A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Livro: mãos de cavalo autor: daniel galera Análise: Profª. Waldevira Bueno Pires Mota.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Livro: mãos de cavalo autor: daniel galera Análise: Profª. Waldevira Bueno Pires Mota."— Transcrição da apresentação:

1 Livro: mãos de cavalo autor: daniel galera Análise: Profª. Waldevira Bueno Pires Mota

2

3 DANIEL GALERA – SÃO PAULO-1979 OBRA: * DENTES GUARDADOS (contos) (2001) * ATÉ O DIA EM QUE O CÃO MORREU (2003) * MÃOS DE CAVALO (2006) *CORDILHEIRA (2008) *CACHALOTE (HQ) (2010) em parceria com o desenhista Rafa Coutinho SITE PESSOAL: RANCHO CARNE

4 [Eu caminhava para a escola e ia imaginando planos em que uma grua subia aos poucos e me via lá embaixo como um pequeno objeto no meio da rua, caminhando para a escola.] Nicolas Cage

5 GÊNERO: ROMANCE PROTAGONISTA: HERMANO PROCESSO DE MONTAGEM DAS PARTES (CAPÍTULOS): HERMANO COM : 10 ANOS: 1ª 15 ANOS: 3ª-5ª-7ª-9ª-11ª-13ª-15ª ADULTO: 2ª-4ª-6ª-8ª-10ª-12ª-14ª

6 ESPAÇO:PORTO ALEGRE -RUAS -AVENIDAS -RIO GUAÍBA -BAIRROS -MORROS -ESTÁDIO BEIRA-RIO -HOSPITAL MÃE DE DEUS (fundado pelo Psiquiatra alemão RAINER HERMANN, naturalizado Brasileiro)

7 TEMPO: - INFÂNCIA : MEADOS DA DÉCADA DE ADOLESCÊNCIA : DÉCADA DE 1990 (1991-VER 5ª PARTE, p.68)= FALTAM 9 ANOS PARA O ANO TEMPO REAFIRMADO NA 7ª PARTE =FÉRIAS ENTRE E (p.79) -CARNAVAL ENTRE 9 E 12 DE FEVEREIRO de 1991(p.80)

8 REFERÊNCIA AO ANO DE 1991 TUDO O QUE FEZ DESDE AQUELE DOMINGO DE VÊ A SI MESMO COMO UM ADOLESCENTE DE QUINZE ANOS GIRANDO A MAÇANETA OVAL... (10ª PARTE OU CAPÍTULO, p. 126) Conclui-se: Hermano tem 10 anos por volta de 1986; em 1991 ele está com 15.

9 ENTRE ESTAS DUAS FAIXAS DE TEMPO OCORRE UM RITUAL DE PASSAGEM: -O TOMBO QUE HERMANO LEVA AO CORRER COM A BICICLETA AOS DEZ ANOS; -DESCOBRE QUE NÃO É MAIS UMA CRIANÇA: SER TRATADO COMO CRIANÇA ADICIONA UMA PITADA DE RAIVA A SEU MAU PRESSENTIMENTO. NINGUÉM DEVERIA SER TRATADO COMO CRIANÇA. E ELE NEM ESTÁ MAIS CHORANDO. (DIL)

10 ESTE RITUAL FICA MARCADO PELA PRESENÇA DA VELHA QUE PARECE BRUXA E DO GATINHO PRESO AO ARAME FARPADO. Hermano vai reaparecer com 15 anos na 3ª parte (capítulo) já adolescente, jogando futebol e enfrentando Bonobo. (PERMANECE COM 15 ANOS ATÉ O FINAL DA 15ª PARTE OU CAPÍTULOS ÍMPARES)

11 MARCAS TEMPORAIS DA FASE ADOLESCENTE - BICICLETA CALOI CROSS ARO 20 COM FREIO DE PÉ; -CALÇADO KICHUTE -TÊNIS M2000 -VIDEOGAME PHANTOM SYSTEM -CHINELOS SAMOA -BONECOS COMANDOS EM AÇÃO -BONECOS HE-MAN

