A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Glossário de Termos e Conceitos Waste: resíduos/lixo – desperdício Trash: lixo Resíduos Sólidos: A palavra resíduo também, deriva do latim residuu, significando.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Glossário de Termos e Conceitos Waste: resíduos/lixo – desperdício Trash: lixo Resíduos Sólidos: A palavra resíduo também, deriva do latim residuu, significando."— Transcrição da apresentação:

1 Glossário de Termos e Conceitos Waste: resíduos/lixo – desperdício Trash: lixo Resíduos Sólidos: A palavra resíduo também, deriva do latim residuu, significando aquilo que resta de qualquer substância. Logo, porém, foi adjetivada de sólido para diferenciar dos restos líquidos lançados com os esgotos domésticos e das emissões gasosas das chaminés à atmosfera (SMA/SP, 1993). Conforme a norma (ABNT/NBR , 1987), os resíduos sólidos são definidos como: Resíduos nos estados sólidos e semi-sólidos, que resultam de atividades da comunidade de origem: industrial, doméstica, hospitalar, comercial, agrícola, de serviços e de varrição. Ficam incluídos nesta definição os lodos provenientes de sistemas de tratamento de água, aqueles gerados em equipamentos e instalações de controle de poluição, bem como determinados líquidos cujas particularidades tornem inviável o seu lançamento na rede pública de esgotos ou corpos dágua, ou exijam para isso soluções técnica e economicamente inviáveis em face à melhor tecnologia disponível.

2 Glossário de Termos e Conceitos Lixo: A etimologia da palavra lixo, embora controversa, remete sempre à língua latina. Para alguns estudiosos deriva de lix, que em latim tem o significado de cinza ou lixívia. Contudo, outros estudiosos entendem que a palavra provém do latim medieval já decadente, onde o verbo lixare indicava o ato de polir, debastar, tomando em português a conotação de sujeira, restos ou supérfluo que é removido ou arrancado, na tarefa de lixar materiais diversos como metal, madeira etc (SMA/SP, 1993). Coleta: seletiva/segregativa (condicionada qualitativa/não condicionada quantitativa), diferenciada, domiciliar, industrial, hospitalar, especial Serviços urbanos: doméstico, varrição, feiras livres, poda/capina, boca de lobos, etc... Serviços especiais: construção civil, saúde, industrial, comercial, lodos em geral etc...

3 Glossário de Termos e Conceitos Reciclagem: Reutilização: Redução/Minimização: 5 Rs (recuperar, repensar ou reprojetar) Macro-reciclagem – coleta segregativa (úmido / seco): Ecoeficiência (1 e 2 lei termodinâmica): Produção + Limpa (P+L): Avaliação do Ciclo de Vida (ACV): Ecodesign (DFE):

4 Histórico da Problemática dos Resíduos Relatos históricos registram que na Idade Média, os romanos enfrentaram dificuldades devido a presença de resíduos sólidos, quando se constataram problemas decorrentes da ocorrência de vetores, como é o caso da peste bubônica. Em Paris, no ano de 1512, o rei proibiu a população da cidade de jogar seus resíduos para fora da cidade por cima da muralha da capital, uma vez que os montes eram altos, que os inimigos poderiam transpor os muros, escalando-os. No Brasil, o primeiro serviço municipal de limpeza urbana foi organizado na cidade do Rio de Janeiro, em Os serviços eram realizados por escravos negros, chamados de tigres que transportavam, através de barricas, os resíduos sólidos domésticos e dejetos para serem lançados nas águas da Baia de Guanabara.

5 Histórico da Problemática dos Resíduos Em São Paulo, no ano de 1828, o serviço de limpeza pública restringia- se à limpeza de ruas e era feito por detentos. Na época não existia coleta residencial de resíduos e a população dispunha de seus resíduos em locais determinados por administradores públicos. Em 1921, a Câmara Municipal publicou o endereço de sete locais destinados ao lançamento de resíduos. Em 1960, haviam aproximadamente 55,3% da população vivia na área rural. Dez anos depois, em 1970, o quadro se revertia e cerca de 55,9% da população vivia na área urbana. Atualmente, 75% da população está concentrada na área urbana dobrando a população das cidades em duas décadas. A urbanização em si só, não é um mal, porém a conjugação hegemônica de urbanização e pobreza acabam provocando um duelo entre sobrevivência e ambiente.

6 Resíduos Sólidos na RMC A Região Metropolitana de Campinas, no Estado de São Paulo, apresenta em seus municípios constituintes, assim como a maioria das cidades brasileiras, graves problemas com relação ao tratamento e destinação final dos resíduos sólidos urbanos, muito em função da falta de planejamento em acompanhar o rápido crescimento populacional, aliada a incúria da administração pública com relação aos resíduos sólidos.

