A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ENCONTRO DE FORMAÇÃO PARA EQUIPES ESCOLARES DO PROGRAMA ENSINO INTEGRAL ORIENTAÇÃO DE ESTUDO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ENCONTRO DE FORMAÇÃO PARA EQUIPES ESCOLARES DO PROGRAMA ENSINO INTEGRAL ORIENTAÇÃO DE ESTUDO."— Transcrição da apresentação:

1 ENCONTRO DE FORMAÇÃO PARA EQUIPES ESCOLARES DO PROGRAMA ENSINO INTEGRAL ORIENTAÇÃO DE ESTUDO

2 Objetivo da Oficina Orientação de Estudo Analisar como podemos transformar os procedimentos de estudo em conteúdos de ensino.

3 Devemos criar as condições para que os alunos aprendam a estudar e sejam cada vez mais capazes de fazê-lo com autonomia. Conceber o estudo como objeto de ensino é uma responsabilidade da escola. Delia Lener

4 ORIENTAÇÃO DE ESTUDO Especificidade: assegurar momentos específicos onde o aprender a estudar ganhe centralidade nas práticas de ensino. Aprender a estudar é condição primordial para o desenvolvimento da autonomia de nossos estudantes.

5 Ensino Fundamental6º ano7º ano8º ano9º ano Atividades Complementares Orientação de Estudo 4422 Matriz Curricular: Orientação de Estudo Resolução SE 49 de 19/07/2013

6 Artigo 10 - Os componentes curriculares constantes das Atividades Complementares serão avaliados, sem atribuição de notas, devendo a frequência do aluno ser considerada nos termos da legislação pertinente. Parágrafo único – A avaliação das Atividades Complementares dar-se-á, para cada componente curricular, na seguinte conformidade: 1 - Orientação de Estudo: por meio de ficha em que se acompanhem e registrem os avanços dos alunos e, se necessário, também suas dificuldades, incluindo registros do processo de auto –avaliação. Resolução SE nº 49 de 19/07/2013 Como avaliar

7 Experiências Vídeo

8 Como vocês estudavam? Alguma vez vocês aprenderam, na escola, alguns procedimentos de estudos? Conte como foi. De que procedimentos vocês lançam mão hoje, quando precisam estudar para um curso ou concurso? Quais as dificuldades que encontram e quais as estratégias que usam?

9 Para início de conversa... Walkiria Rigolon

10 EM ORIENTAÇÃO DE ESTUDO FAZ-SE NECESSÁRIO: Reconhecer a necessidade e importância da aquisição de hábitos e rotinas de estudo. Reconhecer a necessidade de elaboração de um Plano de Estudo Individual. Reconhecer a necessidade de organização do tempo de estudo e de elaboração de uma agenda pessoal. Organizar o material escolar.

11 EM ORIENTAÇÃO DE ESTUDO FAZ-SE NECESSÁRIO: Refletir e discutir com os alunos sobre suas vivências e experiências em relação ao ato de estudar na escola e fora dela. Compreender a diferença entre intensidade e qualidade de estudo. Apropriar-se dos procedimentos de estudo (ex: grifo, resumo, resenha, esquema, etc).

12 A atividade de estudo apoia-se: Na leitura, como forma de aproveitamento dos subsídios disponibilizados por fontes escrita; Pela produção escrita, como forma de análise e reflexão acerca do que se estuda. Antonio Joaquim Severino Ensinar e Aprender com pesquisa no Ensino Médio

13 As condições didáticas para o ensino dos procedimentos de estudo devem garantir: Formar leitores e escritores competentes; Articular os propósitos didáticos com propósitos comunicativos; Estabelecer garantia do tempo necessário para o desenvolvimento dos procedimentos de estudo; Favorecer a autonomia diante de situações problema; Equilibrar as situações de ensino tendo como foco sempre a aprendizagem.

14 Quantidade nem sempre é sinônimo de qualidade ESTUDAR MUITO ESTUDAR DIREITO ESTUDAR DIREITO

15 Utilizar o espaço de estudo dirigido como espaço de reforço escolar das disciplinas dadas. Permitir que os alunos mantenham-se "soltos" nas atividades em sala de aula. Trabalhar sem articular sua prática com a dos demais professores da escola. Permitir que os alunos utilizem o espaço de estudo dirigido somente para fazer dever de casa. Aceitar que as aulas terminem sem um produto entregue ao professor responsável pela aula de Orientação de Estudo. Isso NÃO É trabalhar com Orientação de Estudo O QUE PODE E O QUE NÃO PODE SER CONSIDERADO NA ORIENTAÇÃO DE ESTUDO (alguns apontamentos )

16 UMA FORMA DE ESTUDAR: GRIFO/ANOTAÇÃO

17 Texto: Os estereótipos e os preconceitos Ciro Marcondes Filho

18 FORMAS DE ESTUDAR: GRIFO/ANOTAÇÃO ATIVIDADES

19 Os estereótipos e os preconceitos - grifos 1º § Estereótipos são ideias, imagens, concepções a respeito de pessoas, objetos, fatos etc., que as pessoas criam, aprendem ou simplesmente repetem, sem avaliar se são ou não verdadeiros – são vícios de raciocínio.