12 - BICICLETA MOUNTAIN BIKE ARO 26 COM 10 OU 15 MARCHAS -BICICLETA TREK IMPORTADA CÂMBIO SEMIAUTOMÁTICO -NOVELA VAMP (Rede Globo a )

13

14 PERSONAGENS TIME DE HERMANO HERMANO PEDREIRO URUGUAIO BOLITA WAGNER MONTES TIME ADVERSÁRIO MORSA NÊGO CROMADO PALHAÇÃO MONONUCLEOSE BONOBO

15 AS MENINAS INGRID CORINA ISABELA (15 ANOS) NAIARA (13 ANOS)

16 PROCESSO DE AUTOCONHECIMENTO - DEPOIS DO TOMBO DE BICICLETA AOS 10 ANOS- NÃO SE ACHA MAIS CRIANÇA(p.20) -DESCOBRE AOS 15 ANOS SUA COVARDIA DIANTE DE BONOBO NO JOGO DE FUTEBOL (NÃO ENCARA O ADVERSÁRIO)(p.42-43) -CONCLUSÕES A RESPEITO DE MORSA (DESCOBRE QUE O AMIGO É A MELHOR PESSOA, APESAR DE INSPIRAR PIEDADE E PADECER DE UMA FRAQUEZA. -FRUSTRAÇÃO AO DESCOBRIR QUE OS AMIGOS GUARDAM SEGREDOS- CASO DE PEDREIRO

17 - TOMA CONSCIÊNCIA DA NECESSIDADE DA QUEDA, DA POSSIBILIDADE DE SANGRAR (p.91) -DESCOBRE QUE O INCIDENTE NO CAMPO DE FUTEBOL NÃO TIVERA PARA BONOBO A IMPORTÂNCIA QUE TEVE PARA SI MESMO (p.109) -REFLEXÕES SOBRE O TEMPO, SOBRE A VIDA E EXPERIMENTAÇÕES DURANTE O BAILE DE 15 ANOS DE ISABELA (p ) -PRIMEIRO E ÚLTIMO GOLE DE BEBIDA ALCOÓLICA JUNTO A BONOBO (p.121)

18 - DESCOBRE QUE INVEJA BONOBO, (MITO), APESAR DO ASPECTO FÍSICO (p.121) Nas partidas de futebol do campinho, Hermano podia, até certo ponto, se aproximar de Bonobo. Podia olhar para ele de perto, observar seu andar semi-ereto e suas feições símeas. (p.36)

19 O bonobo (Pan paniscus), também chamado chimpanzé pigmeu e menos frequentemente chimpanzé anão ou grácil...

20 O Bonobo não tinha ombros. Sua cabeça parecia um feijão gigante equilibrado sobre um torso triangular embasado por uma pochete de banha. Tinha os braços curtos como os de um tiranossauro. Todo mundo o achava parecido com o Horácio da turma da Mônica... Por mais medo ou repulsa que provocasse nos outros qualquer interação com ele tinha o sabor de um privilégio. (p. 42)

21

22 - MENTE, INVENTA, CRIA UMA HISTÓRIA FANTASIOSA E SENTE-SE BEM POR SER O CENTRO DAS ATENÇÕES EM RELAÇÃO À MORTE DE BONOBO -DESCOBRE QUE NÃO É CAPAZ DE AMAR NAIARA-SENSAÇÃO DE IMPOTÊNCIA EM RELAÇÃO A ISTO -DESCOBRE QUE A MORTE É UM CORPO DRENADO DE TODO O SANGUE -CONCLUI QUE NÃO MAIS PRECISARÁ FINGIR- DECIDE O QUE SERÁ NO FUTURO

23 ...a trilha o conduziu ao ofício que lhe parecia claramente destinado, a profissão que justificaria uma entrega completa à disciplina e ao mesmo tempo absorveria seu fascínio pelo sangue...Aprenderia a domar seu impulso, a domesticar o sangue, a aplicar a violência de forma científica com a nobre finalidade de curar outros seres humanos. Decidiu como seria o resto de sua vida inteira na semana que seguiu ao funeral. Se tornaria um médico. (10ª parte ou capítulo, p. 126)

