A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

UPCII M Microbiologia Teórica 17 2º Ano 2013/2014.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "UPCII M Microbiologia Teórica 17 2º Ano 2013/2014."— Transcrição da apresentação:

1 UPCII M Microbiologia Teórica 17 2º Ano 2013/2014

2 Sumário T17 MJC2 D. O Ecossistema Oral Capítulo XVIII. Fluidos orais Saliva Propriedades gerais Mucinas e aglutininas Propriedades antimicrobianas da saliva Fluido Crevicular 23-10-2013

3 Saliva é produzida por Parótidas Submaxilares Sublinguais Glandulas menores da mucosa oral Labiais Bucais Glossopalatinas Palatinas Linguais 23-10-2013T17 MJC3 Saliva serosa Enzimas Aglutininas PRPs Iões Células plasmáticas Saliva mucosa mucinas

4 Funções da saliva Inibição da precipitação do Ca 2+ Efeito de tampão Digestão dos alimentos Lubrificação dos tecidos Actividade antimicrobiana (vírus, bactérias e fungos) Física Química Sabor 23-10-2013T17 MJC4

5 Funções das moléculas salivares MoléculaAglutinaçãoAdesão (+/-)AmicrobianaNutrição Amilase-+-+ Beta- Microglobulina + ? ?? Fibronectina-+-? Lisozima+++? Mucina++++ Aglutinina da parótida ++-? PRPs-+-? S-IGA+++? Staterina-+-? 23-10-2013T17 MJC5

6 Função das moléculas depende da conformação Amilase (tem origem no hospedeiro) Actividade catalítica Interação com streptococci orais (ABPs) Ligação à hidroxiapatite Estas funções desaparecem se forem cortadas as pontes de dissulfito 23-10-2013T17 MJC6

7 Maioria das moléculas são multifuncionais Estaterinas e PRPs Inibem a formação de fosfato de cálcio Adsorvidas à superfície promovem a colonização bacteriana As moléculas da saliva agem em conjunto Homocomplexos Oligomeros de mucinas por via de pontes bissulfito viscosidade e elasticidade Heterocomplexos De mucinas com IgA, lisosimas, cistatinas concentram as moléculas antimicrobianas à superfície da saliva 23-10-2013T17 MJC7

8 Interacção de moléculas salivares e bactérias Agregação e aglutinação das bactérias Quais? Adesão das bactérias à superfície Quais? Morte ou inibição do crescimento das bactérias Quais? Nutrição dos MO Quais? 23-10-2013T17 MJC8

9 Aglutinação das bactérias Ligação das bactérias a estas moléculas impede ligação ao esmalte, mucosa e biofilme. S-IgA, aglutinina da parótida, lisosimas, beta-microglobulina e iões de Ca 2+ Mucinas 30-80% hidratos de carbono MG1=MUC5B MG2=MUC7 MUC1 MUC4 23-10-2013T17 MJC9 Não exclusiva da saliva Associadas à membrana das células mucosas que as segregam Formadora de gel

10 Mucinas Orais 23-10-2013T17 MJC10

11 Mucinas e consistência da saliva Gel hidratado Proteínas + açúcares: Ácido siálico Glicose Galactose Fucose GlcNAc GalNAc Man 23-10-2013T17 MJC11

12 Mucinas e batérias Ácido siálico à superfície. Tem carga negativa. Serve de sinalizador para alguns Streptococci que têm lectinas Efeito aglutinador pois adere às lectinas. Comprovação experimental que [Strep. mutans] (MG2) 23-10-2013T17 MJC12

13 Aglutinina da parotida Glicoproteína gp340 ou DMBT1 Tem ac. siálico que se liga a uma lectina dos streptococci Esta lectina tem alta afinidade para o cálcio 23-10-2013T17 MJC13

