A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

COMUNICAÇÃO INTERPESSOAL NAS ORGANIZAÇÕES - 33 horas aula NPG – NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO - FADEPE CURSO: COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL Prof. Sérgio Cruz, Msc.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "COMUNICAÇÃO INTERPESSOAL NAS ORGANIZAÇÕES - 33 horas aula NPG – NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO - FADEPE CURSO: COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL Prof. Sérgio Cruz, Msc."— Transcrição da apresentação:

1 COMUNICAÇÃO INTERPESSOAL NAS ORGANIZAÇÕES - 33 horas aula NPG – NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO - FADEPE CURSO: COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL Prof. Sérgio Cruz, Msc.

2 Ementa Importância da integração das pessoas da organização. Dinâmicas de Integração. Comunicação verbal e não verbal. Barreiras físicas e interpessoais. Conflitos interpessoais e de grupo. Assertividade e as relações em grupo. Motivação. Satisfação do(a) funcionário(a) e do(a) servidor(a) público(a). Trabalhos em equipe.Formação e importância para o(a) gestor(a). Auto-conhecimento e importância para o(a) gestor(a).Tipos de liderança.

3 Objetivo Geral e Objetivos Específicos Geral: Discutir a Comunicação interpessoal e os aspectos comportamentais na organização. Específicos: a. Identificar criticamente aspectos comportamentais e suas relações com a comunicação organizacional; b. Compreender o processo de comunicação interpessoal; c. Discutir e exercitar a importância das habilidades interpessoais; d. Estabelecer a ligação entre contribuições teóricas e sua prática cotidiana. e. Provocar vivências que transformem compreensão em mudanças internas.

4 Metodologia e Avaliação Metodologia: Exposição dialogada, filmes,debate resenhado, discussão em grupo, dinâmicas, estudos de caso, vivências, jogos e exercícios. Exposição dialogada, filmes,debate resenhado, discussão em grupo, dinâmicas, estudos de caso, vivências, jogos e exercícios.Avaliação Participação em sala e nas dinâmicas. Participação em sala e nas dinâmicas. Resenha dos filmes. Resenha dos filmes. Trabalho acadêmico – 22/11/08. Trabalho acadêmico – 22/11/08.

5 Bibliografia recomendada BERLO, David K. O processo da Comunicação: introdução à teoria e a prática. São Paulo:Martins Fontes, BERLO, David K. O processo da Comunicação: introdução à teoria e a prática. São Paulo:Martins Fontes, BYHAM, William C. Zapp – o poder da energização. Rio de Janeiro: Campus, BYHAM, William C. Zapp – o poder da energização. Rio de Janeiro: Campus, PENTEADO, J. R. Whitaker, A técnica da comunicação humana. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, PENTEADO, J. R. Whitaker, A técnica da comunicação humana. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, DIMBLEY, R., BURTON, G. Mais do que palavras; uma introdução a comunicação. São Paulo: Summus, DIMBLEY, R., BURTON, G. Mais do que palavras; uma introdução a comunicação. São Paulo: Summus, ROBBINS, Stephen P. Administração, Mudanças e perspectivas. São Paulo: Saraiva, ROBBINS, Stephen P. Administração, Mudanças e perspectivas. São Paulo: Saraiva, WAGNER III, J. A. e HOLLENBECK, J. R. Comportamento organizacional. São Paulo: Saraiva, WAGNER III, J. A. e HOLLENBECK, J. R. Comportamento organizacional. São Paulo: Saraiva, 1999.

6 Etapas da disciplina 1ª Etapa – 18/10 – Conceitos de Comunicação e de Comunicação Interpessoal. 1ª Etapa – 18/10 – Conceitos de Comunicação e de Comunicação Interpessoal. 2ª Etapa – 25/10 – Relações interpessoais e grupais na Organização e a Organização como indivíduo. 2ª Etapa – 25/10 – Relações interpessoais e grupais na Organização e a Organização como indivíduo. 3ª Etapa – 08/11 – Trabalho em equipe, satisfação, motivação e liderança. 3ª Etapa – 08/11 – Trabalho em equipe, satisfação, motivação e liderança. 4ª Etapa – entrega dos trabalhos. 4ª Etapa – entrega dos trabalhos.

