A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Maria Santíssima, diz Santo Agostinho, foi a única que mereceu ser chamada Mãe e Esposa de Deus. E foi verdadeira Mãe de Deus, porque mística Esposa.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Maria Santíssima, diz Santo Agostinho, foi a única que mereceu ser chamada Mãe e Esposa de Deus. E foi verdadeira Mãe de Deus, porque mística Esposa."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 Maria Santíssima, diz Santo Agostinho, foi a única que mereceu ser chamada Mãe e Esposa de Deus. E foi verdadeira Mãe de Deus, porque mística Esposa do Espírito Santo por ele prevenida com a superabundância da graça desde o primeiro instante de sua Imaculada Conceição, e por ele plasmada e formada como que nova criatura( LG 56).

4 O Espírito Santo preparou-a com amorosíssimos desvelos para ser o tabernáculo vivo do Filho de Deus. Quando lhe aparece o Anjo para a grande mensagem, saúda-a, sem mais: Ave cheia de Graça (Lc 1,28). Já possuída pelo Espírito Santo, já cumulada pela sua graça, devia receber dele nova e singularíssima plenitude:

5 O Espírito Santo descerá sobre ti e a virtude do Altíssimo te cobrirá com sua sombra. O Espírito Santo vem sobre ela de maneira única: o Amor infinito fecunda-a e do seu corpo imaculado forma o corpo imaculado do Filho de Deus. Comovida pelas grandezas de Maria reza a Igreja:

6 O Deus onipotente e eterno... com a cooperação do Espírito Santo, preparastes o corpo e a alma da gloriosa Virgem Mãe Maria para que merecesse tornar-se digna mansão de vosso Filho. Com a cooperação do Espírito Santo: é ele o artífice deste milagre de graça e de amor.

7 Nossa Senhora pertence-lhe inteiramente, como sua Esposa, seu Templo, sua propriedade exclusiva. A Nossa Senhora o Divino Paráclito dirige as palavras do Cântico dos Cânticos:

8 Jardim fechado és, ó minha irmã, ó minha esposa, jardim fechado, fonte selada(4, 12). Jardim fechado a todo ingresso profano, jamais violado pela sombra do pecado, pelo vento das paixões, fidelíssima Esposa do Espírito Santo, a ele totalmente consagrada, atenta e dócil a todos os impulsos, a todas as inspirações. Maria, sentimo-nos impelidos a fazer com que nosso coração, à imitação do seu, esteja sempre pronto e dócil à ação do Espírito Santo.

9

10 10/05/2008


Carregar ppt "Maria Santíssima, diz Santo Agostinho, foi a única que mereceu ser chamada Mãe e Esposa de Deus. E foi verdadeira Mãe de Deus, porque mística Esposa."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google