A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MODERNIDADE E EDUCAÇÃO Idade Moderna Os séculos XV e XVI marcam o começo de um período histórico chamado Idade Moderna, que se estende até o final do século.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MODERNIDADE E EDUCAÇÃO Idade Moderna Os séculos XV e XVI marcam o começo de um período histórico chamado Idade Moderna, que se estende até o final do século."— Transcrição da apresentação:

1 MODERNIDADE E EDUCAÇÃO Idade Moderna Os séculos XV e XVI marcam o começo de um período histórico chamado Idade Moderna, que se estende até o final do século XVIII. Três grandes acontecimentos se destacam nesse período: a Expansão Marítima, o Renascimento e a Reforma.Expansão Marítima Renascimento Reforma Esses acontecimentos alteraram profundamente a política, a economia, a sociedade e a cultura. Em conseqüência disso, as pessoas passaram a adotar modos de vida bem diferentes daqueles dos homens que viveram na Idade Média.

2 O que é Modernidade? Alguns conceitos Um"estilo, costume de vida ou organização social que emergiram na Europa a partir do século XVII e que ulteriormente se tornaram mais ou menos mundiais em sua influência". (GIDDENS, 1991, p. 11).

3 O que é Modernidade?Alguns conceitos: Para Rouanet (1993: 121), "a modernização significa principalmente aumento de eficácia. Mesmo quando outros valores parecem estar em jogo, como a democracia ou a autonomia da razão, o que se esconde atrás deles é sempre um desempenho mais eficaz do sistema econômico, político ou cultural". A racionalização da vida na modernidade foi valorizada sobremaneira. Dessa racionalização surge o capitalismo industrial e nele implícito o crescimento da economia através do desenvolvimento tecnológico.

4 Características da Modernidade Para Giddens (1991)...o ritmo das mudanças, que na condição moderna ocorrem com uma rapidez extrema. Portanto, a idéias que movem esse período são a velocidade e a comunicação que geram as transformações globais. A segunda característica é o motivo da mudança, as transformações sociais em toda a superfície da terra

5 Características da Modernidade A terceira e última característica apontada por Giddens (1991) tem ligação com a natureza intrínseca das instituições modernas, até então inexistentes, tais como: o sistema político do estado-nação, a completa transformação de produtos e serviços em mercadorias e a dependência da produção de fontes de energia inanimadas.

6 Características da Modernidade Na área política, Roaunet (1993) destaca a racionalização do Estado através das lutas contra os benefícios da nobreza, a racionalização das leis ao combater as leis regionais que atendiam apenas necessidades passageiras, a racionalização do sistema fiscal que pregava a diminuição dos gastos da corte e a arrecadação de impostos sem privilégios para a aristocracia ou para o clero e a racionalização administrativa que implantou a administração burocrática racional, ou seja, priorizou como critério para o preenchimento de cargos, a competência para exercer a função e não a casta social.

7 Características da Modernidade a modernização cultural é entendida por Roaunet (1993) como um dos períodos onde a secularização do mundo foi proeminente. Esse movimento tentou criar um mundo regido pela razão em detrimento do fanatismo e da superstição. Inicia-se, neste momento, a publicação de obras que questionam os milagres e as profecias citadas no Antigo Testamento e no Evangelho.

8 Características da Modernidade No campo econômico, é construído o entendimento que a modernização quando intenta o aumento da autonomia se relaciona, principalmente, com os indivíduos e não com as estruturas sociais e deve ser entendida como a capacidade efetiva de obter meios necessários para o próprio bem-estar material. Assim, "uma sociedade é mais moderna que outra quando favorece de modo mais cabal a plena autonomia de todos os indivíduos" (ROUANET, 1983: 143).

9 Características da Modernidade A autonomia deveria possibilitar aos homens a capacidade efetiva de conquistar com seu trabalho, os bens e serviços necessários ao seu próprio bem- estar. Modernização política, pela lógica da autonomia, significa emancipar e propunha que: o Estado deveria ser capaz de assegurar a liberdade, a sociedade civil teria que orientar o Estado a garantir isso e impedi-lo de transgredir esses limites e as categorias sociais deveriam emancipar-se progressivamente e participar do processo político.

10 Características da Modernidade No domínio cultural, a autonomia pregada pela modernidade procurava emancipar o homem em sua qualidade de cientista, de sujeito ético e de artista, eliminando os obstáculos externos à sua atividade. Dessa maneira, os cientistas adquiriram maior liberdade e suas vidas sem correr riscos quando propusessem alguma tese que contrariava a religiosidade. Diminuíram os entraves à pesquisa e à divulgação de seus resultados.

11 Modernidade Modernismos Modernização

12 Modernidade A modernidade costuma ser entendida como um ideário ou visão de mundo que está relacionada ao projeto de mundo moderno, empreendido em diversos momentos ao longo da Idade Moderna e consolidado com a Revolução Industrial. Está normalmente relacionada com o desenvolvimento do Capitalismo.