7 1ª Etapa – 18/10 O que é comunicação? Só para relembrar... O que é comunicação? Só para relembrar... Exercício: Discussão sobre a história de John. Exercício: Discussão sobre a história de John. Filme: Estrada para Glória (Glory Road), produção de Jerry Bruckheimer. Filme: Estrada para Glória (Glory Road), produção de Jerry Bruckheimer. O que é Comunicação interpessoal? O que é Comunicação interpessoal? Exercício Exercício

8 Onde paramos? Uma pequena aproximação com o que já foi visto... Uma pequena aproximação com o que já foi visto...

9 Conceitos iniciais - Comunicação A comunicação, enquanto processo, dá vida, por meio de encadeamento das partes, à empresa. (Thayer). A comunicação, enquanto processo, dá vida, por meio de encadeamento das partes, à empresa. (Thayer). Uma organização se desenvolve graças ao sistema de comunicação que ela cria e mantém e que é responsável pelo envio de mensagens de três grande sistemas: Uma organização se desenvolve graças ao sistema de comunicação que ela cria e mantém e que é responsável pelo envio de mensagens de três grande sistemas: 1. Sociopolítico, onde se inserem os valores globais e as políticas do meio- ambiente; 2. econômico-industrial: os padrões de competição, as leis de mercado, a oferta e a procura; 3. Microclima interno das organizações: normas e políticas necessárias às operações empresariais, e a própria cultura organizacional.

10 Comunicação como Poder Expressivo (Torquato) A comunicação que, enquanto processo, transfere simbolicamente idéias entre interlocutores, é capaz de, pelo simples fato de existir, gerar influências. A comunicação que, enquanto processo, transfere simbolicamente idéias entre interlocutores, é capaz de, pelo simples fato de existir, gerar influências. A comunicação tem o poder de legitimar outros poderes existentes nas organizações, a saber: A comunicação tem o poder de legitimar outros poderes existentes nas organizações, a saber: 1. Poder remunerativo; 2. Poder normativo; e 3. Poder coercitivo.

11 Comunicação como Poder Expressivo nos ambientes internos Nas operações e atividades rotineiras – cotidiano. Nas operações e atividades rotineiras – cotidiano. Para a animação dos ambientes internos – na lógica da produção. Para a animação dos ambientes internos – na lógica da produção. Fator homeostático – equilíbrio interno. Fator homeostático – equilíbrio interno. O engajamento, a concordância e os níveis de satisfação X sistema de comunicação. O engajamento, a concordância e os níveis de satisfação X sistema de comunicação. Fluxos ascendentes e descendentes. Fluxos ascendentes e descendentes. Líder informal e o líder negativo. Líder informal e o líder negativo. CUIDADO: boatos, rumores, retenção da informação nos níveis intermediários, grupos fechados etc. CUIDADO: boatos, rumores, retenção da informação nos níveis intermediários, grupos fechados etc.

12 O que é comunicação - Meios de Comunicação a) Forma de comunicação são elementos distintos e separados uns dos outros, tendo seus próprios sitemas paa transmitir mensagens. Ex: a escrita, suas palavras e suas regras. são elementos distintos e separados uns dos outros, tendo seus próprios sitemas paa transmitir mensagens. Ex: a escrita, suas palavras e suas regras.

13 O que é comunicação b) Veículos de comunicação São os meios de comunicação, que combinam diferentes formas. São os meios de comunicação, que combinam diferentes formas. São meios de comunicação, que controlamos diretamente, tal como a comunicação não-verbal (gestos, expressões faciais, maneira de vestir). São meios de comunicação, que controlamos diretamente, tal como a comunicação não-verbal (gestos, expressões faciais, maneira de vestir).

14 O que é comunicação c) Mídia São elementos de comunicação de massa de um grupo distinto dirigindo-se a outro, dentro de um mesmo processo. São elementos de comunicação de massa de um grupo distinto dirigindo-se a outro, dentro de um mesmo processo. Incluem também inúmeras formas de comunicação. Por exemplo, a televisão oferece palavras, imagens e sons. Incluem também inúmeras formas de comunicação. Por exemplo, a televisão oferece palavras, imagens e sons. São baseados em tecnologias e fazem uma ponte entre o comunicador e o Receptor. São baseados em tecnologias e fazem uma ponte entre o comunicador e o Receptor.