7 Quantidade de Resíduos Sólidos(ton./dia) Americana ,5 4,35,54,7 4,94,19,6** Artur Nogueira ,5 4,94,43,63,33,22,8 3,1 9,6** Campinas ,7 7,54,45,66,56,68,28,58,7 8,8 Cosmópolis ,9 2,31,72,62,81,53,03,3 2,1 Engenheiro Coelho ,2 1,62,82,48,36,3 6,56,0 7,2 Holambra7.2111,7 8,78,88,29,38,77,1 6,8 7,5 Hortolândia ,4 6,17,26,95,18,9*5,19,6** Indaiatuba ,0 4,14,86,38,79,79,8 10,0 9,8 Itatiba ,6 4,86,17,18,5 8,68,07,8 8,9 Jaguariúna ,9 2,64,73,89,49,8** 9,6** Monte Mor ,4 3,27,78,17,17,06,87,26,7 8,3 Nova Odessa ,5 6,87,58,19,39,18,76,35,2 Paulínia ,4 6,66,08,98,9* 9,8**9,6** Pedreira ,1 4,86,16,56,46,16,25,44,8 5,2 Santa Bárbara d'Oeste ,3 7,57,37,1 7,27,17,98,3 8,8 Santo Antônio de Posse ,1 1,61,21,61,92,8 3,29,6** Sumaré ,3 6,17,26,95,18,9*9,8**9,6** Valinhos ,8 9,08,88,58,38,78,07,56,9 9,6** Vinhedo ,5 7,9^8,5^8,7^ 7,9^9,8**9,6**8,2 8,0^ ESTRE 9,8** 9,6** Total ,8 MunicípioPopulação Urbana (2000) Situação de Resíduos Sólidos Condições inadequadas Condições controladas Condições adequadas Fonte: CETESB - Inventário Estadual de Resíduos Sólidos Domiciliares # Dados segundo IBGE censo demográfico 2000 * Aterro Municipal de Paulínia – SP ** Aterro Privado da ESTRE em Paulínia – SP ^ Aterro do Consórcio Municipal de Várzea Paulista - SP

8 Composição dos Resíduos de Campinas Composição percentual média dos resíduos sólidos domiciliares no município de Campinas - CAMPINAS. Prefeitura Municipal de Campinas. Secretaria de Serviços Públicos. Secretaria da Administração. Campinas: a gestão dos resíduos sólidos urbanos. Campinas, 1996, 224 p.

9 Composição em Outros Municípios INSTITUTO DE PESQUISAS TECNOLÓGICAS. IPT/CEMPRE. Lixo Municipal: manual de gerenciamento integrado, São Paulo, p.

10

11 Taxa de Produção de Resíduos Sólidos SÃO PAULO (Estado). Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo. Documentos Ambientais. In: Propostas de Políticas Estaduais de Resíduos Sólidos, São Paulo, População (habitantes)Produção de lixo per capita (kg/hab.dia) Até 100 mil0,4 100 mil a 200 mil0,5 200 mil a 500 mil0,6 > 500 mil0,7

12 Origem e Geração LIMA, L. M. Q. Lixo - Tratamento e Biorremediação. 3. ed., De acordo com Lima (1995), alguns dos fatores que influenciam a origem e geração dos resíduos sólidos, são: - Número de habitantes do local; - Área relativa de produção; - Variações sazonais; - Condições climáticas; - Hábitos e costumes da população; - Nível educacional; - Poder aquisitivo; - Tempo de coleta; - Eficiência da coleta; - Tipo de equipamento de coleta; - Disciplina e controle dos pontos produtores; e - Leis e regulamentações específicas.

13 Reflexão Segundo Figueiredo (1993), existem vários fatores responsáveis pelo agravamento da intensidade de geração dos resíduos, das disponibilidades e das limitações do reaproveitamento dos mesmos. Dentre estes fatores, dois são particularmente importantes: o aumento do consumo e a produção de materiais artificiais, ou seja, produzidos artificialmente por síntese química. A relevância do primeiro fator está na estreita relação entre o aumento populacional e a geração de resíduos, com o agravante do crescimento na geração per capita de resíduos, imposto pelos padrões de consumo das sociedades atuais, firmados em uma racionalidade econômica que não mais se sustenta do ponto de vista ambiental, e caracterizados pela adoção, por parte das elites dominantes, de conceitos e programas de desenvolvimento antagônicos a uma relação harmônica do homem com seu habitat. O segundo fator está relacionado tanto à variedade quanto à evolução dos tipos de resíduos gerados em decorrência do desenvolvimento tecnológico. Neste sentido, observa-se que a intensificação tecnológica tem exigido a elaboração de materiais, construtivos ou energéticos, cada vez mais complexos com relação às suas composições e concentrações. Estes materiais, via de regra não degradáveis naturalmente em curto prazo de tempo, apresentam um alto potencial de agressão ao ambiente.

14 Reflexão Figueiredo (1994) salienta que neste final de século os países desenvolvidos vêm apresentando modelos de desenvolvimento baseados em teorias neoliberalistas acarretando o aumento exponencial de consumo de bens e produtos, onde a conseqüência intrínseca na área da engenharia sanitária e ambiental tem sido identificada através da geração dos resíduos. Sejam estes resíduos líquidos ou sólidos, na verdade o que acontece é o desperdício acentuado, coincidentemente, nas mudanças de políticas econômicas e de desenvolvimento industrial nos últimos 30 anos. Por outro lado, os países em desenvolvimento vêm apresentando a mesma tendência na aplicação dos modelos de desenvolvimento, principalmente na última década da chamada globalização das economias que tanto defendem os neoliberais. Como exemplo desta tendência somente no município de São Paulo que, após oito meses da efetivação do Plano de Estabilização do Presidente Fernando Henrique Cardoso (Plano Real), a geração média de lixo domiciliar passou de 8 mil para 13 mil toneladas ao dia. Somente nos municípios localizados a oeste da Região Metropolitana de São Paulo, portanto dez municípios, o volume de lixo aumentou entre 8% e 10% no período Assim a média de geração de lixo domiciliar per capita passou de 0,6 kg/hab/dia para 0,8 kg/hab/dia, sendo que em alguns pontos da RMSP a geração de lixo chegou a 1,0 kg/hab/dia (GAZETA MERCANTIL, 1998).


Carregar ppt "Glossário de Termos e Conceitos Waste: resíduos/lixo – desperdício Trash: lixo Resíduos Sólidos: A palavra resíduo também, deriva do latim residuu, significando."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google