A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

HISTÓRIA: DAS CAVERNAS AO TERCEIRO MILÊNIO Capítulo 29 – As revoluções liberais e o nacionalismo 29.1 – Nacionalismo e revolução Capítulo 29 – As revoluções.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "HISTÓRIA: DAS CAVERNAS AO TERCEIRO MILÊNIO Capítulo 29 – As revoluções liberais e o nacionalismo 29.1 – Nacionalismo e revolução Capítulo 29 – As revoluções."— Transcrição da apresentação:

1 HISTÓRIA: DAS CAVERNAS AO TERCEIRO MILÊNIO Capítulo 29 – As revoluções liberais e o nacionalismo 29.1 – Nacionalismo e revolução Capítulo 29 – As revoluções liberais e o nacionalismo As revoluções liberais e o nacionalismo Capítulo 29 HISTÓRIA: DAS CAVERNAS AO TERCEIRO MILÊNIO Aulas 29.1 – Nacionalismo e revolução 29.3 – A Comuna de Paris e as unificações italiana e alemã

2 HISTÓRIA: DAS CAVERNAS AO TERCEIRO MILÊNIO Capítulo 29 – As revoluções liberais e o nacionalismo 29.1 – Nacionalismo e revolução Nação e nacionalismo Os conceitos de nação e nacionalismo surgiram na Europa durante a Revolução Francesa e inspiraram a formação de comunidades autônomas e Estados independentes. Nação: conceito político ligado à existência de uma unidade linguístico-cultural; incorporou-se a ele, a partir do século XIX, a noção de unidade territorial e política. Nacionalismo: ideologia que defende a existência de laços culturais, históricos e linguísticos que unem os habitantes de um território e que justificam a preferência por tudo que pertence à nação. A partir de meados do século XIX, o nacionalismo ganhou força esse ideal político passou a ser perseguido por diversos grupos sociais, em especial pelas camadas médias europeias – Nacionalismo e revolução

3 HISTÓRIA: DAS CAVERNAS AO TERCEIRO MILÊNIO Capítulo 29 – As revoluções liberais e o nacionalismo 29.1 – Nacionalismo e revolução As revoluções de 1820 e 1830 Congresso de Viena: retorno das monarquias absolutistas e da aristocracia ao poder Onda de revoluções na Europa e América (1820): Espanha, Nápoles, Grécia, México, Peru, Chile e Argentina Adeptos das ideias liberais, nacionalistas e socialistas, questionavam o retorno ao Antigo Regime Novos movimentos populares na Europa (1830): derrotados na Alemanha, Itália e Polônia, mas bem-sucedidos na França e Bélgica

4 A liberdade guiando o povo, pintura de Eugène Delacroix, REPRODUÇÃO - MUSEU DO LOUVRE, PARIS HISTÓRIA: DAS CAVERNAS AO TERCEIRO MILÊNIO Capítulo 29 – As revoluções liberais e o nacionalismo 29.1 – Nacionalismo e revolução As revoluções de 1820 e 1830

5 HISTÓRIA: DAS CAVERNAS AO TERCEIRO MILÊNIO Capítulo 29 – As revoluções liberais e o nacionalismo 29.1 – Nacionalismo e revolução As revoluções de 1848 O ano de 1848 assistiu à explosão de revoltas populares por toda a Europa. A Primavera dos Povos, como é conhecida, foi motivada por uma crise econômica que fez aumentar o desemprego e o custo de vida, e envolveu a França, o Império Austríaco e os Estados alemães, além de outras regiões da Europa. Vários ideais se manifestaram nas revoluções de 1848: liberais, socialistas, nacionalistas e românticos. Apesar da intensa mobilização, as revoltas foram quase todas derrotadas, com exceção da França, onde a monarquia foi derrubada e se instituiu a república.

