa Idade Média Capítulo Capítulo 11 – Baixa Idade Média

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "11 Baixa Idade Média Capítulo Capítulo 11 – Baixa Idade Média"— Transcrição da apresentação:

1 11 Baixa Idade Média Capítulo Capítulo 11 – Baixa Idade Média
Aulas 11.1 – A economia e a cultura da Baixa Idade Média 11.4 – A crise da ordem feudal HISTÓRIA: DAS CAVERNAS AO TERCEIRO MILÊNIO Capítulo 11 – Baixa Idade Média

2 Transformações na produção feudal
11.1 – A economia e a cultura da Baixa Idade Média Transformações na produção feudal Crescimento demográfico e excedente agrícola Surgimento de novas técnicas agrícolas Maior oferta de alimento Moinho hidráulico, charrua, nova atrelagem dos animais, sistema trienal de rotação de culturas

3 Surgimento da burguesia Crescimento das cidades
Transformações na produção feudal Surgimento da burguesia Revitalização dos burgos em decorrência do crescimento do comércio e das manufaturas Crescimento das cidades

4 Século XIII: ampliação do crédito
Transformações na produção feudal Século XIII: ampliação do crédito Novas atividades comerciais e manufatureiras Formação das feiras e das caravanas de comerciantes Ressurgimento do comércio de longa distância

5 Principais rotas comerciais do século XIII

6 Choque entre visões de mundo:
As novas formas de trabalho A partir do século XII Campos Cidades Abolição de obrigações servis Desenvolvimento do trabalho assalariado Abandono dos campos Desenvolvimento das corporações de ofício Desenvolvimento do comércio e dos bancos Choque entre visões de mundo: senhores feudais X burgueses

7 Desenvolvimento intelectual e artístico
Mudanças mais marcantes no campo do conhecimento na Europa da Baixa Idade Média: Fundação da primeira universidade do Ocidente. Escolástica: síntese do pensamento greco-latino com os dogmas da Igreja Católica → tentativa de associar a fé com a razão.

8 Desenvolvimento intelectual e artístico
Mudanças que marcaram as artes na Europa da Baixa Idade Média: Arte românica → séculos XI a XIII → manifestou-se, na arquitetura, na construção de edifícios sóbrios e poucos iluminados; e, na pintura, na produção de imagens bidimensionais e profundamente religiosas. Arte gótica → séculos XII a XV → catedrais de arquitetura majestosa e com grandes vitrais, esculturas expressando a beleza divina e pinturas mostrando a leveza da religiosidade.

9 Desenvolvimento intelectual e artístico
Igreja românica Catedral gótica Abadia de Murbach, construída no século VIII, na região da Alsácia, França. Foto de 2010. HERV CHAMPOLLION/AKG-IMAGES/NEWSCOM Fachada da Catedral de Notre-Dame de Reims, construída no século XII, na França. Foto de 2011. SYLVAIN SONNET/CORBIS/LATINSTOCK

10 Expedições guerreiras estimuladas pela Igreja
11.4 – A crise da ordem feudal As cruzadas Reaproximar o cristianismo de Roma com o de Constantinopla Retomar a Terra Santa, sob domínio muçulmano 1096 – Primeira Cruzada: tomada de Jerusalém 1187: muçulmanos retomam Jerusalém 1291 – Fracassam as cruzadas: queda do último reduto cristão no Oriente Consequências das cruzadas para o Ocidente: crescimento do comércio; fortalecimento do poder real; redescoberta das obras greco-romanas; ampliação da influência cultural islâmica. Expedições guerreiras estimuladas pela Igreja Objetivos

11 A crise do feudalismo Ao longo do século XIV, a Europa ocidental foi acometida por uma grave crise que se manifestou em diversos aspectos: Problemas climáticos. Grande mortandade causada pela peste negra. Queda da produtividade agrícola e fome. Revoltas e fugas de camponeses. Revoltas de trabalhadores urbanos. Enquanto os senhores feudais declinavam, a burguesia se enriquecia com o comércio e os reis fortaleciam seu poder.

12 Respostas à crise do século XIV
As camadas sociais da Europa da Baixa Idade Média reagiram de diferentes maneiras à crise do século XIV: Insurreição camponesa e de trabalhadores urbanos contra a ordem feudal. Disputas dinásticas entre os nobres para ampliar suas riquezas. O maior desses conflitos foi a Guerra dos Cem Anos. A burguesia apoiou o fortalecimento do poder dos reis para restabelecer a ordem e abrir novos mercados. Surgia uma nova Europa, caracterizada pela centralização do poder real, pela busca de novas fontes fornecedoras de produtos de alto valor comercial e pela presença de novos atores sociais.

13 Elaboração: Leandro Torelli e Gabriel Bandouk
ANOTAÇÕES EM AULA Coordenação editorial: Maria Raquel Apolinário, Eduardo Augusto Guimarães e Ana Claudia Fernandes Elaboração: Leandro Torelli e Gabriel Bandouk Edição de texto: Maria Raquel Apolinário, Vanderlei Orso e Gabriela Alves Preparação de texto: Mitsue Morrisawa Coordenação de produção: Maria José Tanbellini Iconografia: Aline Reis Chiarelli, Leonardo de Sousa Klein e Daniela Baraúna   EDITORA MODERNA Diretoria de Tecnologia Educacional Editora executiva: Kelly Mayumi Ishida Coordenadora editorial: Ivonete Lucirio Editoras: Jaqueline Ogliari e Natália Coltri Fernandes Assistentes editoriais: Ciça Japiassu Reis e Renata Michelin Editor de arte: Fabio Ventura Editor assistente de arte: Eduardo Bertolini Assistentes de arte: Ana Maria Totaro, Camila Castro, Guilherme Kroll e Valdeí Prazeres Revisores: Antonio Carlos Marques, Diego Rezende e Ramiro Morais Torres © Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei de 19 de fevereiro de 1998. Todos os direitos reservados. Rua Padre Adelino, 758 – Belenzinho São Paulo – SP – Brasil – CEP: Vendas e atendimento: Tel. (0__11) Fax (0__11) 2012 HISTÓRIA: DAS CAVERNAS AO TERCEIRO MILÊNIO


Carregar ppt "11 Baixa Idade Média Capítulo Capítulo 11 – Baixa Idade Média"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google