A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE Prof. Fernando Amarante Silva 2002 FAMACOLOGIA CARDIOVASCULAR Departamento de Ciências Fisiológicas – DCF Setor.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE Prof. Fernando Amarante Silva 2002 FAMACOLOGIA CARDIOVASCULAR Departamento de Ciências Fisiológicas – DCF Setor."— Transcrição da apresentação:

1 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE Prof. Fernando Amarante Silva 2002 FAMACOLOGIA CARDIOVASCULAR Departamento de Ciências Fisiológicas – DCF Setor de Farmacologia

2 PROPOSTA DE ESTUDO FARMACOLOGIA DAS: 1 - INSUFICIÊNCIA CARDÍACA 2 - HIPERTENSÃO ARTERIAL 3 - CARDIOPATIAS ISQUÊMICAS 4 - ARRITMIAS CARDÍACAS 5 – EDEMA AGUDO DE PULMÃO

3 INSUFICIÊNCIA CARDÍACA 1- CONCEITO 2- ORIGEM e TIPO (BAIXO DÉBITO) 2-1- Diminuição da contratilidade 2-2- Hipertensão 2-3- Coronariopatias 2-4- Infarto (insuf. aguda) (ALTO DÉBITO) 2-5- Insuficiência renal 2-6- Lesão valvular 2-7- Hipertireoidismo 2-8- Comunicação artériovenosa 2-9- Anemias Beriberi (polineurite p/ hipovitaminose B1

4 INSUFICIÊNCIA CARDÍACA 4- QUADRO CLÍNICO 4-1- Hipertensão venosa 4-2- Hepatomegalia 4-3- Edema 4-4- Redução da diurese 4-5- Congestão pulmonar 4-6- Cardiomegalia 4-7- Taquicardia 5- COMPENSAÇÕES 5-1- Imediatas Lei de Starling Simpático 5-2- Mediatas Ativação do sistema RAAL Hipertrofia miocárdica 3- TIPO 3-1- DIREITA 3-2- ESQUERDA 3-3- CONGESTIVA

5 INSUFICIÊNCIA CARDÍACA 6- ETAPAS NO TRATAMENTO 6-1- Reduzir a carga de trabalho do coração Limitar nível de atividade Reduzir peso Controlar hipertensão 6-2- Restringir sódio 6-3- Restringir água (muito raro) 6-4- Usar digitálicos 6-5- Usar vasodilatadores 6-6- Usar outros medicamentos inotrópicos 6-7- Usar diurético

6 FARMACOLOGIA BÁSICA DAS SUBSTÂNCIAS USADAS NA ICC DIGITÁLICOS OUTRAS DROGAS INOTRÓPICAS USADAS NA ICC DROGAS SEM EFEITOS INOTRÓPICOS

7 DIGITÁLICOS 1- ORIGEM FamíliaGêneroEspécieGlicosídeo EscrofulariáceaDigitálicos Lanata Digitoxina Gitoxina Digoxina Purpúrea Digitoxina Gitoxina Gitalina ApocináceaEstrofantos kombeEstrofantina k Gratusouabaina

8 DIGITÁLICOS 2- QUÍMICA Katzung/98 Digoxina

9 DIGITÁLICOS 3- MECANISMO Katzung/98 DIGITÁLICO

10 DIGITÁLICOS 4- EFEITOS Katzung/98

11 DIGITÁLICOS 5- EFEITOS sobre as propriedades elétricas EFEITOSÁTRIOSNÓDULO A/VVENT. E PURKINJE DIRETO AUTOMAT. ANORMAL P.REFRAT. INDIRETO (VAGAL) P.REFRATÁRIO VELOC. DE CONDU Amarante/02 VELOC. DE CONDU

12 DIGITÁLICOS 5- EFEITOS sobre as propriedades elétricas EFEITOSÁTRIOSNÓDULO A/VVENT. E PURKINJE INDIRETO (SIMP.) Tóxico AUTOMAT. ANORMAL ECG ONDA P (alterada) Intervalo PRDepressão ST Inversão T Amarante/02

13 DIGITÁLICOS 6- EFEITOS sobre o consumo de oxigênio CONSUMO DEPENDE: Inotropismo Cronotropismo Pressão arterial Tempo de ejeção TENSÃO COMO SE CALCULA A TENSÃO? Lei de Laplace T = P.R Portanto, P = T/R Amarante/02

14 DIGITÁLICOS 7- FARMACOCINÉTICA

15 DIGITÁLICOS DIGOXINADIGITOXINA Meia - vida40h168h Conc. Plasmática terapêutica 0,5-2 ng/ml10-25 ng/ml Conc.plasmática tóxica >2 ng/ml>35 ng/ml Dose diária (dose de ataque ou manu) 0,125-0,5 mg0,05-0,2mg Digitalização rápida 0,5-0,75 mg a cada 8h por 3 doses 0,2-0,4 mg a cada 8h por 3 doses Amarante/02

16 DIGITÁLICOS 8- INTOXICAÇÃO - causas 1- Erros do paciente 2- Erros do profissional 3- Acidose metabólica (+) 4- Idade avançada (+) 5- Hipocalemia (+) 6- Hipomagnesemia (+) 7- Hipercalcemia(+) 8- Interação medicamentosas (+/-) Amarante/02

17 INTERAÇÕES POSITIVAS 1- POR ESPOLIAÇÃO DE POTÁSSIO diuréticos laxantes insulina salicilatos 2- INGESTA DE CÁLCIO DIGITÁLICOS 9- INTOXICAÇÃO - interações INTERAÇÕES NEGATIVA 1- POR REDUÇÃO NA ABSORÇÃO DA DIGOXINA (neomicina) 2- AUMENTO DO METABOLISMO HEPÁTICO: fenilbutazona difenil-hidantoina fenobarbital Amarante/02

18 DIGITÁLICOS 10- INTOXICAÇÃO - tratamento 1-PACIENTE COM BRADIARRTMIA 1-1- Atropina 0,25mg EV (repetir) 1-2- KCl = 4-6g/dia 2- PACIENTE COM TAQUIARRITMIA 2-1- KCl = 4-6g/dia [20-40mEq 1,5-3,0g) 2-2- Propranolol 5-10mg EV (tt) 2-3- Difenil-hidantoina mg (tt) 2-4- Lidocaína mg EV após 1-4mg/min EDTA sódico 600mg+250ml Usar 10-20mg/Kg (máx. 3g/dia) 3- OUTRAS MEDIDAS 3-1- Diálise (digitoxina não) 3-2- Carvão Ativado via oral 3-3- Colestiramina (Questran 12-14g/dia) 3-4- Hemoperfusão c/carvão ativado Amarante/02


Carregar ppt "FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE Prof. Fernando Amarante Silva 2002 FAMACOLOGIA CARDIOVASCULAR Departamento de Ciências Fisiológicas – DCF Setor."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google