20 2º § EXEMPLIFICANDO Quando aparece na televisão um cozinheiro, o tipo que se constrói dele é o de um sujeito de avental branco, com um chapéu de mestre-cuca, em geral, com uma colher de pau na mão. Este é o estereótipo do cozinheiro. Uma empregada seria um tipo de mulher, em geral negra, com avental azul- marinho, fazendo limpeza, comida ou cuidando do bebê. O leitor poderá imaginar uma série de outros estereótipos (o mecânico, a vovó, o médico etc.

21 3º § O problema com os estereótipos é que essas figuras não são reais, ou seja, elas representam ideias que nós temos na cabeça, mas ideias fixas, permanentes, imutáveis. Há muitos tipos de cozinheiros; se nós formos visitar os restaurantes, os tipos humanos serão bastante diferentes um dos outros. O mecanismo do estereótipo age, não para criar um personagem que não existe, no sentido de fazer que a gente vicie nossa observação e reconheça como cozinheiro, empregada, médico, professor etc. somente aqueles modelos prontos, terminados, ou seja, esses modelos oficiais. Mas qual é o motivo dessa discussão toda?

22 4º §- A questão é que os estereótipos são os responsáveis pela criação de preconceitos, isto é, racismos, segregações e comportamentos dessa natureza. O preconceito é algo condenável, porque impõe uma ideia de uma pessoa que está a minha frente sem que eu a conheça. Se me aparecem duas candidatas a um emprego, uma bonita e sensual outra feia e franzina, minha tendência será a de escolher a moça bonita, não porque ela seja melhor, mas porque ela corresponde ao estereótipo da mulher interessante. Eu passo a ver a segunda candidata como alguém incapaz para o serviço, porque sua imagem externa me leva a isso. O problema é que, se eu contrato a primeira sem conhecê-la de fato, mas só pela aparência, estarei não só agindo com preconceito (pois o estereótipo ocupou o lugar da pessoa, a ideia ocupou o lugar do ser humano), como terei tomado uma decisão errada, pois ela poderá ser uma péssima funcionária.

23 5º § - O estereótipo, portanto, embora seja usado em toda a parte (nos anúncios, na televisão, no cinema), é algo que faz as pessoas verem errado, raciocinarem de forma incorreta, pois tira aos sujeitos a capacidade de pensar, ponderar, considerar e avaliar pessoas, fatos e ideias. Se isto não é feito age-se de forma preconceituosa.

24 ORGANIZANDO UM FICHAMENTO Texto: Os estereótipos e os preconceitos - Ciro Marcondes Filho

25 Título: Objetivo da leitura: Ideias destacadas Organizando um Fichamento Sua tarefa agora é organizar um texto escrito com as ideias que você grifou. Retome os objetivos de leitura e leia as ideias grifadas, que apresentam ideias completas.

26 Referência bibliográfica: Do que trata o texto? Ideias principais sobre estereótipo e sobre as relações entre estereótipo e preconceito:

27 PROCEDIMENTOS ENVOLVIDOS NESTAS ATIVIDADES Leitura global (silenciosa ou em voz alta, compartilhada); Releitura com localização (grifar, anotar, numerar, asterisco) e registro (anotar ao lado do texto) das partes mais importantes; Grifos; Anotações; Fichamento do texto

28 Princípios didáticos para o ensino dos procedimentos de estudo Levantamento dos conhecimentos prévios. Compartilhamento do procedimento que será ensinado. Contextualização. Modelização. Sistematização. Divulgação dos procedimentos de estudo aprendidos. Interdisciplinaridade.

29 Estabelecer novos vínculos sociais Inserção no mundo do Trabalho Incentivar alguém a voltar a estudar A competência leitora e escritora e a Orientação de Estudo Faz-se necessário ter clareza dos objetivos da disciplina. Utilizar nas aulas textos dos diferentes campos do conhecimento, que favoreçam a prática do ler para estudar. Discutir com os demais professores quais os procedimentos de estudos mais adequados a serem adotados nas aulas e nos projetos de pesquisa. Incluir na aula a autoavaliação dos estudantes acerca dos procedimentos de estudo aprendidos.

30 Planejamento das aulas de Orientações de Estudo Definir quais os procedimentos de estudo que serão aprofundados a cada bimestre, em cada ano escolar. Garantir que os procedimentos de estudo sejam atividades permanentes nesta disciplina. Organizar sequências didáticas e ou projetos que envolvam os procedimentos de estudo trabalhados.

31


Carregar ppt "ENCONTRO DE FORMAÇÃO PARA EQUIPES ESCOLARES DO PROGRAMA ENSINO INTEGRAL ORIENTAÇÃO DE ESTUDO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google