A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Universidade Estadual do Rio Grande do Sul Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental Componente curricular: Microbiologia Aula 1 1. Créditos: 60.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Universidade Estadual do Rio Grande do Sul Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental Componente curricular: Microbiologia Aula 1 1. Créditos: 60."— Transcrição da apresentação:

1 Universidade Estadual do Rio Grande do Sul Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental Componente curricular: Microbiologia Aula 1 1. Créditos: Carga horária semanal: 4 3. Semestre: 2° 4. Ementa. 5. Roteiro 6. Introdução Professor Antônio Ruas

2 1. Ementa Características gerais dos microrganismos: procariotos, protistas e fungos. Sua diversidade biológica e importância para o homem e os ecossistemas. Ênfase ao estudo das Bactérias quimiossintetizantes e fotossintetizantes; algas fotossintetizantes e bioindicadoras e associações fúngicas.

3 2. Referências bibliográficas 2. Referências bibliográficas 2.1 Bibliografia básica MARGULIS, L.; SCHWARTZ, K. V. Cinco Reinos: um guia ilustrado dos filos da vida na terra. 3. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, c p.,. PELCZAR, M.; CHAN, E.C.S.; KRIEG, N.R. Microbiologia: conceitos e aplicações, v. 1 e 2, São Paulo, Makron Books do Brasil, 524p., 2001 PURVES, WILLIAM K. Vida: a ciência da biologia/William K. PURVES ET (et al.). - 6a ed. - Porto Alegre: Artmed, V II: Evolução, diversidade e ecologia

4 Referências bibliográficas Referências bibliográficas 2.2 Bibliografia Complementar: REVIERS, BRUNO de. Biologia e Filogenia das algas. Porto Alegre: Artmed, 280p., 2006 LIMA, V. A., AQUARONE, E. e BONZANI, W., Biotecnologia e Tecnologia das Fermentações, v 1, Edgard Blucher, TORTORA, G. Introdução a Microbiologia. Artmed Editora. 6 ed, CZERESNIA, Dina. Do contágio à transmissão. Ciência e cultura na gênese do conhecimento epidemiológico. Rio de Janeiro: FIOCRUZ, 1997.

5 3. Objetivos 3. Objetivos Abordar os aspectos biológicos e ecológicos dos microorganismos e a sua importância na saúde coletiva e nos ecossistemas na situação de bioindicadores e proliferantes oportunistas e sinantrópicos.

6 4. Programa de Conteúdos 1 Apresentação da disciplina. Orientação sobre seminários. Histórico e importância da microbiologia. Conceitos gerais. Resumo sobre a origem da vida e a origem dos organismos atuais, procarióticos, eucarióticos e vírus. Correntes históricas na microbiologia: abiogênese e biogênese. 2 - Microbiologia e saúde. Contagionismo e constituição epidêmica. A teoria microbiana das doenças. As contribuições de Pasteur, Koch, John Snow, Finlay e Oswaldo Cruz. As descobertas de John Snow. Exercício: analisar os dados de Snow e retirar conclusões sobre a gênese do cólera. 3 - Mecanismos de defesa dos organismos superiores contra os microorganismos. 4 - O controle de microorganismos por agentes químicos, desinfetantes e antibióticos. Imunizações e vacinas. 5 - Culturas, isolamento e controle dos microorganismos. Princípios gerais

7 4. Programa de Conteúdos 6 - Classificação dos microorganismos. A teoria dos cinco reinos e os principais grupos de microorganismos: bactérias, algas, fungos, protozoários e vírus. 7 - Microbiologia e saneamento. Filme Mundo das Bactérias. Debate e ensaio sobre as questões levantadas. 8 - As bactérias. Introdução à bacteriologia. Classificação das bactérias. Técnicas básicas de isolamento e diagnóstico. Bactérias gram positivas e gram negativas 9 - Bactérias e saúde. Doenças bacterianas. Bactérias e alimentos. Bactérias e saneamento básico. Demonstração prática de bactérias gram positivas e gram negativas Avaliação I.

