A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Trabalho elaborado por: Jorge Martins; Nº8, 9º C.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Trabalho elaborado por: Jorge Martins; Nº8, 9º C."— Transcrição da apresentação:

1 Trabalho elaborado por: Jorge Martins; Nº8, 9º C

2 Mutilação genital feminina Definição: A mutilação genital feminina refere-se à remoção total ou parcial da genitália externa da mulher. Esta prática pode ser assim realizada de diferentes formas. Há mulheres/crianças do sexo feminino a quem é cortada apenas o clitóris e outras a quem é cortado por completo os lábios vaginais.

3 Mutilação genital feminina Prática associada a culturas muito específicas dependendo de: razões socias, religiosas e/ ou económicas. Exemplos: No Egito, os genitais femininos externos são considerados impuros. Na Somália, uma mulher não infibulada, isto é vítima de mutilação dos seus órgãos genitais, é considerada uma mulher de costumes fáceis. Estes rituais são difundidos especialmente em cerca de 28 países do continente africano, mas também no Extremo Oriente e, ultimamente, na Europa e na América, como resultado da emigração.

4 Mutilação genital feminina Enraizada em alguns países… mas é contra a dignidade humana porque : (i) vai contra a convenção dos direitos humanos que manda respeitar a pessoa na sua integridade pessoal. (ii) Em Portugal, considerando a lei vigente esta é uma prática considerada como crime que tem uma moldura penal sujeita a uma pena de prisão de vários anos.

5 Conclusão Esta prática deverá ser alvo de uma maior atenção dos governantes mundiais. É fundamental respeitar a dignidade de todas as MULHERES!!! Referências Bibliográficas: crime.html; retirado em 28 de outubro de retirado em 28 de outubro de 2013.


Carregar ppt "Trabalho elaborado por: Jorge Martins; Nº8, 9º C."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google