A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Teoria de Freud enfatiza uma seqüência de estágios no desenvolvimento da libido. Os processos psicológicos parecem estar sempre relacionados paralelamente.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Teoria de Freud enfatiza uma seqüência de estágios no desenvolvimento da libido. Os processos psicológicos parecem estar sempre relacionados paralelamente."— Transcrição da apresentação:

1

2 A Teoria de Freud enfatiza uma seqüência de estágios no desenvolvimento da libido. Os processos psicológicos parecem estar sempre relacionados paralelamente aos processos fisiológicos básicos.

3 Freud fala basicamente em três instâncias: - ID: princípio do prazer, onde tudo é possível, sem leis, sem moral – instinto, presente desde o nascimento. - EGO: princípio da realidade, é a pele que limita por fora e a mucosa com a qual se relaciona consigo mesmo. - SUPEREGO: moral, controle externo internalizado.

4 A libido é uma energia voltada para a obtenção de prazer. Sexualidade é tudo o que dá prazer. O desenvolvimento infantil passa por diferentes fases, onde a libido vai estar concentrada em diferentes áreas (boca, ânus e genitais).

5 Pode ocorrer uma Fixação em determinada fase, por não poder satisfazer um desejo, ou falha no desenvolvimento onde a energia fica imobilizada E pode também ocorrer a Regressão – voltar a fase anterior, em busca de prazer e segurança

6 FASES DE DESENVOLVIMENTO FASE ORAL 0 A 2 ANOS FASE ANAL 18 MESES A 4 ANOS PERIODO DE LATENCIA 6 A 12 ANOS FASE GENITAL ACIMA DE 12 ANOS FASE FALICA 3 A 7 ANOS

7 FASE ORAL No recém-nascido, a área do corpo mais sensível é a boca. Libido concentra-se na boca e áreas próximas. É pela boca que começará a conhecer o mundo. É pela boca que fará sua primeira e mais importante descoberta afetiva: o seio. Que é o seu primeiro objeto de ligação, depositário de seus amores e ódios.

8 O seio já existe para a criança quando ainda não consegue reconhecer o objeto total: a mãe. A redução da tensão é alcançada pela amamentação, provocando prazer. Incorporação: primeira forma de conhecer o mundo.

9 Primeiro subestágio: oral passivo ou etapa oral de sucção, incorpora o que é dado e visa aprender o mundo (mãe, seio). Segundo subestágio: oral ativo ou agressivo, ou oral sádico-canibal, coincide com o início da dentição. Posição ambivalente: amar- incorporação, mastigar- destruição.

10 FASE ANAL Início aos 18 meses, mais ou menos, a libido passa da área oral para a anal. Maturação psicomotora, andar, falar e o controle dos esfíncteres, movimento de pinça com as mãos. Libido organiza-se sobre a zona erógena anal.

11 Dois processos básicos estão se organizando na evolução psicológica: Fantasias da criança sobre seus primeiros produtos; E como se relaciona com o mundo através desses produtos (andar, falar e fezes). Duas modalidades de relação serão estabelecidas: projeção e controle.

12 Os produtos anais são objetos que vêm de dentro do próprio corpo, são de certa forma parte da criança, geram prazer ao serem produzidos. Muitas vezes durante o treino dos esfíncteres, as fezes são dadas como presente aos pais. Quando o desenvolvimento é normal, quando a criança ama e sente que é amada pelos pais, cada elemento que ela produz é sentido como bom e valorizado.

13 O sentimento básico que fica estabelecido e levará para as etapas posteriores é a de que seus produtos são bons, ou seja, um sentimento geral de adequação. ETAPAS ANAIS: Anal expulsivo: etapa inicial é biologicamente caracterizada pelo domínio da expulsão das fezes, relacionado com os mecanismos psicológicos da projeção. Anal retentivo: ligado ao controle dos esfíncteres, relacionado aos mecanismos psicológicos de controle.


Carregar ppt "A Teoria de Freud enfatiza uma seqüência de estágios no desenvolvimento da libido. Os processos psicológicos parecem estar sempre relacionados paralelamente."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google