6 HISTÓRIA: DAS CAVERNAS AO TERCEIRO MILÊNIO Capítulo 29 – As revoluções liberais e o nacionalismo 29.1 – Nacionalismo e revolução As revoluções de 1848 Fonte: DUBY, Georges. Atlas historique. Paris: Larousse, p. 83. A PRIMAVERA DOS POVOS (1848) CARTOGRAFIA: ANDERSON DE ANDRADE PIMENTEL/FERNANDO JOSÉ FERREIRA 170 km

7 HISTÓRIA: DAS CAVERNAS AO TERCEIRO MILÊNIO Capítulo 29 – As revoluções liberais e o nacionalismo 29.1 – Nacionalismo e revolução Os resultados da onda revolucionária A Primavera dos Povos teve importância histórica significativa, pois possibilitou a derrubada dos últimos resquícios do absolutismo e da tradição aristocrática na Europa, consolidando as conquistas burguesas. Barricadas na Rua Soufflot, pintura de Horace Vernet, 25 de junho de A pintura representa uma das barricadas feitas pelo povo de Paris durante as jornadas revolucionárias de REPRODUÇÃO – MUSEU HISTÓRICO ALEMÃO, BERLIM

8 HISTÓRIA: DAS CAVERNAS AO TERCEIRO MILÊNIO Capítulo 29 – As revoluções liberais e o nacionalismo 29.3 – A Comuna de Paris e as unificações italiana e alemã A Guerra Franco-Prussiana Napoleão III fundou o Segundo Império Francês em 1852 promoveu uma política de Estado forte e interventor e estimulou a modernização da indústria e a expansão das atividades econômicas iniciou uma guerra contra a Prússia, perdeu e foi aprisionado. O Segundo Império caiu e formou-se um governo de união nacional, liderado por republicanos moderados. O novo governo organizou uma Guarda Nacional, incorporando membros das camadas populares e trabalhadores urbanos para expulsar os prussianos da França. Em 1871, o Tratado de Frankfurt estabeleceu as condições da rendição francesa – A Comuna de Paris e as unificações italiana e alemã

9 HISTÓRIA: DAS CAVERNAS AO TERCEIRO MILÊNIO Capítulo 29 – As revoluções liberais e o nacionalismo 29.3 – A Comuna de Paris e as unificações italiana e alemã A Comuna de Paris Depois da guerra, foi eleita uma Assembleia Nacional, e Adolphe de Thiers assumiu o poder, provisoriamente, com o apoio dos pequenos proprietários de terras. Thiers tomou medidas impopulares, como a extinção do soldo da Guarda Nacional. Em Paris, o povo armado pela Guarda Nacional não aceitou as medidas de Thiers e se revoltou o governo se retirou para Versalhes. Em Paris, formou-se outro governo, autônomo e popular: a Comuna de Paris.

10 HISTÓRIA: DAS CAVERNAS AO TERCEIRO MILÊNIO Capítulo 29 – As revoluções liberais e o nacionalismo 29.3 – A Comuna de Paris e as unificações italiana e alemã Os resultados da Comuna de Paris A Comuna de Paris promoveu a defesa de Paris e estruturou uma nova organização de poder Governo eleito por sufrágio universal Representantes do movimento operário como membros do Conselho Geral Influência de ideias socialistas e anarquistas Controle estatal sobre as fábricas abandonadas na cidade Ensino gratuito, laico e obrigatório a todos Com duração de 72 dias, a Comuna de Paris foi o primeiro modelo de governo popular da história Foi destruída pela aliança feita entre Adolphe de Thiers e o exército prussiano

11 HISTÓRIA: DAS CAVERNAS AO TERCEIRO MILÊNIO Capítulo 29 – As revoluções liberais e o nacionalismo 29.3 – A Comuna de Paris e as unificações italiana e alemã A unificação da Itália Desde o início do século XIX, movimentos surgiram nos reinos e ducados italianos com a finalidade de unificar o país. Em meados do século, dois movimentos se consolidaram: O Projeto Piemontês: monarquia liberal liderança de Camilo di Cavour. O projeto dos camisas vermelhas: república liderança de Giuseppe Garibaldi.