8 4. Programa de Conteúdos 11 - Os vírus. Classificação dos vírus. Doenças virais As algas microscópicas. Classificação das algas. Algas tóxicas e algas de valor nutricional. Demonstração prática de algas de ecossistemas aquáticos Protozoários. Classificação dos protozoários. Protozooses, protozoários e ecossistemas aquáticos. Demonstração prática de protozoários Os fungos. Introdução à micologia. Classificação dos fungos. Micoses. Micologia e produção industrial Revisão sobre microorganismos Avaliação II Avaliação III. Apresentação de seminários 18 - Avaliação dos seminários. Avaliação de recuperação final.

9 5. Seminários: Temas 1. Bactérias e utilização industrial. 2. Bactérias e saneamento ou saúde. 3. Algas tóxicas ou nutricionais. 4. Fungos e saúde: micoses. 5. Fungos e utilização industrial. 6. Protozoários importantes no meio ambiente e para a saúde. 7. Víroses de plantas, animais; viroses e saúde.

10 5. Seminários: Aspectos importantes na avaliação do seminário: Grupos: serão de dois a cinco alunos, não sendo permitidos seminários individuais ou com integrantes em número superior a cinco. Os temas são específicos de cada grupo, ou seja, havendo necessidade haverá um desdobramento do tema para permitir abordagens diferentes. Apresentação: qualidade dos recursos audio-visuais; domínio do conteúdo; capacidade de síntese e período utilizado.

11 5. Seminários: Aspectos importantes na avaliação do seminário: Texto: em formato de artigo de periódico científico com: titulo, autores, resumo, abstract e três palavras-chave, bem como capítulos de introdução, desenvolvimento em uma ou mais partes e conclusões. Devem constar também referências no texto e referências bibliográficas finais. O volume máximo é de 15 páginas impressas. O texto deve ser digitado em editor de texto conhecido, em fonte Arial 12 e espaço simples. O resumo e o abstract devem ser digitados em fonte 10 e consistem num único parágrafo. Envio do texto: em formato eletrônico e uma via impressa a ser entregue diretamente ou na secretaria até um dia antes da apresentação impreterivelmente.

12 6. Metodologia de Ensino: Desenvolvida com aulas expositivas construtivas para a integração dos temas abordados nos enfoques biológicos, ecológicos e aplicados, complementados com relatos de experiências. É composta também de estudo e trabalho em grupos para preparação de seminários, sobre os grupos de microorganismos estudados.

13 7. Avaliação. A média resulta da série de três avaliações de mesmo peso que valem dez. Estas são respectivamente duas avaliações teóricas com questões objetivas de escolha simples ou múltipla ou ainda dissertativas. Nestas avaliações, duas questões dissertativas correspondem a temas previamente apresentados. A terceira avaliação consiste da apresentação de seminário resultante de trabalho em grupo sobre microorganismos, com metade da nota referente ao texto em forma de artigo correspondente e metade à apresentação oral do trabalho. Ocorrerá uma recuperação na forma de exame final, dissertativo, para os alunos que não alcançarem a média seis. A avaliação final segue a Resolução 07/3003 – UERGS.