15 A Comunicação é um processo História de John – leitura História de John – leitura A comunicação é uma experiência cotidiana. A comunicação é uma experiência cotidiana. Algumas formas de comunicação estão contidas em si mesmas. Algumas formas de comunicação estão contidas em si mesmas. Algumas qualidade de formas ou meios de comunicação são impostas. Algumas qualidade de formas ou meios de comunicação são impostas. Todas as formas de comunicação ampliam o poder de nossos sentidos. Muitos meios de comunicação são intencionais. Todas as formas de comunicação ampliam o poder de nossos sentidos. Muitos meios de comunicação são intencionais.

16 A comunicação é uma atividade Nós vivenciamos a comunicação como uma atividade. Nós vivenciamos a comunicação como uma atividade. A comunicação é algo que aprendemos a fazer. A comunicação é algo que aprendemos a fazer.

17 Categorias de Comunicação a) Auto comunicação Comunicação consigo e para você mesmo. Comunicação consigo e para você mesmo. Ex: diários, memórias, autobiografias. Ex: diários, memórias, autobiografias.

18 Categorias de Comunicação b) Comunicação interpessoal A comunicação entre pessoas – frente a frente, face a face. A comunicação entre pessoas – frente a frente, face a face. Um telefonema. Um telefonema. Em situações com mais de duas pessoas: em casa ou ambiente de trabalho. Em situações com mais de duas pessoas: em casa ou ambiente de trabalho. A ênfase no falar e nas formas não- verbais de comunicação constituem características desta categoria. A ênfase no falar e nas formas não- verbais de comunicação constituem características desta categoria.

19 Categorias de Comunicação c) Comunicação de grupo A comunicação entre pessoas num grupo e entre um grupo e outro grupo. A comunicação entre pessoas num grupo e entre um grupo e outro grupo. Pequenos grupos e grandes grupos. Pequenos grupos e grandes grupos. Pequenos grupos (também interagem face a face) Pequenos grupos (também interagem face a face) A família, grupo de amigos, comitê de trabalho. A família, grupo de amigos, comitê de trabalho.

20 Categorias de Comunicação – comunicação de grupo. Grandes grupos Grandes grupos Repetição de encontros Repetição de encontros Objetivos distintos dos grupos pequenos Objetivos distintos dos grupos pequenos

21 Categorias de Comunicação d) comunicação de Massa A comunicação recebida ou utilizada por um grande número de pessoas. A comunicação recebida ou utilizada por um grande número de pessoas.Subdivisões: mass mídia – grandes audiências. mass mídia – grandes audiências. Indústria fonográfica, telefone e correios. Indústria fonográfica, telefone e correios. (...) são utilizados em larga escala, por milhares e milhares de pessoas a todo o momento. (BURTON, 1990: p.22) (...) são utilizados em larga escala, por milhares e milhares de pessoas a todo o momento. (BURTON, 1990: p.22)

22 Comunicação – Conceitos Guia A comunicação é o processo da partição da experiência para que se torne patrimônio comum. Ela modifica a disposição mental das duas partes associadas.A sociedade não só continua a existir pela transmissão, pela comunicação, como também se pode perfeitamente dizer que ela é transmissão e comunicação(J. Dewey).

23 Comunicação – Conceitos Guia A palavra comunicação deriva do latim communicare, cujo significado seria tornar comum, partilhar, repartir, associar, trocar opiniões, conferenciar. Comunicar implica participação (communicatio tem o sentido de participação), em emissão ou recebimento de informações novas (Rabaça, p.151).

24 Comunicação Interpessoal Comunicação entre pessoas, usualmente frente a frente. Comunicação entre pessoas, usualmente frente a frente. Contato com os outros, como fazê-lo e por que fazê-lo. Contato com os outros, como fazê-lo e por que fazê-lo.

25 Meios de contato Comunicação não- verbal: é um canal que conduz mensagens de uma a oura pessoa. Isto inclui três códigos: Linguagem do corpo; Linguagem do corpo; Paralinguagem; Paralinguagem; Maneira de vestir-se. Maneira de vestir-se.

26 Meios de contato Fala: é outro meio de comunicação entre pessoas; código composto por signos e inclui códigos secundários. Fala: é outro meio de comunicação entre pessoas; código composto por signos e inclui códigos secundários. O contato é feito para trocar mensagens e significados. O contato é feito para trocar mensagens e significados.