24 Aos 30 anos, descobre que é um homem solitário e renegado que está abandonando todas as conexões com sua vida passada pra buscar algo em suas origens, dirigindo seu veículo por uma terra hostil até que o acaso lhe dá a oportunidade de fazer justiça com sua bravura. Salvou a vida daquele garoto, e agora... É o momento dos filmes, das histórias em quadrinhos e dos livros de aventura em que um homem descobre sua verdadeira natureza e se torna um herói. (p.154)

25 ATRAÇÃO PELO SANGUE - CADA GOTA QUE CAÍA DO JOELHO DEPOIS DO TOMBO AOS 10 ANOS -MAQUIAGEM VERMELHA PARA SIMULAR UMA LUTA COM BONOBO -MACHUCADOS DEPOIS DA CORRIDA DE BICICLETA -RESULTADO DA MORDIDA DE NAIARA EM SEU PEITO -O CORPO SEM SANGUE DE BONOBO

26 (AOS TRINTA ANOS) Sente gosto de sangue. Não é a primeira vez, mas dessa vez é o sangue da bravura, não da covardia. O gosto é outro. É bem melhor. Engole o sangue com sofreguidão, lambe os beiços. (12ª parte ou capítulo, p.151) (Importante momento do processo de autoconhecimento, opta pelo heroísmo)

27 RETOMADA DAS PALAVRAS DA VELHA QUE O SOCORRERA AOS DEZ ANOS: Sangue ruim, escuro. Do tipo que é bom que saia, pra dar mais lugar pro sangue novo, limpinho, aquele que corre lá por dentro, nas veias do fundo. (12ª parte ou capítulo,p.152 )

28 RITUAIS DE PASSAGEM - TOMBO DE BICICLETA AOS 10 ANOS -COLHEITA DAS AMORAS -FESTA DE 15 ANOS DE ISABELA -CAMINHADA AO LADO DE BONOBO DEPOIS DA FESTA DE ISABELA -1º BEIJO TROCADO COM NAIARA E CENA DE SADOMASOQUISMO -MORTE DE BONOBO

29 HERMANO ADULTO (por volta de 2006) HORÁRIOS EM QUE OCORRE A HISTÓRIA DE ACORDO COM A PARTE (OU CAPÍTULO) 2ª : 6h08 4ª : 6h13 6ª : 6h17 8ª : 6h23 10ª :6h31 12ª :6h43 14ª :8h04 (duração: menos de 2h de tempo cronológico)

30 PERSONAGENS QUE FAZEM PARTE DESTA FASE HERMANO: ADULTO COM 30 ANOS, CIRURGIÃO PLÁSTICO,PROFISSIONAL COMPETENTE E ÉTICO, ENTEDIADO COM O CASAMENTO, SAINDO DE VIAGEM PARA UMA ESCALADA ADRI (ESPOSA) NARA (FILHA) RENAN (AMIGO)

31 TEMPO PSICOLÓGICO EXTENSO -VIDA ESCOLAR PRÉ-VESTIBULAR -VESTIBULAR -VIDA ACADÊMICA -MUDANÇA DA ESPLANADA -CASAMENTO COM ADRI -NASCIMENTO DE NARA (RELATO DETALHADO DO PARTO) -ABERTURA DO CONSULTÓRIO -VIAGENS, ESCALADAS COM RENAN

32 - DETALHES SOBRE A EXPOSIÇÃO DE ARTE DE ADRI (CAPA DO LIVRO) -SIMBOLISMOS DA FIGUEIRA -ANÁLISE DA PERSONALIDADE DA ESPOSA -ANÁLISE DA PERSONALIDADE DE RENAN -ANÁLISE DE SI MESMO (descobre que Renan escala por vaidade e ele por fuga) -RELATO MINUCIOSO DO SONHO EM QUE MORSA APARECE

33 - TODA UMA RETOMADA DO PASSADO: RECONHECIMENTO DOS LUGARES EM QUE PASSARA A INFÂNCIA E A ADOLESCÊNCIA, CONVERSA COM BONOBO NA NOITE DOS 15 ANOS DE ISABELA,PLANOS DE BONOBO DE CONSTRUIR UMA CASA, MORTE DE BONOBO,SENTIMENTOS DE VERGONHA E FRUSTRAÇÃO POR NÃO TER DEFENDIDO O AMIGO,ACIDENTE AOS 10 ANOS, LEMBRANÇAS REVIVIDAS COM NAIARA...