13 Modernismo O modernismo é um movimento estético e ético. No domínio estético, corresponde a uma modalidade do gosto nos diferentes domínios da arte, tanto literária como pictórica e musical.. O modernismo está portanto associado aos movimentos de vanguarda que conceberam os seus projetos a partir da ruptura para com os modelos estéticos e para com as normas éticas aceitas

14 A modernização é sobretudo um processo técnico e econômico marcado pelo imperativo de renovação, tanto dos mecanismo produtivos como dos procedimentos administrativos utilizados na organização da vida coletiva. Modernização

15 Elementos que definem a Modernidade Mudança arquitetônica:vidro, amplas avenidas e linhas retas. Industrialização da produção: o conhecimento científico é transformado em tecnologia. Aceleração do ritmo de vida. Novas formas de poder corporativo e luta de classes. Sistemas de comunicação de massa. Tensão entre estados nacionais fortalecidos, identidades locais e movimentos populares.

16 Modernidade no Brasil: características Urbanização intensa. Formação de um proletariado. Mercado consumidor interno. Industrialização. Crescimento das editoras. Formação de universidades. O processo de modernização leva a necessidade de um repensar sobre as estruturas sociais e políticas vigentes.

17 Modernidade e Educação A escola atual, grosso modo, possui uma arquitetura montada nos pilares da modernidade. A fragmentação do conhecimento, sua estruturação em pré- requisitos, seu processo de avaliação conteudista e sem significado para os alunos: tudo isso ancora a escola no século XVIII, tornando-a cada vez mais menos significativa e menos valorizada, se distanciando de sua função problematização.

18 Modernidade e Educação O professor moderno é preparado para o previsto, o controlável. Toda e qualquer problematização contingencial que fuja ao escopo de seu planejamento é vista como ameaçadora, portanto objeto de eliminação pelo poder soberano. A escola moderna, por fim, diz-se atual através de uma transposição de tecnologia, uma mudança de tom que toca, no entanto, a mesma música. Corre o risco de cair no utilitarismo a pretexto de modernizar-se, em tornar-se antenada com a modernidade radical, com as demandas da globalização.

19 Modernidade e Educação Não só como ensinar era suficiente, mas o quê ensinar passou a ser uma necessidade da escola moderna, deixando esse campo de ser uma escolha do professor, mas ditado pelos regulamentos da instrução e regimentos escolares.

20 Modernidade e Educação Vale lembrar que no movimento de expansão da escola pública ao lado dos professores concursados, existia uma grande quantidade de leigos, para os quais, os compêndios se tornavam imprescindíveis. Esse novo e moderno material, indicador do quê ele deveria ensinar, foi um importante fator de distanciamento do mestre do seu próprio saber que, em nome da racionalidade e da ciência, fora relegado a plano secundário. Assim, os livros didáticos se apresentaram, ao lado dos métodos de ensino, como poderosos aliados da pedagogia moderna

21 Modernidade e Educação O conjunto das transformações operadas na escola moderna refletiu no cotidiano escolar. Além de indicar o quê ensinar, como ensinar introduzia-se um "cronômetro" escolar, determinante do quando ensinar. O tempo escolar, passando a ser sinônimo de valor e a escola transformada em espaço responsável pela formação do futuro cidadão produtivo, ordeiro, disciplinado, moralizado e, conseqüentemente, cumpridor de seus deveres, não poderia ser desperdiçado, mas, contrariamente, racionalmente utilizado.

22 Modernidade e Educação A modernização do sistema escolar, integrou um projeto mais amplo de modernização da sociedade brasileira, acompanhada de um vigoroso processo de urbanização, de fixação das escolas. O sistema escolar, acompanhando de perto a modernização das cidades, compartilhou e influenciou esse mesmo processo. O movimento escolar, foi responsável pela ativação do comércio – através do qual eram adquiridos materiais necessários –, impulsionou o desenvolvimento dos trabalhos artesanais e manufatureiros – pelas encomendas de mobiliário para as escolas –, pressionou o melhoramento e modernização dos serviços de abastecimento de água pois, com o aumento das escolas, a exigência de água, aliada às pressões sanitaristas, tornava-se imperativa –, tendo sido ainda responsável pelos desdobramentos culturais citadinos – teatros, clubes, associações, imprensa, festas cívicas, exposições, feiras, etc.

23 Nessa medida, o projeto educacional moderno não foi imposto sem resistências, mas contou com um movimento de mão dupla: as respostas sociais dadas nem sempre foram as esperadas pelos seus proponentes, constituindo, esse movimento, num campo de sombras que, muitas vezes, determinou alterações nos rumos das propostas originalmente formuladas, materialização dos contornos possíveis da utópica realização de um projeto único no interior de um heterogêneo, multifacetado e muitas vezes silenciado universo cultural. Modernidade e Educação


Carregar ppt "MODERNIDADE E EDUCAÇÃO Idade Moderna Os séculos XV e XVI marcam o começo de um período histórico chamado Idade Moderna, que se estende até o final do século."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google