27 Fazendo contato Utilização de estratégias na escolha de palavras e os signos não-verbais com o objetivo de alcançar algum propósito por intermédio da comunicação.Uso repetido; hábitos e rituais. Utilização de estratégias na escolha de palavras e os signos não-verbais com o objetivo de alcançar algum propósito por intermédio da comunicação.Uso repetido; hábitos e rituais. Representação de personagens; palco; diferentes personagens para situações diferentes. O status ou lugar pedem um personagens. Diferente de farsa. Representação de personagens; palco; diferentes personagens para situações diferentes. O status ou lugar pedem um personagens. Diferente de farsa.

28 Fazendo contato Aprender os sistemas de comunicação – trato com as pessoas Considerar as necessidades das outras pessoas e as nossas: Ser capaz de utilizar estratégias eficazes; Ser capaz de utilizar estratégias eficazes; Ser capaz de nos apresentar de forma clara; Ser capaz de nos apresentar de forma clara; Ser capaz de perceber anós mesmos e aos outros; Ser capaz de perceber anós mesmos e aos outros;

29 Fazendo contato Ser capaz de estabelecer uma empatia com os outros; Ser capaz de estabelecer uma empatia com os outros; Ser capaz de responder posiytivamente ao feedback recebido; Ser capaz de responder posiytivamente ao feedback recebido; Ser capaz de mostrar nossa aprovação aos outros; Ser capaz de mostrar nossa aprovação aos outros; Ser capaz de ouvir efetivamente os outros (também auscultar). Ser capaz de ouvir efetivamente os outros (também auscultar).

30 Ajustando contato Regulamos contatos com os outros, dando e recebendo resposta (feedback), diretos ou não- verbais.

31 Percepção: nossa e dos outros Os signos que dizem algo a nosso respeito e a respeito dos outros. Os signos que dizem algo a nosso respeito e a respeito dos outros. Auto-percepção: a auto-imagem e a auto- estima. Auto-percepção: a auto-imagem e a auto- estima. Quando fazemos avaliação de outra pessoa: sua personalidade, seu estado emocional e suas atitudes. Presumimos: trabalho, sexo, status, papéis que desempenha, idade etc. Quando fazemos avaliação de outra pessoa: sua personalidade, seu estado emocional e suas atitudes. Presumimos: trabalho, sexo, status, papéis que desempenha, idade etc.

32 Percepção: nossa e dos outros Baseamos a percepção naquilo que vemos e naquilo que ouvimos, especialmente por intermédio dos signos não-verbais. Baseamos a percepção naquilo que vemos e naquilo que ouvimos, especialmente por intermédio dos signos não-verbais.

33 Percepção imperfeita Projetamos nossos desejos na imagem que formamos dos outros; Projetamos nossos desejos na imagem que formamos dos outros; Classificamos os outros em determinadas categorias muito rapidamente e muito simploriamente; Classificamos os outros em determinadas categorias muito rapidamente e muito simploriamente; Presumimos coisas e posicionamentos muito facilmente; Presumimos coisas e posicionamentos muito facilmente; Somos inclinados a nos deixar influenciar pelas primeiras impressões. Somos inclinados a nos deixar influenciar pelas primeiras impressões.

34 Barreiras na comunicação - fatores que filtram nossas mensagens e filtremos as recebidas: Filtro mais comum – presunções pouco criteriosas; Filtro mais comum – presunções pouco criteriosas; Barreiras mecânicas são resultados de obstruções físicas no processo da comunicação; Barreiras mecânicas são resultados de obstruções físicas no processo da comunicação; Barreiras semânticas são originárias do significado dos signos. Barreiras semânticas são originárias do significado dos signos. Barreiras psicológicas se originam de preconceitos que provocam um filtragem na mensagem. Isto afeta a codificação da mensagem quando ela é enviada e a sua decodificação quando é recebida. Barreiras psicológicas se originam de preconceitos que provocam um filtragem na mensagem. Isto afeta a codificação da mensagem quando ela é enviada e a sua decodificação quando é recebida.

35 Por hoje é só, pessoal !


Carregar ppt "COMUNICAÇÃO INTERPESSOAL NAS ORGANIZAÇÕES - 33 horas aula NPG – NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO - FADEPE CURSO: COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL Prof. Sérgio Cruz, Msc."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google