34 CONTINUAÇÃO DO PROCESSO DE AUTOCONHECIMENTO -DESCOBRE QUE : Não é o herói de sua imaginação nem o médico. Se olha no retrovisor e não se reconhece. Apenas o sangue que sai da testa é incontestável, desempenha seu papel no mundo, belo e imprevisível. (p.156)

35 - PROCURA DEFINIR-SE AO PERCEBER QUE NÃO ADIANTA QUERER SER O OUTRO (Bonobo ou Renan) -...Até que a tragédia ocorreu, e com ela se impôs a verdade, o fato de que jamais seria alguém além dele mesmo, e que insistir em ser outro era desperdiçar energia e gerar frustração, vergonha e arrependimento. (p.176)

36 - TENTA ENCONTRAR-SE NA MEDIDA EM QUE RECOMPÕE O PASSADO E TEM A OPORTUNIDADE DE SALVAR O GAROTO (JOÃO) O QUE NÃO FIZERA POR BONOBO. -TENTA AFIRMAR-SE AO DECIDIR QUE NÃO IRÁ BUSCAR RENAN E, PORTANTO, NÃO MAIS FARÁ A VIAGEM NEM VOLTARÁ PARA CASA NEM PARA O CONSULTÓRIO NA SEGUNDA-FEIRA. Está na hora de ir. (p.179)

37 RITUAIS DE PASSAGEM DA FASE ADULTA - O PARTO TRAUMÁTICO DE ADRI (NASCIMENTO DE NARA) - O RETORNO À ESPLANADA - O SALVAMENTO DO GAROTO JOÃO - A DOR SENTIDA AO LEVAR OS PONTOS SEM ANESTESIA - O REENCONTRO COM NAIARA

38 MARCAS TEMPORAIS DA FASE ADULTA - A MÚSICA DE ELOMAR Elomar Figueira Melo _ Vitória da Conquista-BA- 1937

39 ELOMAR FIGUEIRA MELLO -Vive na zona rural de Vitória da Conquista, criando cabras, carneiros e bodes.; -Na Fazenda Gameleira, residência do poeta, foi criada a Fundação Cultural Casa dos Carneiros; - É um violeiro, cantador, menestrel que fala da vida na caatinga, fonte de inspiração para louvar o Criador; - Suas canções, compostas em dialeto sertanejo, exigem cantores líricos e orquestra para serem executadas, aproximando-se da música erudita.

40 A meu Deus um canto novo Elomar Figueira Melo Elomar Figueira Melo Bem de longe na grande viagem Sobrecarregado para o descansar Emergi de paragens ciganas Pelos mãos de Elmana, santos como a luz E em silêncio contemplo, então Mais nada a revelar Fadigado e farto de clamar às pedras De ensinar justiça ao mundo pecador Oh lua nova quem me dera Eu me encontrar com ela No pispei de tudo Na quadra perdida Na manhã da estrada E começar tudo de novo Topei in certa altura da jornada Com qui nem tinha pernas para andar Comoveu-me em grande compaixão Voltando o olhar para os céus Recomendou-me aos Deus Senhor de todos nós rogando Nada me faltar Resfriando o amor a fé e a caridade Vejo o semelhante entrar em confusão Oh lua nova quem me dera Eu me encontrar com ela No pispei de tudo Na quadra perdida Na manhã da estrada E começar tudo de novo Boas novas de plena alegria Passaram dois dias da ressurreição Refulgida uma beleza estranha Que emergiu da entranha Dos plagas azuis Num esplendor de glória Avistaram u'a grande luz Fadigado e farto de clamar às pedras De propor justiça ao mundo pecador Vô prossiguino istrada a fora Rumo à istrêla canora E ao Senhor das Searas a Jesus eu lôvo Levam os quatro ventos Ao meu Deus um canto novo