14 sIgA 23-10-2013T17 MJC14

15 Produção de sIgA 23-10-2013T17 MJC15

16 sIgA Anticorpo segregado por clones de células-B Mistura com especificidades diferentes (IgA1- antigénios e IgA2 – LPS, LTA, polissacarideos) Liga-se aos antigénios bacterianos impedindo fixação ao substrato Microrganismos orais têm proteases específicas para sIgA1 Porphyromonas gingivalis Strep pneumoniae Neisseiria meningitidis Haemophilus influenzae 23-10-2013T17 MJC16

17 Saliva protege de Microrganismos por: 1. Aglutinação e eliminação por arrastamento: Mucinas sIgA Gp 340 Collectinas 23-10-2013T17 MJC17

18 Saliva protege de Microrganismos por: 2. Componentes antimicrobianos da saliva: Lisozymas Peroxidases Lactoferrina Histatinas Cistatinas Cromogranina A Fatores antivirais Defensinas 23-10-2013T17 MJC18

19 Componentes antimicrobianos da saliva Lisosimas Hidroliza ligações glicosidicas da parede Activa enzimas enzimas endógenas (autolisinas) Aglutina Outras propriedades ligadas a zonas anfipáticas do terminal C 23-10-2013T17 MJC19

20 Componentes antimicrobianos da saliva Peroxidase, tiocianato peróxido de hidrogénio Derivados do ião tiocinato inibem o crescimento bacteriano e impedem o desenvolvimento de Strep inibem desidrogenases membranares Inibem adesão aos dentes 23-10-2013T17 MJC20

21 Componentes antimicrobianos da saliva Lactoferrina Complexa iões de ferro essenciais para crescimento bacteriano Complexa hemina Impede adesão à HA 23-10-2013T17 MJC21

22 Componentes antimicrobianos da saliva Histatinas (HRPs) Catiónicas Cerca de 12 Diferem no comprimento, sequência e fosforilação Libertam histaminas das MAST Promovem o crescimento dos cristais de HA Inibem as proteases de cysteína bacterianad Ligam taninos Propriedades antifungicas e antibacterianas Impedem a coagreagação bateriana 23-10-2013T17 MJC22

23 Componentes antimicrobianos da saliva Cistatinas Péptidos ricos em cisteína que inibem proteases de cisteína baterianas. Também são reguladores de inflamação pois inibem proteases do hospedeiro e estimulam a produção de citocinas. 23-10-2013T17 MJC23

24 Componentes antimicrobianos da saliva Cromogranina A O seu processamento liberta um pétido com n-terminal (vasostatina-1). Propriedades antifungicas e antivirais 23-10-2013T17 MJC24

25 Componentes antimicrobianos da saliva AMPs Defensinas Pequenos péptidos (20-40 aa) São amfipáticos Os humanos são mais pequenos (15-20 aa) As alfa defensinas são produzidas por leucócitos.pele e epitélio respiratório As beta defensinas são produzidas pelos leucócitos e por e células epiteliais. Interagem e ativam sistema imunitário. 23-10-2013T17 MJC25

26 Propriedades antivirais da saliva A saliva parece também inibir a divisão de vírus como o HIV SLPI (secretory leukocyte protease inhibitor) protease serínica TSP1 GP que se liga à gp120 do HIV inibindo a ligação ao CD4 Gp 340 PRPs ligam-se ao gp120 de HIV 23-10-2013T17 MJC26

27 Defesas da cavidade oral presentes na saliva 23-10-2013T17 MJC27

28 Nutrição bacteriana Baseada nas proteínas E Glicoproteínas Conseguida por várias enzimas: Glicosidades, peptidades, neuraminidases, esterases Utilização da Amilase do hospedeiro 23-10-2013T17 MJC28

29 Fluido Crevicular Albumina Produtos inflamatórios (prostaglandinas, elastase, MMPs) Produtos de células fagocitárias Fibrina Fibronectina Hormonas Importância destas moléculas no diagnóstico (Periodontite) 23-10-2013T17 MJC29

30 Bibliografia T17 MJC3023-10-2013 Capítulo 31-Secção Oral Ecossystem Capítulo 4,5,6,7e8


Carregar ppt "UPCII M Microbiologia Teórica 17 2º Ano 2013/2014."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google