A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Novembro/ 2010 Avaliação de impacto social 1.Objetivos, metodologia e amostra 2.Principais aprendizados Agenda.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Novembro/ 2010 Avaliação de impacto social 1.Objetivos, metodologia e amostra 2.Principais aprendizados Agenda."— Transcrição da apresentação:

1

2 Novembro/ 2010 Avaliação de impacto social

3 1.Objetivos, metodologia e amostra 2.Principais aprendizados Agenda

4 O que a pesquisa pretende alcançar Avaliar o impacto das ações de prevenção e conscientização sobre o uso abusivo de álcool na comunidade de Heliópolis, tendo como parâmetro para comparação a comunidade de Paraisópolis, ambas em São Paulo Objetivos Heliópolis Paraisópolis

5 Fase Zero (T0) QUANTITATIVA Fase 1 (T1) QUANTITATIVA Avaliação final do projeto na comunidade caso, criação de parâmetros em um modelo replicável Fase 2 QUANTITATIVA Composição do projeto: Planejamento OBSERVAÇÃO ETNOGRÁFICA SP Fase -1 Avaliação para identificação de ajustes e melhores práticas para extensão para outras comunidades TRÍADES SP (maio/10) (out/10) (maio/11) (abril/10) Desenho de indicadores e criação da base de comparação

6 Metodologia Quantitativa de Avaliação de Impacto, através da abordagem de Caso-Controle Estudo quantitativo Ad-hoc Amostra caso (Heliópolis) e controle (Paraisópolis) Aplicação de questionário estruturado, com duração de 30 minutos Público: Masculino e feminino, de 14 a 22 anos As entrevistas com menores de idade (14 a 17 anos) foram submetidas à autorização dos pais ou responsáveis, porém, durante as entrevistas não houve interferência dos mesmos nas respostas As entrevistas junto ao público de 18 a 22 anos foram realizadas no mesmo raio de atuação, porém via intercept, em pontos de fluxo Metodologia

7 Masculino (60%) e feminino (40%) Entre 14 e 22 anos de idade Residentes em Heliópolis ou Paraisópolis Consumidores ou não de bebidas alcoólicas Total: 400 Entrevistas Idade Fem (40%) Masc (60%) Total anos anos Total Idade Fem (40%) Masc (60%) Total anos anos Total Heliópolis (caso): 200 Entrevistados Paraisópolis (controle): 200 Entrevistados Amostra

8 (Kirkpatrick Model) Critérios de Avaliação Níveis de Impacto 1. Reconhecimento da existência (lembrança) do programa 2. Conhecimento sobre os efeitos do álcool 3. Mudança no comportamento sobre o consumo 4. Multiplicação da atitude sobre o consumo responsável de álcool

9 Identificamos resultados que demonstram interesse e aprendizado 1 Reconhe- cimento Embora, apenas 8% lembram ter visto ou ouvido falar sobre um programa ou ações que falem sobre os efeitos do álcool 65% dos jovens de Heliópolis dizem que gostariam de saber mais sobre os efeitos que a bebida alcoólica causa no organismo 98% consideram importante ter projetos que falem sobre os efeitos de bebidas alcoólicas P13. Você teve contato aqui na região com alguma atividade / evento sobre os efeitos da bebida alcoólica? (Base: 200 questionários) P29. Vou ler algumas frases e gostaria de saber o quanto você concorda ou discorda com cada uma delas: Gostaria de saber mais sobre os efeitos do álcool no meu organismo (Base: 200 questionários)

10 Nota-se um impacto importante no âmbito do conhecimento 2 Conhecimento S I S = diferença significativa (95% de confiança) I = diferença indicativa (90% de confiança) S S I S O que adiante ser trabalhador e gastar metade do dinheiro na bebida? Jovem, 16 anos falando sobre o pai Aumento indicativo no percentual de jovens que discordam que bebida alcoólica dificilmente causa dependência Manutenção dos percentuais dos jovens que discordam que o consumo de álcool em excesso não causa problemas de saúde E aumento sobre o percentual de jovens que discordam que podem beber muito sem passar mal P29. Vou ler algumas frases e gostaria de saber o quanto você concorda ou discorda com cada uma delas: Sou uma pessoa que pode beber muito sem passar mal ( Base: 200 questionários por comunidade)

11 Uma informação relevante 3 Mudanças S = diferença significativa (95% de confiança) I = diferença indicativa (90% de confiança) Cai significativamente o consumo de bebida em festas da comunidade Heliópolis T0T1 Em casa 13% 14% Na rua, fora de casa 11% 14% Na casa de amigos 12% 16% Em festas de família 16% 15% Em festas da comunidade 21%S 7%* No bar 15% Na danceteria / boate 8%* 11% Outros 4%* 1%* P23.1 Normalmente, onde você costuma consumir bebidas alcoólicas? *Aplica-se a quem já consumiu bebida alcoólica Base: T0 (157 questionários) / T1 (161 questionários) * Base (menor que 30 casos)

12 Uma informação relevante 4 Multiplicação 75% discordam que se todos os meus amigos bebem, então se eu não beber fico de fora da turma Não se sentem constrangidos ou coagidos Mas também não interferem na opção em beber dos amigos, não é influenciador Tentar persuadi-los é arriscar-se a ser considerado o chato da turma ou mesmo ser excluído P29. Vou ler algumas frases e gostaria de saber o quanto você concorda ou discorda com cada uma delas: Todos os meus amigos bebem, então se eu não beber fico fora da turma ( Base: 200 questionários)

13 NívelEm T1 1. Recall do programa Lembrança de programas de consumo responsável ainda é baixa 2. Conhecimento sobre os efeitos do álcool Reconhecem mais que o álcool causa dependência (+) e prejudica o organismo (+) 3. Mudança no comportamento sobre o consumo Diminuição do consumo nas festas da comunidade (+) 4. Multiplicação da atitude sobre o consumo responsável de álcool - Metas de avaliação alcançadas

14 Percebem que as iniciativas fomentam: Socialização com outros jovens Aquisição de novos conhecimentos Entretenimento que também satisfaz os pais (não ficar em casa sem fazer nada) Link para o vídeo A percepção entre os entrevistados é de satisfação:

15

16


Carregar ppt "Novembro/ 2010 Avaliação de impacto social 1.Objetivos, metodologia e amostra 2.Principais aprendizados Agenda."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google