41 CARROS DA ÉPOCA PERUA BMW (+/ ) MITSUBISHI PAJERO TR4 (2006)

42 DETALHES DO PROCESSO NARRATIVO - Gosto por períodos muito longos; -Narração em terceira pessoa onisciente, narrador aderido à consciência do protagonista; -Todos os fatos são contados sob o ponto de vista de Hermano; -O narrador vai dando as informações aos poucos: detalhes do espaço, do tempo, o nome do protagonista (só aparece no capítulo terceiro e é repetido 4 vezes na mesma página)

43 -O narrador procura sempre relacionar os fatos vividos ou lembrados a cenas de filmes, misturando realidade e ficção (Mad max 2 (Mel Gilbson);

44 -A explicação do título do livro ocorre na terceira parte ou capítulo; -Na quinta parte, o narrador entremeia a história que conta com a fala (DISCURSO DIRETO) de Bolita que narra sobre os efeitos do chá de cartucheira ; - Gosto pela reiteração (a marca da bicicleta, a velha lata de tinta pendurada no galho, os detalhes da história narrada por Bolita, os jogos de videogame com Morsa); -Gosto pela ironia: o título do livro, o apelido de Wagner Montes, a afirmação de que GAÚCHO É MELHOR EM TUDO...

45 - A linguagem do narrador em terceira pessoa e das personagens é marcada pela oralidade, com desvios da norma culta:ajudar ela, praquela. Se agarrou..., andando de cavalo, com as flor, quando tu chegou, Tipo, quando eu caio., Se tornaria um médico A linguagem chega, às vezes, a ser vulgar: umas baranga assando a bunda no sol... Aí eu pensei vão se foder....ou cometer algo que pudesse ser qualificado como uma trepada de fato... Beijão na fissura anal do cu da tua mãe,... judar ela

46 - O narrador vai amarrando, ligando os fatos fragmentados aos poucos: *a relação de Uruguaio e Isabela (capítulos 5 e 9); *confusão entre Uruguaio e Bonobo (capítulos 9, 13, 15); *a referência à lata de tinta pendurada, marcando um ponto na Clareira (cap. 12,13 e 14); * a referência à figueira que aparece no cap. 2 e depois ressurge como obra de arte no cap. 4

47 - O narrador, às vezes, começa a narrar o fato pelo final e volta ao início (cap. 9) -O presente e o passado estão totalmente interligados: *os fatos ocorridos com Hermano na infância-adolescência parecem estar acontecendo na medida em que são lidos; *os fatos vividos por Hermano, enquanto dirige o carro naquela manhã, portanto, no presente, vêm misturados com as lembranças do passado.

48 - gosto pelos detalhes (muitos detalhes) *lista interminável dos apetrechos a serem levados para a escalada; *descrição minuciosa do lugar onde era realizado o Downhill; *o sonho em que Morsa Manera aparece é minuciosamente relatado; *as dificuldades do parto de Adri são tão detalhadas que provocam mal estar; *o caminho que leva à Clareira, os fatos que lá ocorrem e a morte de Bonobo são como que vistospelo leitor.

49 * enquanto o narrador relata os fatos que ocorrem com Hermano adulto, dá ao leitor as dicas daquilo que não ficou esclarecido na narração dos fatos da adolescência; -Numa obra como esta, o leitor tem papel fundamental, pois é copartícipe da criação literária; -O ideal é fazer a leitura duas vezes: a primeira como os capítulos são apresentados e, a segunda, alternados (= jogo da amarelinha) -Obra aberta: o final fica por conta do leitor.

50 CONCLUSÃO Ao retratar o protagonista em três fases da vida, Daniel Galera constrói uma trama delicada sobre perda e culpa na formação de uma identidade. Esta é a história de um homem em busca de si mesmo, dividido entre um passado traumático e a possibilidade de, no futuro, conviver com uma memória em que se confundem heroísmo e covardia. (contracapa do livro)


Carregar ppt "Livro: mãos de cavalo autor: daniel galera Análise: Profª. Waldevira Bueno Pires Mota."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google