A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CURSO: PEDAGOGIA Profª Ms.: Solange Brito Avaliação Educacional.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CURSO: PEDAGOGIA Profª Ms.: Solange Brito Avaliação Educacional."— Transcrição da apresentação:

1 CURSO: PEDAGOGIA Profª Ms.: Solange Brito Avaliação Educacional

2 Eixo Temático: Ação Docente e Sala de Aula; Núcleo de Fundamentos, Organização e Gestão do Trabalho Pedagógico; Tema: História e evolução da Avaliação Educacional Conteúdo : - Evolução do conceito de Avaliação. - Determinações da LDB9394/96. -A avaliação do processo Ensino e Aprendizagem

3 EVOLUÇÃO DO CONCEITO DE AVALIAÇÃO LDBEN 4024/61 (deixou à escola a possibilidade de determinar em regimento sua organização administrativa, disciplinar e didática) LDB 4024/61 – Art.:39 - §1º: A apuração do rendimento escolar fica a cargo do estabelecimento de ensino. §2º:Os exames serão prestados perante comissão examinadora formada de professores do próprio estabelecimento e, se este for particular, sob a fiscalização da autoridade competente.

4 Desde o início do séc XX: 1.ª fase: Déc 20 e 30 - associadas à mensuração não se distinguia avaliação e medida. A atenção estava concentrada na elaboração de instrumentos ou testes para verificação do rendimento escolar: -papel do avaliador: técnico. Testes e exames eram indispensáveis. 2.ª fase: Déc 30 e 40 = descritiva (necessário descrever o que seria sucesso ou dificuldade com relação aos objetivos estabelecidos) - papel do avaliador: descrever padrões e critérios, embora técnicos em sua atuação; - termo surgido: Avaliação Educacional

5 3.ª fase: Déc de 50 a 90 = julgamento: - termo: juízo e valor; -papel do avaliador: juiz. 4.ª fase: Déc de 90: - característica principal: negociação; respeito às diferenças; -é um processo interativo que se fundamenta num Paradigma Construtivista -papel do avaliador: comunicador;

6 LDB 5692/71: O tema Avaliação enquanto conceito e funções começam a ser estudado nas escolas, nos encontros pedagógicos e Conselhos de Classe. Os aspectos qualitativos da avaliação dos alunos (atitudes, valores, mudanças de comportamento, interesse, atenção, etc), preponderando sobre os quantitativos (número de acertos/erros nas provas e testes).

7 A discussão sobre Avaliação fica mais intensa e começa a ficar mais visível aos professores e todos do processo educativo que avaliar é um processo contínuo, que envolve professores, alunos, funcionários, responsáveis e as propostas pedagógicas oferecidas pela escola.

8 LDB 9394/96: Art. 12. Os estabelecimentos de ensino, respeitadas as normas comuns e as do seu sistema de ensino, terão a incumbência de: III - assegurar o cumprimento dos dias letivos e horas- aula estabelecidas; IV - velar pelo cumprimento do plano de trabalho de cada docente; V - prover meios para a recuperação dos alunos de menor rendimento VII – informar os pais e responsáveis sobre a freqüência e o rendimento dos alunos, bem como a execução de sua proposta pedagógica.

9 Art. 13. Os docentes incumbir-se-ão de: III - zelar pela aprendizagem dos alunos; IV - estabelecer estratégias de recuperação para os alunos de menor rendimento. prevalência dos aspectos qualitativos sobre os quantitativos, além de maior valorização dos resultados ao longo do período sobre os de eventuais provas finais. (Artigo 24, inciso V). RECUPERAÇÃO PARALELA PPPPP


Carregar ppt "CURSO: PEDAGOGIA Profª Ms.: Solange Brito Avaliação Educacional."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google