14 8. Histórico e importância da microbiologia. Microbiologia significa o estudo dos organismos microscópicos esuas atividades: milkros (pequeno) + logos (ciência). Com este enfoque, engloba o estudo da distribuição dos microorganismos, características e seus efeitos benéficos ou prejudiciais. Como uma categoria com poucas afinidades, separada filogeneticamente em muitos grupos, têm em comum o fato de serem individualizados ou coloniais, mas sem a formação de tecidos, o que distingue aqueles eucarióticos da sua descendência evolutiva em grupos como o dos fungos, algas e protozoários. As bactérias têm o seu primitivismo atestado pela própria característica de serem procarióticos e os vírus não são considerados células verdadeiras, mas fragmentos de ácidos nucléicos dotados de capacidade de reprodução. Generalmente se admiten seis grupos principales de microorganismos: bacterias, hongos, virus, algas, protozoos y rickettsias. Las bacterias son las más importantes por lo que concierne a los alimentos, pero los hongos juegan también un papel significativo. Son menos importantes los virus, mientras que los restantes grupos, algas (plantas simples), protozoos (animales unicelulares) y rickettsias (parásitos especializados de insectos), no se estudiarán salvo en lo referente a las enfermedades transmitidas por los alimentos. Los microorganismos, especialmente las bacterias, son los más ubicuos de los organismos vivos. Se encuentran en el aire en número variable y llegando a alturas considerables. En el suelo hay grandes cantidades (1 g. de suelo de jardín contiene muchos millones de bacterias), mientras que en el agua fresca y en la marina se encuentran cantidades mucho menores. Las bacterias, consideradas globalmente, se adaptan a condiciones extremas y por ello se desarrollan en un amplio rango de ambientes. Uno de los grupos especializados, las barófilas, se han aislado de las profundidades marinas y de los pozos petrolíferos en donde pueden darse presiones que superan las 100 atm. Ciertas especies bacterianas están adaptadas a vivir a temperaturas muy altas mientras que otras prefieren las temperaturas bajas. En uno de los extremos las bacterias aisladas de fuentes termales de Nueva Zelanda crecen a 90 0C, mientras que en el otro las aisladas en regiones de la Antártida pueden no crecer a más de 10 0C. Determinadas bacterias sobreviven a concentraciones de productos químicos dañinos que serían fatales para otras formas de vida. Se han encontrado bacterias en las superficies y en el interior de los tractos digestivo y respiratorio de los animales superiores, si bien los tejidos de los animales y plantas sanos generalmente están libres de bacterias. Esta adaptabilidad de las bacterias, que les permite vivir en condiciones ambientales extremas, causa con frecuencia problemas inesperados en la industria alimentaria. 2. CARACTERÍSTICAS 1.1 Conceitos gerais. 1.2 A origem da vida 1.3 A origem dos organismos atuais, procarióticos, eucarióticos e vírus. 1.4 Correntes históricas na microbiologia: abiogênese e biogênese.

15 8. Histórico e importância da microbiologia. As bactérias constituem o grupo mais importante da microbiologia, em função da sua abundância e ubiquidade, ou seja, estão em todos os lugares. São estudadas como contaminantes de alimentos e meio ambiente em geral, agentes de doenças para as pessoas e animais e aplicações industriais. Seguem-se fungos e algas com enfoques semelhantes ao das bactérias e, depois, protozoários e vírus muito mais estudados quando aos aspectos negativos, em especial das doenças e contaminações ambientais causadas por eles. Além das bactérias, os outros grandes grupos de microorganismos são eucarióticos: protozoários, algas e fungos e os vírus.

16 8. Histórico e importância da microbiologia. Os protozoários são eucarióticos unicelulares por definição e têm uma relação evolutiva com os animais. Fungos podem ser uni ou pluricelulares, micro e macroscópicos, razão pela qual a microbiologia tende a concentrar-se naqueles microscópicos relacionados a doenças e aplicações industriais. Da mesma forma as algas podem uni ou pluricelulares, sendo apenas as primeiras o objeto da microbiologia. Os vírus não podem ser considerados verdadeiros microorganismos e sim, fragmentos de DNA ou RNA dotados de capacidade reprodutiva ou replicativa graças a mecanismos conservadores da seleção natural. Como será visto, assemelham-se aos plasmídeos e outros pedaços de ácidos nucléicos transferíveis entre células.

17

18

19

20

21 Paramecium sp.: ciliado comum e bastante estudado.

22

23

24 Protozoários ectoparasitos de peixes: Epistylus sp.

25

26

27 Algas unicelulares: diatomáceas e crisofitas.


Carregar ppt "Universidade Estadual do Rio Grande do Sul Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental Componente curricular: Microbiologia Aula 1 1. Créditos: 60."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google