12 HISTÓRIA: DAS CAVERNAS AO TERCEIRO MILÊNIO Capítulo 29 – As revoluções liberais e o nacionalismo 29.3 – A Comuna de Paris e as unificações italiana e alemã A unificação da Itália Cavour promoveu alianças militares com outros países para enfraquecer a Áustria com isso anexou a Toscana, Parma, Módena e parte dos Estados pontifícios. Em 1860, Garibaldi conquistou as Duas Sicílias. Em 1870, os exércitos da Itália conquistaram Roma. A unificação só foi completada após a Primeira Guerra Mundial, com a anexação de Trentino, Trieste e Ístria. em 1929, pelo Tratado de Latrão, criou-se o Vaticano, completando o processo de formação da Itália.

13 HISTÓRIA: DAS CAVERNAS AO TERCEIRO MILÊNIO Capítulo 29 – As revoluções liberais e o nacionalismo 29.3 – A Comuna de Paris e as unificações italiana e alemã A unificação da Alemanha A formação do Estado alemão teve início na Idade Média com o surgimento do Sacro Império Romano-Germânico. No século XVII o território alemão estava dividido em 300 reinos, separados por questões religiosas, dinásticas ou políticas. Em 1815, formou-se a Confederação Germânica, que, em 1834, promoveu uma união aduaneira, o Zollverein.

14 HISTÓRIA: DAS CAVERNAS AO TERCEIRO MILÊNIO Capítulo 29 – As revoluções liberais e o nacionalismo 29.3 – A Comuna de Paris e as unificações italiana e alemã A unificação da Alemanha Em 1862, Otto von Bismarck assumiu a chancelaria da Prússia e iniciou o projeto de unificação, com apoio da alta burguesia. Bismarck promoveu guerras contra a Dinamarca e a Áustria e tornou o norte germânico satélite da Prússia. A unificação alemã se completou com a Guerra Franco-Prussiana (1870) o Segundo Reich Alemão foi fundado em 1871.

15 HISTÓRIA: DAS CAVERNAS AO TERCEIRO MILÊNIO Capítulo 29 – As revoluções liberais e o nacionalismo 29.3 – A Comuna de Paris e as unificações italiana e alemã A Europa em 1900 O MAPA EUROPEU ENTRE 1871 E 1914 Fonte: CHALIAND, Gérard; REGEAU, Jean-Pierre. Atlas politique du XX e siècle. Paris: p. 31. CARTOGRAFIA: ANDERSON DE ANDRADE PIMENTEL/FERNANDO JOSÉ FERREIRA 220 km

16 HISTÓRIA: DAS CAVERNAS AO TERCEIRO MILÊNIO ANOTAÇÕES EM AULA Coordenação editorial: Maria Raquel Apolinário, Eduardo Augusto Guimarães e Ana Claudia Fernandes Elaboração: Leandro Torelli e Gabriel Bandouk Edição de texto: Maria Raquel Apolinário, Vanderlei Orso e Gabriela Alves Preparação de texto: Mitsue Morrisawa Coordenação de produção: Maria José Tanbellini Iconografia: Aline Reis Chiarelli, Leonardo de Sousa Klein e Daniela Baraúna EDITORA MODERNA Diretoria de Tecnologia Educacional Editora executiva: Kelly Mayumi Ishida Coordenadora editorial: Ivonete Lucirio Editoras: Jaqueline Ogliari e Natália Coltri Fernandes Assistentes editoriais: Ciça Japiassu Reis e Renata Michelin Editor de arte: Fabio Ventura Editor assistente de arte: Eduardo Bertolini Assistentes de arte: Ana Maria Totaro, Camila Castro, Guilherme Kroll e Valdeí Prazeres Revisores: Antonio Carlos Marques, Diego Rezende e Ramiro Morais Torres © Reprodução proibida. Art. 184 do Código Penal e Lei de 19 de fevereiro de Todos os direitos reservados. EDITORA MODERNA Rua Padre Adelino, 758 – Belenzinho São Paulo – SP – Brasil – CEP: Vendas e atendimento: Tel. (0__11) Fax (0__11)


Carregar ppt "HISTÓRIA: DAS CAVERNAS AO TERCEIRO MILÊNIO Capítulo 29 – As revoluções liberais e o nacionalismo 29.1 – Nacionalismo e revolução Capítulo 29 – As revoluções."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google